“@Maude: @bigtimerush, minha bff @ é uma guerreira que quer muito conhecê-los. Que tal se vocês viessem comemorar o aniversário dela com a gente? #MeetsBTR”

“@lostinbtrlove: Hey ey ey, @bigtimerush, vocês já conhecem a nossa querida @? Corram na conta dela para conhecer mais um pouco dessa fã maravilhosa! #MeetsBTR”

“@OhMykendall: Fiquei sabendo de uma festa baladona em Londres de uma fãzona, a @. Vocês deviam participar, @bigtimerush ;) #MeetsBTR”

“@livelovelogan: Eu quero muito conhecer vocês, @bigtimerush! Mas a @ quer também e ela merece mais que eu. Que tal dar a ela esse presente? #MeetsBTR”

“@CuddleCarlos: Ter o @bigtimerush na sua festa de aniversário é um sonho… Queria eu ser a @ pra tê-lo realizado. Só depende de vocês, BTR! #MeetsBTR”

“@_Jamesxo: Queria eu ter uma amiga feito a @Maude que está movendo o fandom para levar a banda até a amiga @. @bigtimerush vocês TÊM que ir nessa festa. #MeetsBTR”

“@bigtimerush: Fãs, nós ouvimos vocês e ao @MakeAWishUK e acabamos de chegar em Londres para o aniversário da ! #MeetsBTR”

#MeetsBTR significa conhece o BTR”


— Não acredito! — gritou e saiu correndo salão afora atrás de Oliver e Anthony. Ou quem ela encontrasse primeiro. Foi Oliver. — Olie, você não vai adivinhar! — berrou.
— Se você parar de gritar, eu até posso tentar. — riu.
— Não dá pra parar de gritar! Ahhh! — bateu palmas. — veja você mesmo. — estendeu o celular para o amigo e ficou pulando, descarregando energia.
Oliver deixou seu queixo cair enquanto encarava a tela.
— A gente conseguiu! — ele devolveu o celular e bateu palmas. — conseguimos! Conseguimos! Céus, ela vai pirar! — ele começou a sapatear e pular com . Anthony chegou naquela parte do salão e riu.
— Eu, hein... Não vou ficar perto de vocês, não. Vai que a loucura é contagiosa.
— Contagiosa é a nossa felicidade... — Olivier cantarolou e fez um high-five com .
Eles acertavam os últimos detalhes da decoração do salão onde seria a festa de dezoito anos da garota. Anthony havia comprado um arsenal de bebidas, pois já era de maior. Agora, também era. Só faltava , mas essa, só em novembro. Enquanto isso, precisava fazer usufruto do documento falso que Anthony arranjou para ela.

[...]


