Conversamos com a Ana Ferreira, autora do mês de Setembro e autora de Sex On Fire. O papo foi divertido e leve e você poderá conferir na íntegra agora.

Fanfic Obsession: – Como está indo a produção do seu livro?

Ana Ferreira: Está indo bem, na medida do possível. Estou me aproximando do meio da história nesse momento, então vai levar um tempo ainda para ser finalizada, revisada e aí sim entregar o manuscrito pronto nas mãos das editoras que eu já selecionei, as que são mais prováveis de aceitar minha história e tudo que a envolve.

FFOBS: Quando você resolveu escrever Sex On Fire, e de onde surgiu essa ideia? (Helena Chagas)

AF: Surgiu de um mangá, chamado Angel Sanctuary, em que mostra relação irmão com irmã de sangue, mas, na época, eu achei que era um assunto muito forte e eu não sabia administrá-lo muito bem, então pensei “A menina tem uma atração pelo pai (Complexo de Édipo) e quem mais parecido com o pai do que o tio?” e foi aí que começou toda essa loucura.

FFOBS: Eu sempre fiquei curiosa para saber de onde veio a inspiração para escrever a SOF, de onde veio a ideia. Então, qual foi? (Raphaella S.)

AF: Como disse aí em cima, veio de um mangá, mas transformei, ao invés de irmão com irmã, sim tio e sobrinha, além de querer um envolvimento de um homem mais velho com uma garota mais jovem, mostrar o lado de ambos na história, ela sem ter o que perder e ele com uma família a zelar e o quão perigosa é essa relação.

FFOBS: Você já se identificou com algum de seus personagens? Porque, na maioria, as autoras acabam se vendo em um deles. (Raphaella S.)

AF: Me identifiquei sim, com o tio, por mais estranho que soe. Mas o personagem do tio tem muito mais de mim do que a garota, ela é um pouco metida e não tem medo de consequências, eu já sou mais como o tio, cautelosa em todos os momentos, que pensa duas vezes antes de fazer, além do jeito dele, o lado engraçado, o lado sério, eu inspirei muito em mim, ou pelo menos tentei!

FFOBS: O que te levou a voltar a escrever a fic depois de mais de um ano de hiatus?

AF: Na verdade, eu queria reescrevê-la logo depois que a abandonei, porque na mesma época eu larguei o livro, eu não estava pronta para começar tudo aquilo, eu estava sem paciência e não estava bem fisicamente e mentalmente, mas eu sempre senti imensas saudades da história e como eu já tinha o final pronto na minha cabeça, eu queria muito terminá-la de alguma maneira, até mesmo para as leitoras que a acompanharam desde o começo, e foi essa saudades, e dívida, que eu estava da história e de tudo o que eu passei com ela, todas as amizades que fiz e todas as leitoras que me seguiram, me motivaram a finalmente colocá-la no site do jeito que eu queria desde o começo, mas não consegui fazer, e finalizá-la devidamente.

FFOBS: – Com tanta fic virando livro, o que você acha que seria o diferencial de SOF para o mercado literário?

AF: O que eu acho que diferencia é que o livro não é voltado para o romance do casal principal, como muitas histórias que estão virando são mais voltadas para o romance, pelo menos ao meu ver. Então eu acho que esse vai ser o pequeno diferencial, eu me foquei mais no lado psicológico da história, amizades e principalmente o envolvimento familiar, e como o modo que você cresceu e foi criado pode afetar o seu futuro, e creio que essa é a mensagem toda por de trás do livro, que tudo que você faz tem uma consequência. Claro que vai ter o romance, mas não é o foco completo, tanto que o romance só aparece quase no final do livro.

FFOBS: O que você faz quando tem um bloqueio criativo, mas tem um prazo para entrega de capítulos (no caso do livro)?

AF: Eu não sabia o que fazer, mas quando comecei a escrever o livro, fui pesquisar o que outros autores faziam nesses momentos e consegui umas dicas valiosíssimas com eles. Uma das que mais dá certo comigo é justamente escrever, não propriamente um capítulo do livro, ou da fanfic, mas escrever o que vem a minha mente, uma ideia bruta, uma fala que venha a mente, qualquer coisa, porque assim eu vou me “aquecendo” e lapidando o que estou fazendo para enfim a inspiração voltar. Também me distrair é um ótimo jeito, sair um pouco da frente do computador, retomar a leitura de um livro, assistir um filme que tenha a ver com o momento que eu estou passando ajuda, além de ouvir muita música. Como estou tendo prazos para os capítulos, impostos por minha amiga, e por querer que ele fique pronto o mais rápido possível, eu faço esses pequenos truques para retomar e concluir o que preciso.

FFOBS: Você tem planos futuros para uma próxima fic?

AF: Até tenho, tenho muitas histórias aqui, algumas ideias borbulhando. No momento tenho mais ideias para futuros livros do que para fanfics em si, mas creio que ao decorrer do caminho eu vou ter sempre tempo para uma fanfic.

FFOBS: – Qual outra história sua, você acha que merece uma segunda chance e reescreveria?

AF: Como disse que tenho várias, e não é brincadeira, a cada ideia que eu tive eu escrevi pelo menos o rascunho dela, a que eu mais tenho vontade de dar uma segunda chance é a fanfic Colorful, que já foi postada aqui, mas foi retirada. Eu escrevo ela com uma amiga, e a história dela começou de um sonho meu em que eu tinha um filho chamado Lian, e a partir dai toda a ideia surgiu e eu sou apaixonada por essa história e tenho planos de reescrevê-la, ou pelos menos “arrumá-la” e enviá-la novamente para o site. Isso pode contar também como uma futura fanfic minha.

FFOBS: Bom, essa entrevista vai terminando por aqui. Caso queira deixar algum recado final, fique à vontade!

AF: Gostaria de agradecer a todas as meninas que votaram em mim para Autora do Mês, não imaginam a minha felicidade ao ver o resultado, então obrigada. Agradecer ao site por aceitar novamente a minha fanfic e me dar essa nova chance de terminá-la, assim como a minha beta que me aceitou de volta. E a todos que me acompanharam durante a primeira jornada, espero que vocês fiquem até o fim desse novo começo da história. E em relação ao livro, espero que seja do agrado tanto quanto foi a fanfic, não só o meu, mas todas as autoras daqui que planejam ter seu livro publicado, aquela história querida em mãos, então não desista, corra atrás do que você realmente quer, eu posso ter demorado, mas não larguei o meu sonho, então eu digo isso para vocês, não larguem o sonho de vocês, seja um livro ou uma fanfic, se te faz feliz, é isso que importa!