CAPÍTULOS: [único]









Capítulo Único


Você leva anos para construir o seu castelo perfeito, sem ruínas e repleto de muita felicidade, mas em um segundo tudo desmorona e tudo que sobra são ruínas.
Ruínas de onde um dia habitou a felicidade, mas hoje tudo que sobrou foi a tristeza.
Encaro minha aparência no espelho e não esboço qualquer reação. Em um dia normal os cabelos bagunçados e esses enormes círculos roxos debaixo dos olhos, me deixa louca, mas hoje não.
Não encontrei a vontade de me arrumar ou fazer qualquer coisa porque tiraram a razão da minha vida.

Flash Back[On]


Deitei no sofá da sala e ri de que vestiu sua cueca preferida e segurou seu violão. Dedilhou os primeiros acordes da música.
— Senhoras e senhores, essa música para a minha fã número um. — fez graça e não me contive e comecei a gargalhar.

“Seus olhos e seus olhares
Milhares de tentações
Meninas são tão mulheres
Seus truques e confusões”


Seu olhar encontrou o meu e não parou de me olhar por um único segundo.
Deus, como amava esse homem.

“Se espalham pelos pelos
Boca e cabelo
Peitos e poses e apelos”

“Me agarram pelas pernas
Certas mulheres como você
Me levam sempre onde querem”


Não sei explicar o que eu sinto por ele ou a química que temos desde o primeiro beijo, mas de uma forma diferente um completa o outro. Um faz o outro feliz e eu não troco o que temos por nada no mundo.
de cueca em um show particular pra mim? — Sorrio e ele assente que sim.
— Só pra você, baby. — Sorri.

“Garotos não resistem
Aos seus mistérios
Garotos nunca dizem não
Garotos como eu
Sempre tão espertos
Perto de uma mulher
São só garotos”


Amava quando ele resolvia voltar a cantar pra mim. A forma que suas mãos dedilhavam o violão e seus olhos se fechavam enquanto ele cantava uma das minhas músicas preferidas. Podia ter um cara menos complicado.
Mas foi ele que meu coração escolheu e não me arrependi.

“Seus dentes e seus sorrisos
Mastigam meu corpo e juízo
Devoram os meus sentidos
Eu já não me importo comigo”

“E então são mãos e braços
Beijos e abraços
Pele, barriga e seus laços”


subiu na mesa de centro, dançou e me arrancou sorrisos.
Ele diz incontáveis vezes que ama que tem esse poder em arrancar as melhores coisas de mim e ele tem razão.

“São armadilhas e eu não sei o que faço Aqui de palhaço, seguindo os seus passos”
Se aproximou cada vez mais e cantou a sussurrou a última parte próximo ao meu ouvido. Sua boca procurou pela minha avidamente. E o puxei para mais perto do meu corpo para sentir nossas peles se tocando.
Nada nunca vai ser melhor do que a gente. Nada.

Flash Back[Off]


Deixo um sorriso escapar e é a primeira vez em dias que me permito sorrir. A lembrança dele cantando usando apenas uma cueca no meio da nossa sala… Quero lembrar dele exatamente como naquele dia. Tão cheio de alegria contagiando todos a sua volta.
Caminhei até a cozinha e coloquei água para ferver. Um café bem quente foi a melhor ideia que tive, afinal ainda muitas coisas para encaixotar. Suas coisas. E decidi deixar em nosso apartamento poucas.
Coisas essas que não sou capaz de me desfazer.

Flash Back[On]


, fica longe dos meus gibis. — se aproxima e pega a caixa das minhas mãos.
Paciência.
— Amor, conversamos e você aceitou doá-los para o orfanato.
Ai meu Deus!
— Mas, amor, são meus gibis. — Choraminga.
Ah, que maravilha!
— Amor, você não concorda que crianças vão amar ter um gibi? E você nem lê. — digo séria.
— Ah, então você vai doar os sapatos que não usa? Que são muitos por sinal. — Debocha.
Putaquepariucaralho!
— Estamos falando dos seus gibis não dos meus sapatos.
— Ah, amor, meninas adorariam ter um sapato como os seus. — Debochou.
Odeio quando ele tenta inverter as coisas.
— Tá bom, . — Bufo. — Pode ficar com os gibis.
Ele deixa a caixa em cima do sofá e me abraça forte. Seu perfume invade minhas narinas e quando dou por mim seus lábios já tocam os meus.
— Golpe baixo usar meus sapatos. — Sorrio.
— Minha única arma. — Debocha.
— Idiota. — Dou um tapa em seu braço.
— Eu também te amo, linda. — Sorri.
Eu amava esse sorriso.