— Como estou? — deu uma voltinha. Seu vestido acompanhou o movimento.
Era um vestido de sereia, solto apenas dos joelhos para baixo. A cor rosa pérola predominava e combinava com a pele clarinha de , e ele tinha rendas pretas que formavam desenhos estilo Damask. Era presente de um doador anônimo.
— Parece a Ariel. — aproximou da amiga e deu pequenos toques na peruca, deixando os cachos mais soltos.
Naquela noite, havia pedido para usar uma peruca ruiva avermelhada, ao invés de alaranjada, como era seu cabelo natural. Mas ela já tinha uma peruca castanha, que foi feita com o cabelo da melhor amiga.
havia cortado os cabelos na altura dos ombros e havia feito uma trança cachoeira nos cabelos. Usava um vestido vinho que carregava a assinatura de Elie Saab. Tinha duas fendas na saia, uma ao lado de cada perna, e mangas compridas. O modelo se ajustava à silhueta. Foi um dos vestidos que comprou e mais gostou.
Ah... E a festa. Céus. Seria A festa.
havia investido todo o seu tempo e um pouquinho do seu dinheiro para fazer uma das festas mais comentadas de Londres em 2014. Isso porque seria um baile fechado para pouquíssimos convidados, a maioria sendo pacientes com câncer do Hospital George e do Hospital College University. Aquele não era um evento qualquer. Era O evento. Era O aniversário de que seria comemorado com pessoas que compartilhavam sua dor e sofrimento. A minoria presente era composta pelos colegas mais próximos da escola, Oliver e seus tios, que também eram os guardiões legais da garota.
Enquanto isso, provavelmente, a maior parte dos alunos da Albemarle estaria surtando por não terem sido convidados.
— Exceto pela parte em que ela não tem leucemia.
— Há, há, dona . Como você é engraçada. — cruzou os braços e estreitou os olhos. — vamos logo, a Limusine nos aguarda. — ela estendeu a mão para a amiga e desceram de braços dados.
— Eu não acredito que vocês alugaram até uma limusine. — riu.
— Você tem uma melhor amiga e tios que não medem esforços.
— Que não medem o dinheiro que gastam, isso sim.
— Para de reclamar e curte o seu dia.
Elas desceram até a rua e o chofer já as aguardava com a porta aberta.
Após deixarem a 166 Pall Mall durante a tarde após uma conferência dos últimos detalhes, as equipes da Make-A-Wish e da banda entraram em contato com Oliver para fazer os últimos acertos.
chegaria propositalmente atrasada em sua própria festa. Todos os outros convidados já deveriam estar lá, de frente ao palco, onde a banda estaria escondida por trás das cortinas.
A medida que aproximavam do local, o coração de pulsava a cada vez mais rápido. A uma quadra já era possível ver a movimentação no local, que precisou ter a entrada fechada com grades. As outras fãs da banda não demoraram muito após o tweet deles para virarem a internet de cabeça para baixo e encontrar todas as informações que precisavam para chegarem ao local da festa.
A limusine estacionou em frente à entrada e logo os flashes começaram a pipocar.
Uma vez, há alguns anos, comentou com que queria viver um dia como uma estrela.
Talvez, apenas talvez, tenha contratado dez fotógrafos ou mais. E também talvez seus tios tivessem alugado um dos melhores locais para eventos em Londres. E fazê-los sair de Dublin era um enorme esforço, tanto que após o diagnóstico de , eles só foram a Londres uma vez. A segunda era aquela.
abriu um sorriso enorme e teve a ajuda do chofer para descer do carro e ostentar sua sandália da Giuseppe Zanotti, que havia sido um presentinho de Oliver.
desceu logo atrás delas e seu braço foi sugado pelo de uma fã.
, você tem que falar pro Logan que eu o amo. — ela pediu, apenas riu.
— Pede sua amiga pra tirar uma foto comigo? — a do lado dela pediu.
adorou aquilo. Só ia colaborar ainda mais no plano “fazer se sentir uma celebridade” e chamou logo a amiga, que foi com os olhos brilhando e um sorriso que há tempos não dava. Enquanto ela tirava selfie com as fãs que ajudaram na hashtag, apenas escutava os pedidos de falar ao Kendall, Carlos, Logan e James que todas aquelas meninas lá fora os amavam demais e etc. Era por isso que ela se recusava a ser fã. Pra não criar amor platônico por ídolos.
, eu sou a @OhMyKendall do twitter! Você deu RT no meu tweet com a hashtag, lembra?
— Ah, claro! — mentira! Havia dado RT em todos os tweets com a hashtag.
— Fala pro Kendall que eu vou casar com ele!
apenas ria e ria. Algumas meninas também queriam selfies com ela. Outras tiravam com e juntas. Era muito bom. até cogitou a ideia de se tornar famosa, porque meio passo ela já tinha dado.
— Me marca lá, hein? É @Maude. Quero ver as fotos depois. — ela riu.
Sabia que só estava tendo aquela atenção toda porque era rica e postava fotos de babar e causar invejas em qualquer um, fosse em Nice na Riviera Francesa ou em Anse Lazio, nas ilhas Seychelles, na África. Também tinha a popularidade no colégio e tudo mais. Ela só precisava aparecer na mídia, mesmo. Só não o fazia porque não queria.
