Conversamos com a Nanda Araújo, autora do mês de Abril e autora de Confidencial. O papo foi divertido e leve e você poderá conferir na íntegra agora.

Fanfic Obsession: O que você acha essencial para que uma autora consiga ser reconhecida?

Nanda Araújo: Vou dizer que nção faço a mínima idéia. (risos). Eu acho que se relacionar bem com os leitores, de um modo sincero talvez ajude. E sempre manter o bom humor para críticas e sugestões, porque toda autora está ali para aprender também e, por vezes, talvez esqueçamos disso.

FFOBS: Qual foi a sua inspiração para criar a personagem principal de Confidencial?

NA: Digamos que não foi somente uma única inspiração, porém, a mais evidente foram as personagens principais dos livros do Sidney Sheldon. São sempre mulheres fortes, inteligentes e guerreiras, que tiveram passados maculados por algum motivo. Sophie (nome utilizado no roteiro original) é assim e isso permite que eu trabalhe sobre o psicológico dela.

FFOBS: Você acha que, na hora de escrever, estar escutando música ajuda e até mesmo te deixa ainda mais inspirada ou atrapalha?

NA: Depende. Em geral, eu sempre o faço escutando música, principalmente se for uma cena restrita! Músicas sensuais ou com leve suspense no fundo, como músicas clássicas, sempre me levam a boas ideias. Um verso que pode ser adaptado para uma frase marcante dos personagens, etc.

FFOBS: O que te motivou a escrever sua primeira fanfic e enviá-la ao FFOBS?

NA: Eu simplesmente queria uma fic no FFOBS. (risos). Brincadeira. Eu peguei o site anterior ao FFOBS, então vi o mesmo nascer, foi mágico. E comecei a perceber que as fanfics no site eram sempre de alto escalão. Sempre bem escritas e articuladas e eu queria escrever algo assim. Eu tomei como um desafio escrever algo tão legal no nível FFOBS. Loucura, não?!

FFOBS: Aqui no site, você possui alguma fanfic e/ou autora favorita?

NA: Eu tenho muitas, confesso. Eu consigo irritar tanto as autoras para atualizarem, que acabo virando colega delas, etc. Coitadas.

FFOBS: Algumas autoras escrevem rapidamente e logo enviam para suas betas, outras demoram um pouco mais e só enviam após terem lido o capítulo diversas vezes e ter feito diversas alterações. Como é o seu processo de escrita?

NA: Depende do capítulo, do dia e humor. Tem capítulos que conseguem ser escritos em um dia e tem quase dez páginas. Outros, que levam um mês para ser um muito curto. Eu sempre reviso algumas coisas, a fim de melhorar ao máximo o capítulo. Principalmente se estamos lidando com uma fanfic de ação, que precisa de certos detalhes e descrições minuciosas e, ao mesmo tempo, sem ser cansativas.

FFOBS: Você se sente incomodada com cobrança vinda de leitores ou acha que isso ajuda no desenvolvimento da história?

NA: Nunca me sentiria incomodada. Na verdade, é o contrário: acho muito gostoso que as pessoas cobrem, porque quer dizer que elas gostam do que escrevo e se interessaram por isso! Eu simplesmente adoro, sério!

FFOBS: Você já pensou em desistir de Confidencial devido a um bloqueio criativo?

NA: Muitas vezes. E justamente por isso ela foi reescrita. Não dava para continuar no modelo antigo, que fugia e muito às minhas ideias. Mas atualmente, se fosse o caso de um bloqueio, eu pensaria em Hiatus e não tirá-la do site. Confidencial é meu bebê e não é justo com aqueles que acompanham desde a primeira ou que começaram a acompanhar nessa versão não dar um desfecho digno para a história.

FFOBS: Qual é a sensação de receber aquele comentário lindo depois de um longo trabalho na elaboração de um capítulo?

NA: É uma das melhores coisas. Acho que são os comentários que te motivam a escrever, mesmo você estando cansada ou com bloqueio. Eles parecem aumentar seu esforço. Eu fico tão feliz quando recebo comentários longos falando sobre quotes do capítulo, cenas que marcaram ou como eu desenvolvi bem tal parte. Eu me perco num mundo de bolhas coloridas e perfumadas!

FFOBS: Bom, essa entrevista vai terminando por aqui. Caso queira deixar algum recado final, fique à vontade!

NA: Eu só queria agradecer àqueles que votaram em mim para autora do mês e também para algumas pessoas especiais como a Andie P, Barbara Z, Camila N, Emme que sempre me ajudam em Confidencial quando necessário. E, à parte, à minha beta That, porque ela me adotou com tanto carinho e paciência que nem um milhão de agradecimentos poderiam compensar! E, finalmente, aos leitores, porque sem eles, talvez não houvesse Confidencial hoje.