Flash Back[Off]


Com a xícara de café em mãos fui até o quarto onde guardamos nossas coisas que não conseguimos desfazer, mas que não usamos.
Pego a caixa com os gibis. E eles definitivamente não vão sair desse apartamento. Seguro a caixa pela alça e levo até uma estante vazia e depois de tirar todos os gibis da caixa arrumo todos na estante.
Eram ali que deviam estar.
São os seus gibis meu amor. Seus.
A campainha tocou e vesti um short para abrir a porta. A caixa nas mãos do entregador: os convites do nosso casamento.
— Obrigada. — Forcei um sorriso que custou a sair.
O homem me olhou antes de sair e vi desde de que tudo aconteceu: pena.

Flash Back[On]


— Amor, você prefere o envelope branco ou…
Os lábios de chocavam-se contra os meus. Deus, assim era difícil me concentrar nos últimos detalhes dos convites do nosso casamento.
— Os convites podem ficar pra mais tarde não acha? — Sorri malicioso.
Cretinogostoso!
... — Choramingo.
— Concentre-se na minha boca que quer beijar a sua — sussura — concentre-se no meu corpo que quer entrar em sincronia com o seu.
— Que se dane os convites. — Sorrio.
— Também acho. — Sorri.
Sua boca buscou pela minha e finalmente cedi. Sua língua circulou dentro da minha boca e me entreguei por completo.
Era sua. Era meu.

Flash Back[Off]


Andei por aí e quis encontrá-lo. Andei por aí e quis um pouco mais muito mais de você. Quis mais beijos, mais abraços, mais momentos para lembrar, mas tudo que encontrei foi o vazio que deixou.
não foi o meu primeiro beijo, não foi o meu primeiro namorado, não foi o primeiro que eu transei, mas ele foi o mais importante porque foi o primeiro que eu amei e isso é pra sempre.
Nunca vai existir um segundo , nunca vai existir um segundo cara que vai dançar de cueca no meio da sala ou que no final do dia chega com um buquê e chocolates.
Porque ele era único e todas as coisas só fazem sentido porque era ele que as fazia.

Flash Back[On]


Quatro anos antes…


— Chamem o médico. — O homem grita e me assusta.
— Pra que um médico? — Pergunto assustada e constrangida com todos os olhares direcionados a nós.
Quem era esse maluco?
— Não se machucou quando caiu? Porque você é um anjo.
Santa paciência!
— Ah, meu Deus! — Nego com a cabeça. — Isso é o seu melhor? Por Deus, não quero imaginar o seu pior.
Levanto da cadeira e deixo o senhor idiota na mesa. Como um cara consegue cogitar a ideia que uma mulher vai gostar disso? Por favor.
— Ei.— o homem me chama e não viro para encarar o homem.
Continuo meu caminho já que meu apartamento que fica quatro ruas depois do bar então, não tem necessidade em pegar um táxi.
— Ei — novamente o homem grita.
Ele está me seguindo?
— Ei…
— Qual o seu problema, senhor cantada péssima? — Grito e me viro para encarar o idiota.
— Sinto muito pelo bar, mas isso costuma funcionar.
— Sério? — Pergunto incrédula.
— Menos com você, é claro.
— Sempre tem as que prefere uma conversa decente.
! — estende a mão e a aperto.
! — Sorrio.
— A minha exceção. — deixa escapar.
E o observei melhor e notei seus cabelos castanhos bagunçados, a barba por fazer, os olhos mais e escuros que vi em toda minha vida. As mãos grandes, e tão alto… merda sempre tive quedas por homens altos.
— Posso te acompanhar até em casa? — Pergunta e apenas assinto que sim.
E depois daquele dia nada mais foi o mesmo. Nada.

Flash Back[Off]


E naquele dia eu conheci o homem que me apresentou ao amor, que me fez descobrir e sentir o que é amar e ser amada. Não teve um único dia que eu cogitei a ideia de que ele não sentiu o mesmo.