Mas era muito gostoso ser admirada. E ali, ela era apenas uma coadjuvante. era a estrela. A verdadeira estrela.
Elas deram atenção a todas as rushers que estavam ali, não eram muitas, umas dez, talvez, e em seguida subiram as escadas da entrada do 116 Pall Mall.
Assim que elas apontaram na entrada do salão, Part of Your World começou a tocar e todos os convidados ficaram nas laterais vendo sua entrada. Ela e estavam de braços dados e não conteve as lágrimas. Seus olhos ficaram cheios d’água e ela se sentiu uma adolescente em sua festa de debutante. Aquela música aos fundos não ajudava em nada. Era a que ela sempre sonhou em dançar durante uma valsa.
— Ordinária — ela murmurou emocionada no ouvido de , que riu.
De acordo com o roteiro que montou com Oliver, este era o momento onde ele apareceria no topo da escadaria e a guiaria até de frente ao palco, quando as cortinas abririam e revelariam a boyband que a aniversariante tanto amava.
olhou para a escada a procura de Oliver e sua boca ficou levemente aberta ao encontrar outro homem lá. acenava para diversos convidados enquanto ela e desciam até o pátio.
Como era o nome daquele integrante, mesmo? Era o tal que tanto falava. Ah, droga, por que ela foi ter um apagão na memória justamente naquela hora?
Ela pelo menos se lembrou de sussurrar para a amiga olhar na escada.
Foi quando elas pisaram no pátio e o sorriso de se transformou em um queixo caído. Com sua mão livre, ela tampou a boca e depois limpou as lágrimas.
— Kendall! — ela disse baixo.
Não movia um músculo sequer.
Seu coração parou por um instante e tudo que ela pensou foi em pedir a leucemia que não a levasse naquele momento.
agradeceu aos céus por Oliver ter privado de seu twitter nos últimos dias. A cada passo que Kendall dava, mais chorava. Flashes chuviscavam em sua direção. só permanecia ao seu lado para sustentá-la, ultimamente suas pernas não eram as mais confiáveis.
— Socorro, . Meu rosto vai ficar ainda mais inchado. — ela riu enquanto enxugava as lágrimas. avistou Oliver no canto aos pés da escada, próximo a vários outros rostos inchados vítimas de uma terrível doença. Ele piscou para .
Haviam conseguido.
Kendall chegou ao pátio e estendeu a mão para , que segurava seu queixo, abobada. — Me concede a honra desta dança, senhorita ? — ele sorriu.
Até admitiu ficar hipnotizada naquele sorriso. Mas ela já tinha um muito bonito para encarar no fim do dia. Anthony.
grunhiu um riso e se jogou nos braços de Kendall, ignorando sua mão estendida e o puxando logo para um abraço.
— Eu não acredito que você é de verdade! — ele riu, enquanto apertava seus ombros pra ter certeza de que ele era real. — e eu me concedo toda a você! — ela atirou os braços pra cima. tampou o rosto e deu um tapa na amiga com as costas da mão.
— Deixa de ser oferecida, ! — ela riu.
— Aprendi com você. — deu a língua. Ela se voltou para Kendall, que beijou a sua mão e entrelaçou seus braços. Estes se viraram e seguiram pelo corredor formado pelos convidados que os levaria até o palco.
Oliver aproximou-se e tocou na cintura. Ela sorriu e ele repetiu o que Kendall havia feito, guiando a melhor amiga atrás da prima. Enquanto caminhavam, o corredor ia dispersando atrás deles a medida em que todos iam para o salão.
— Ant vai te matar. — murmurou com o amigo. Ainda não havia visto nenhum sinal se quer do namorado.
— Por te fazer companhia? Não tenho medo dele. Além do mais, o combinado era que ele entrasse com você e eu com . Por isso coloquei Kendall em meu lugar, já que seu amor ainda não deu as caras.
Como assim, Anthony ainda não estava ali?
suspirou. Ultimamente ele andava tão próximo, mas ao mesmo tempo, distante. — Por que os primos não gostam dele? — ela perguntou ao amigo.
Logo a frente, Kendall beijou a mão de e a pediu que aguardasse, deixou-lhe sentada na mesa mais próxima do palco. Ele deu a volta pela multidão e sumiu. Estava indo juntar-se aos outros no palco.
— Não vamos falar sobre este assunto agora, ok? Só curtir essa festa que vai estampar as manchetes de todo o mundo amanhã. — ele sorriu. Os dois se sentaram ao lado de . Seus tios já estavam sentados na mesma mesa.
— Vocês por um acaso já sabiam disso? — ela cochichou para o primo e a amiga. Eles assentiram. — cretinos! — riu. — eu queria conhecer a banda, não imaginava que fosse ter Kendall na minha festa de aniversário.
— Kendal... Sei... — Oliver comentou e riu.
— Ah, não. Odeio ser cúmplice de vocês. — cruzou os braços.
— Só presta atenção naquela cortina — Liv apontou. No mesmo instante, ela se abriu e deu um pulo na cadeira quando os viu e escutou os primeiros acordes preencherem o ambiente.

I don't know why you always get so insecure
I wish you could see what I see when you're looking in the mirror
And why won't you believe me when I say
That to me you get more beautiful, everyday

, , eles estão cantando Cover Girl pra mim! — ela bateu palmas e se virou para a melhor amiga. — eu preciso correr até lá! — ela gritou e se levantou de sua cadeira.
Todos os olharam para com desespero. não tinha forças o suficiente para sair correndo para onde bem entendesse. se levantou e correu até a amiga, que não era tão rápida assim como na época em que jogava basquete. A alcançou na altura da entrada pro palco e a segurou pelo cotovelo.
— Hey, hey, hey, mocinha... Aonde pensa que vai com tanta pressa sem mim? — sorriu. a guiou até o palco, onde a ruiva correu e abraçou o membro da banda mais próximo.
encarou aqueles quatro e se perguntou porque nunca entrou na onda de . Eles eram bonitos demais! Imagina se ela descolasse um rolo com algum deles?
A aliança de compromisso em seu dedo pesou. Ah, sim, tinha Anthony. Era naqueles momentos que ela desejava ser solteira. Talvez tivesse razão, no fim das contas. Ela deveria se sair melhor sem Anthony.
Ah, quanta bobagem! Ela não era nada sem ele! O próprio vivia afirmando aquilo e estava completamente certo.
não quis invadir o palco e atrapalhar o momento de , mas após a aniversariante desvencilhar do abraço com o primeiro, ela acenou, chamando a amiga.
não era nem um pouco boba de ficar ali escondida enquanto poderia tirar uma casquinha daqueles quatro deuses. Tinha um que, Deus, parecia uma versão mais velha, madura e melhorada com upgrades de Anthony. Ela o abraçou.
— Obrigada por realizar o sonho dela. — ela falou em seu ouvido. Era o que abraçou primeiro. Qual era o nome dele, mesmo? James, certo?
Ele aproveitou que não estava cantando e afastou o microfone e a respondeu brevemente.
— Não é nada. — em seguida ele foi cantar e acabou dançando com ele, dando giros, enquanto fazia o mesmo com seu favorito, o Kendall. Flashes pipocavam de todos os cantos. Os fotógrafos estavam fazendo um perfeito trabalho.
soltou-se de Kendall e foi até Carlos. Ele se curvou para abraçá-la e falou no microfone mesmo enquanto o outro da banda cantava.
— Você é tão bonita.
Ela delirou. Sorriu e jogou os braços no pescoço dele. Após as duas abraçarem todos da banda, eles todos se abraçaram e finalizaram a música.
— Aqui, — Logan estendeu seu microfone à . — suponho que queira dizer algumas palavras. — piscou pra ela, que quase derreteu, mas pegou o microfone.
— Ai. Meu. Deus. — ela riu, e a maior parte do salão a acompanhou. — eu não consigo acreditar que vocês estão aqui. Me belisca, que eu devo estar sonhando. — ela estendeu o braço na direção de Logan, mas voltou atrás. — aliás, não belisca não. Beliscos doem e já me basta o câncer pra causar dor. — ela riu. e seus parentes abriram um enorme sorriso diante a confiança da garota para até zombar com a doença. — mas, sério, eu não sei como vocês vieram parar no meu aniversário, sendo que meu desejo era só conhecer vocês, não ganhar um show particular. — ela riu. — sou a leucêmica mais feliz desse mundo. E eu quero agradecer a todos vocês que estão aqui, por me apoiarem nessa batalha ou a enfrentarem também. Um obrigada especial para minha família. — ela olhou para os tios e o primo, enquanto estendeu uma mão para , que querendo ou não, era como uma irmã para ela. — sem vocês, nada disso seria possível.