Flash Back[On]


— Você tem que ir mesmo nessa viagem? Casamos em um mês e tem tanta coisa pra resolver.
— Linda, você sabe que preciso ir. — Sorri e me abraça. — Meu chefe conta comigo para resolver o problema da filial.
— Promete que não vai demorar e vai trazer presente? — Sorrio.
— Todos os presentes do mundo pra minha vida. — Sela nossos lábios.
— Eu te amo, . — Digo e olho em seus olhos. — Eu te amo, . — Me olha e seu polegar passeia pelo meu rosto.
“Última chamada para o voo 4444.” A hora de soltar e deixar ir por quinze dias e aguardar ansiosa para ele voltar logo.
O apertei ainda mais contra meu corpo e ele retribuiu o abraço. Seus lábios tocaram meu pescoço e subiu cada vez mais até que senti seus lábios quentes beijando minha bochecha, o canto da minha boca e então, seus lábios tocaram os meus e me deixei levar pelo misto de sensações.
O beijava como se minha vida dependia daquele momento. Daquele beijo. Daquele homem.
E cessamos o beijo mesmo sem querer, afinal ele precisa embarcar.
E seus braços envolveram meu corpo e o apertei forte contra meu corpo e inalei seu perfume. Guardei aquele olhar e aquele brilho. E pouco a pouco seu corpo sumiu no meio da multidão. E um vazio tomou conta de mim.

Flash Back[Off]


Lembrei do dia que soube de tudo. Depois de finalmente quinze dias decidiu voltar de viagem.
Usava minha blusa azul e meus jeans preferidos. E meus cabelos estavam presos em um coquê frouxo. Não vai tinha um dia que ia conseguir esquecer de tudo. Daquele dia. O pior.
Fui trabalhar e aproveitei para pedir meu chefe pra sair mais cedo para buscar meu noivo no aeroporto e como fã de meu chefe não negou o meu pedido. E quando cheguei ao aeroporto esperei por quase quatro horas e nenhum sinal de . Fui até uma bancada para pedir informações, mas tudo que recebi foi um olhar de pena da recepcionista que pediu para aguardar um pouco. E assim fiz. Cerca de quase dez minutos depois um homem vestindo uma roupa social pediu para o acompanhar até sua sala e por um algum motivo quis conversar comigo. E de repente uma bomba explodiu minha vida.
Um trágico acidente com o avião com meu noivo e mais cem pessoas caiu e não deu a chance de nenhum passageiro sair vivo. E ele continuou falando, mas parei de ouvir no momento que ele disse que perdi meu , meu melhor amigo, meu amor. Naquele momento nada foi como antes. Nada. Roubaram minha felicidade.
Quase quinze dias depois que o perdi, que o enterrei, que me despedi… Fui obrigada a me desfazer de muitas das suas coisas. E doeu todas as partes do meu corpo tocar em suas coisas, separar as que quis ficar por me recusar a me desfazer. Faltou apenas a sua gaveta de meias e cuecas e decidi deixar pra amanhã porque me custou muito esforço ter que mexer em suas coisas, mas algo em mim me disse para não deixar para amanhã. E quando tirei suas cuecas e meias eu encontrei uma folha dobrada. E quando abri a folha lágrimas rolaram pelo meu rosto e meu coração apertou: os seus votos de casamento.

“Essa já é a quarta folha em que tento escrever os meus votos. Nem acredito que falta tão pouco para te dar o meu sobrenome, para ser o seu marido. E você merece o melhor de mim sempre por ser essa melhor amiga que está comigo há tanto tempo que já perco as contas… Mentira não esqueço ok, amor? Não esqueci até mesmo aquela cantada horrível quando nos conhecemos.
Hoje se encerra o inverno e inicia-se a primavera, o dia em que as pessoas celebram a entrada de uma nova estação. Dita como a mais bela das estações, e eu e você celebramos a nossa primavera. As pessoas celebram a beleza das flores, com suas cores e fragrâncias, e eu celebro você, que veio fazer da minha vida uma primavera, para sempre. Uma primavera que eu jamais pude imaginar, com sua amizade, cumplicidade, respeito, carinho e amor. Mas eu sei que chegará o verão do calor intenso, o calor da paixão, a paixão que eu vivi no dia que eu te vi. E a cada amanhecer eu buscarei renovar esse calor, esse calor intenso da paixão. Mas eu sei que haverá dias que esse calor não será da paixão, e quando esse momento chegar prometo, com ajuda de Deus, lembrar sempre que você é minha primavera, e com isso buscarei te ouvir, amar e respeitar. Eu sei que chegará o outono, quando as cores já não têm mais brilho, o perfume já não paira mais no ar, quando tudo parece ser a mesma rotina: não há brilho no olhar, não há sorrisos estampados nos rostos. Nesse momento eu prometo, com ajuda de Deus, lembrar que você é a minha primavera. Buscarei trazer seu sorriso de volta, olhar no fundo dos seus olhos sabendo que o brilho dos seus olhos são eternos, mesmo sabendo que não são externos. Eu sei que chegará o inverno, quando as flores e as folhas estão secas, não há mais cor, onde as noites são frias e longas, quando parece que o frio é tão intenso a ponto de parecer que o nosso calor não é suficiente, mas eu prometo, com ajuda de Deus, lembrar que você é a minha primavera. Serei fiel a você, buscarei te esquentar com meus braços e buscarei com seu calor. O que me conforta é saber que depois do inverno volta a primavera. Que Deus nos ajude para que nossas primaveras sejam sempre, sempre, sempre longas, que hajam motivos para flores e fragrâncias. Te amo hoje, te amarei em quanto eu viver.
Vou amar você de todos os jeitos. Em todas as formas. Todos os dias da minha vida. Vou amar você a cada batida do meu coração, todas as vezes que respirar. Vou amar você até meu último segundo de vida porque de tudo que me aconteceu você foi a melhor, a mais verdadeira, intensa.
, a partir do momento em que nos vimos pela primeira vez, eu senti que você é a pessoa com quem eu quero compartilhar a minha vida. Sua beleza, coração, e mente me inspiram a ser a melhor pessoa que posso ser. Prometo te amar por toda a eternidade, respeitando você, homenageando você, ser fiel a você, e partilhar a minha vida com você. Este é o meu voto solene.”