[...]


A banda ainda cantou as músicas preferidas de , de acordo com seus pedidos. Mas haviam deixado a melhor por último. E com um pedido extra de , eles ainda realizaram o pedido de outras duas vítimas do câncer que estavam na festa.
Após Cover Girl, cantaram Amazing, Boyfriend, You’re Not Alone, Invisible, Song For You, No Idea e Like Nobody’s Around.
já estava de volta a mesa com Oliver e seus tios, visto que a banda tinha arrumado um banquinho igual ao deles para e ela ficou com eles no palco, sentada entre os quatro.
James levantou-se e estendeu a mão para , ajudando-a. Caminharam juntos até a ponta do palco quando ele voltou a falar no microfone.
— Em todos os shows, não importa aonde, sempre que cantamos Worldwide, escolhemos quatro garotas para serem nossas worldwide girls e virem ao palco para cantar com a gente. — ele sorriu e se virou para a aniversariante. — que tal você nos ajudar a encontrar nossas worldwide girls de hoje?
Ela abriu um sorriso enorme e assentiu. Kendall se aproximou e passou a mão pela cintura dela, puxando-a para si.
— Eu já escolhi a minha. — ele sorriu e começou a pular e bater palmas, comemorando. O agradeceu e em resposta, ganhou um beijo no topo da cabeça.
teve a ajuda dos quatro para descer do palco e caminhar pelo salão. Todos eles munidos de microfones, e iam conversando com o público.
— Já sei quem será a sua, Carlos. — ela sorriu. O homem lhe deu a mão e pediu que o guiasse até a felizarda. não foi muito longe, se emaranhou entre as mesas com Carlos e parou em uma que estava alguns convidados do hospital. — Evelyn? — ela chamou a menina, que estava com as mãos ao peito, respirando descompassadamente. Tinha os olhos arregalados. Carlos sorriu e foi até a menina.
— Evelyn? Me daria a honra de ser seu worldwide boy?
A menina deu um gritinho e começou a chorar, olhando para a mulher mais velha ao seu lado, sua mãe. Ela tomou sua mão e deu um aperto forte, incentivando a filha. Uma vez, havia sido internada enquanto também estava no hospital. Criaram uma amizade que havia uma cumplicidade única, que apenas Ev e compreendiam. Algo que não sabia e nem saberia. A dor do câncer. Da luta. E para a alegria de ambas, as duas eram fãs da mesma banda. Evelyn se levantou com o auxílio de Carlos, eles se abraçaram e seguiram para o palco. James apareceu atrás de .
— Sou o próximo. Estou ansioso para conhecer a minha.
chamou no microfone.
— Eu ainda não tive o prazer de conhecê-la e não sei aonde neste salão ela está. Outro dia, eu estava conversando com minha melhor amiga, e ela me contou sobre essa paciente do Hospital George. Ela tem treze anos e sofre do mesmo câncer que eu, a leucemia. — ela suspirou. — me contou sua história e por um momento eu pensei que a minha dor era inexistente, comparando ao que essa guerreira enfrenta. — sorriu. — Carly Winston, onde você está?
Após um gritinho, uma menina próxima à mesa dos convidados principais ergueu os braços. James sorriu e foi até ela, enquanto pegou a mão de Logan e caminhou até .
— Guardei o garanhão para você. Eu sei que você tem fetiche com celebridades. — ela sussurrou para a amiga, fora do microfone.
sorriu e acariciou o rosto de , tomando-o em suas mãos.
— Obrigada, meu amor. — sorriu. — mas há meninas aqui que merecem isso mais do que eu. — sorriu.
— Mas quem eu quero lá em cima comigo nesse momento tão especial para mim, é você.
sentiu seus olhos marejarem mas mandou a emoção para longe, aceitando a mão de , que estava em riste para ela. guiou a mão de até Logan e ele a cumprimentou com um beijo na bochecha, depois sua mão desceu até a lombar de e a guiou pelo palco.
Hmmm, garanhão mesmo, .
até sentiu falta de Anthony.
Mas também… Anthony pra quê? A mão de Logan era o dobro da de seu namorado.
Kendall fez o mesmo com e os quatro casais foram ao palco. Enquanto os rapazes se equipavam com microfones headsets, Carly foi até e a surpreendeu com um abraço.
— Eu não sei o quê seria de mim sem você! Eu juro que pensava que morreria antes de conhecê-los. — sua voz fraca falou e passou a mão pelos seus cabelos ralos, que de pouco em pouco se desfaziam.
— Vira essa boca pra lá. Essa noite também é sua, ok? — ela aproveitou para secar as lágrimas que brotavam nos olhos da pequena. Ela assentiu e os rapazes voltaram até seus respectivos pares.
A melodia de Worldwide preencheu o ambiente e eles tomaram as mãos das meninas e conduziram-nas em uma dança.

Ooh
Wait a minute before you tell me anything, how was your day?
Cause I've been missing
You by my side, yeah

Did I awake you out of your dreams?
I'm sorry but I couldn't sleep
You calm me down
There's something 'bout the sound of your voice

I-I-I-I'm never never
Never as far away as it may seem, oh
Soon we'll be together
We'll pick up right where we left off

realmente se sentia dentro de uma festa de quinze anos. Aquela valsa única lhe dava tais sensações... Só faltava ser de quinze casais.
De certa forma, era um desejo se tornando real. Ela sempre achou as de quinceañeras mais bonitas do que as sweet sixteen, mas não teve nenhuma das duas. Ela jurou que poderia morrer naquele momento, que ainda estaria feliz.

Paris, London, Tokyo
There's just one thing that I gotta do
(Hello, tuck you in every night on the phone)
(Hello, tuck you in every night)

And I can hardly take another goodbye
Baby, won't be long
You're the one that I'm waiting on
(Hello, tuck you in every night on the phone, woah)

Girl I'll be thinking about you worldwide, worldwide, worldwide
Girl I'll be thinking about you worldwide, worldwide, worldwide
(Girl I'll be thinking about you)

e Logan conduziam a valsa com uma perfeição invejável. Não que ela tivesse tido aulas de dança ou coisas do tipo, mas os eventos do hospital, festas e coquetéis dos contatos de seu pai, lhe garantiram que ela aprendesse aquilo muito bem, obrigada. Podia se dizer a mais experiente ali, mesmo porque nenhuma das outras três já havia dançado aquele tipo de dança. Os dois trocavam olhares a todo instante e arriscaria dizer que ele despertou algo novo em si, algo que Anthony ainda não havia descoberto.
Talvez por ser mais velho, sabe-se lá.
E quem era Anthony, mesmo?
Aquele par de olhos castanhos penetrantes eram mais poderosos.
Yes, I may meet a million pretty girls that know my name
But don't you worry
Cause you have my heart

It ain't easy to keep on moving city to city
Just get up and go
The show must go on so I need you to be strong

Paris, London, Tokyo
There's just one thing that I gotta do
(Hello, tuck you in every night on the phone)
(Hello, tuck you in every night)

Ev e Carlos combinavam. Ambos baixinhos e viam a magia em cada vírgula de acontecimentos. Ela dançava com ele como se o mundo ao seu redor não existisse. Apenas não trocavam palavras pois ele cantava sempre, hora ou outra. Mas expressavam aquilo em gestos, como sorrisos, dançaram mais coladinhos… Quem visse e não os conhecesse, até arriscaria dizer que eram um casal.