Eu ia dizer o quanto amava seus olhos, o quanto amava estar em seus braços, o quanto amava ser a sua garota. Diria que ele é o homem que escolhi para viver todos os meus dias tristes e felizes. Dizer que era ele que eu imaginava ter e que se tornara um sonho realizado, mas eu não podia dizer. Nunca mais.
Ele sai para uma viagem de trabalho e nunca mais volta. A comida dele ainda está na geladeira, os ingressos para o show do John Mayer, os presentes de casamento. E eu guardo tudo, vou guardar pra sempre. Na esperança de ele voltar mesmo sabendo que isso seja impossível.



Fim!



Nota da autora: (07/08/2015) Mais um Ficstape e a autora começa essa nota chorando por essa história que surgiu aos 45 do segundo tempo e Berrie obrigada por me salvar faltando uma semana pro prazo. Mais uma vez conseguiu ser a melhor de todas.
E a segunda vez que mato um personagem e realmente me sinto mal por isso, mas é algo que acontece e gosto de trazer isso para as minhas histórias.
Revisei a história e me emocionei ainda mais porque é uma história de amor tão bonita que foi interrompida por uma tragédia, mas quis deixar uma mensagem que quando o amor é verdadeira nem a morte vai destruir. Nem o tempo.
Ah, tenho outra história nesse ficstape “13.warrior” quem quiser ler.
Agradeço a cada leitora que deu uma oportunidade a minha história.
Agradeço as minhas jujubinhas que estão sempre comigo em meus projetos e digo e repito tenho as melhores leitoras do mundo.
A beta meu agradecimento por betar a história e fazer sua mágica para ficar pronta para ser lida.
Qualquer critica, elogio ou algo que queria de dizer, por favor, deixe na caixinha de comentário. Beijinhos.
Até o próximo FicsTape. Beijinhos. <3 <3

Formas de encontrar a autora?

°Twitter:@_BragaMayara
°Grupo Do Facebook

°Outras histórias no site

A mentira perfeita(Restritas/ Finalizadas)
Cartas pra você(Restritas/ Finalizadas)
Surrogacy(Restritas/Em Andamento)
Uncontrollabe Feelings(Outros/Em Andamento)
Lição Extra(Restritas/ Finalizadas)
02.Kiss You(Ficstape - Take me Home)
01. Best Song Ever, parceria com Berrie. (FicsTape- Midnight Memories)
18.Half A Heart(Ficstape- Midnight Memories)
05.You And I(FicsTape- Midnight Memories)
07.Strong(FiscTape – Midnight Memories)
01. Baptized(FicsTape #006)
16.Pov(FicsTape #011)
19.Amnesia(FicsTape- Justin Timberlake)
09.Ghost(FicsTape- Prism)
Young And Beautiful(Restritas/Finalizadas)
Night Changes, Night Changes II e Night Changes III(One Direction/Finalizadas)




comments powered by Disqus




Qualquer erro nessa atualização são apenas meus, portanto para avisos e reclamações somente no e-mail.



TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO SITE FANFIC OBSESSION.