And I can hardly take another goodbye
Baby, it won't be long
You're the one that I'm waiting on
(Hello, tuck you in every night on the phone, woah)

Oh
Wherever the wind blows me
Yes you're still the one and only girl on my mind
No, there ain't no one better

(Worldwide)
So always remember
(Worldwide)
Always remember, girl you're mine

Carly havia tido um pequeno azar em sair com o mais alto de todos. Em seus plenos treze anos e um saltinho, ela olhava para James como se olhasse para o céu. Até o brilho em seus olhos era o mesmo. Era como se ela estivesse nos parques da Disney, realizando seu maior sonho. Talvez James tinha páreo para competir com o primeiro lugar dos sonhos de Carly.

Oh yeah yeah don't get any better
Oh yeah yeah wish that this was forever
Cause your heart calling
Feels like confetti falling
And it's a celebration,
Feels like a celebration
Cause your heart calling
Feels like confetti falling down, down, down.

See I know it's getting late
Only wish the sun would wait
And let this party last a little longer, yeah.
See I know love it comes and goes
But this right here
I don't think that I ever wanna let it go
I wish I would've known...

All this talk about being in love
I could never get into the party
Now I understand only because
You show me the way
And I was like...

Quando a banda fez um medley de Worldwide com Confetti Falling, as três fãs deram gritinhos surpresos e comemoraram. Logan rodopiou e os outros três arriscaram também. Elas eram fragéis e tudo mais, mas você vive apenas uma vez para não experimentar certas oportunidades que a vida te dá.

Oh yeah yeah don't get any better
Oh yeah yeah wish that this was forever
Your heart calling
Feels like confetti falling
And it's a celebration,
Feels like a celebration
Cause your heart calling
Feels like confetti falling down, down, down.

Quando a música acabou, foi um pouco ousada e segurou Kendall pela nuca, não hesitando em colar seus lábios. Aquela era uma oportunidade única na vida e ela não queria partir sem aquele beijo. Ou selinho.
sorriu. A festa estava exatamente como ela e Oliver planejaram, e mesmo não tendo conversado com a banda para explicar-lhes tudo aquilo, eles entenderam a essência da coisa e juntaram perfeitamente duas músicas que diziam que nem tão cedo, ou até mesmo nunca, elas seriam esquecidas. Que seus corações eram bons e puros, emanavam um amor único, e o mundo inteiro se lembraria delas.


FIM



Nota da autora (07/05/16): Oi, gente! Então, espero que tenham gostado! Já deu pra reparar que eu sou fã de um drama, né? ahhaha
A intenção era fazer a Brie ser a principal, mas 08. Confetti Falling é uma spin-off de 08. Forget Forever e 11. You’re Not Alone, onde a Livia é a principal, então eu posso ter dado mais destaque a ela sem perceber :v Tem hora que eu fico pensando “devo estar exagerando demais em tanta riqueza” mas aí eu lembro que eu que sou pobre mesmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Eu não quis colocar a letra toda das músicas e criei o medley justamente porque são as minhas duas favoritas e deu pra interpretá-las dessa forma e fazer uma só. Espero que tenha ficado bom<3
Qualquer coisa, me procurem aqui. E a caixinha de comentários é sempre uma ótima amiga ;)
Além dessas ficstapes, eu tenho uma long, a Best Nanny Ever. Eu adoraria se vocês a dessem uma chance ^^ ela é restrita e está em andamento, mas eu atualizo sempre.
Beijos!






comments powered by Disqus




Qualquer erro nessa fanfic são apenas meus, portanto para avisos e reclamações somente no e-mail.



TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO SITE FANFIC OBSESSION.