Image and video hosting by TinyPic


Ouça!



Did you forget
Você se esqueceu
That I was even alive
Que eu ainda estava viva?
Did you forget
Você se esqueceu
Everything we ever had
Tudo que tínhamos?
Did you forget
Você se esqueceu
Did you forget
Você se esqueceu
About me?
De mim?


- Você ainda quer argumentar? Droga, , você sumiu por dois anos!
- Eu não sumi!
- Sumiu, sim! Você nem se despediu, não se importou nem um pouco com o que eu sentia. O que eu senti quando soube!
- Eu avisei à Kate, pedi que ela lhe falasse.
- Nossa, que consideração! Como se você não soubesse da Kate e sua paixão platônica por você. Quando você acha que ela teria me contado? Nunca!
- Tenta me entender!
- Como? Como entender algo que está fora da minha lógica? Merda, você foi e nem para mandar notícia, foi como se você tivesse esquecido que eu ainda estava aqui, esquecido tudo o que a gente teve e tentando esquecer tudo o que a gente ainda tem.


Did you regret
Você se arrependeu
Ever standing by my side?
De ter estado ao meu lado?
Did you forget
Você se esqueceu
What we were feeling inside?
O que nós sentíamos por dentro?
Now I'm left
Agora só me restou
To forget
Esquecer
About us
De nós


- Apenas fala! Eu só quero saber disso, eu só quero que você seja franco comigo. Se você não sentia mais nada, devia ter chegado a mim e falado, não me deixado aqui alimentando sentimentos que não existiam mais. Se você se arrependeu de ter ficado comigo, apenas fala! - ela mantinha algumas lágrimas presas aos olhos, não queria deixá-las cair, seria vergonhoso demais, pelo menos para ela.
O céu se tornava escuro e um vento gelado começava a bater, deixando seus braços arrepiados. Uma chuva forte se aproximava, mas eles pareciam nem ligar.
- Eu não me arrependo um só instante de ter ficado com você, meu único arrependimento foi de ter ido com meus pais embora daqui. Por que... Droga, eu te amava, foi horrível ficar sem você! As noites sem dormir passadas em claro preocupado com você, em como você estava, se estava bem, se sentia minha falta... Se ainda me amava.


But somewhere we went wrong
Mas em algum lugar nos erramos
We were once so strong
Nós éramos tão fortes
Our love is like a song
Nosso amor é como uma canção
You can't forget it
Você não pode esquecer isso


- Eu não fui porque eu quis. Eu tinha 15 anos, eu não tinha voz para argumentar com meus pais e dizer que eu ficaria pela garota que eu amo. Pois quando eu falei, eles apenas disseram que eu era uma criança, que o que eu sentia era passageiro. Não me venha dizer que eu não tentei!
Ela passou levemente a língua sobre os lábios, os umedecendo - o vento forte que soprava havia os deixado secos. Aquele aperto no coração tomou seu corpo novamente, então uma lágrima solitária pendeu de seus olhos, manchando sua bochecha corada.
- Eu tentei tantas vezes te esquecer, tentei acabar com o meu sofrimento, em vão, pois de nada adiantou. - comentou, passando a mão rapidamente pelo rosto enxugando a lágrima, virando-o para que ele não pudesse encara-lá.
- O que sentimos é forte demais, tanto para mim quanto para você. Mesmo que quiséssemos, não conseguiríamos esquecer. Você podia tentar entender que a gente se ama, que mesmo com todo esse tempo longe um do outro, esse amor perdurou, ele continuou forte como era!


So now I guess
Então agora eu acho
This is where we have to stand
Que é aqui que temos de estar
Don't you regret
Você se arrrependeu
Ever holding my hand?
De ter sempre segurado minha mão?
Never again,
Nunca mais
Please don't forget,
Por favor, não esqueça
Don't forget
Não se esqueça


- Você quer dizer que podíamos... - fez uma pequena pausa, pensando se devia ou não perguntar. Mas afinal, o que ela teria a perder com isso? - ficar juntos agora?
Ela sentia a esperança correndo em suas veias a toda a velocidade. Apesar do frio, seu coração esquentou com voracidade. Ela precisava disso.
- , eu... Eu nem sei como te falar isso.
- Falar o quê?
- Eu te amava, aliás, eu ainda te amo! Mas eu não podia ficar preso à lembranças para sempre.
- O que você quer dizer com isso? - sua voz saíra um pouco trêmula, agora seu rosto encarava o dele.
Encaravam-se olho a olho, ela via sua imagem refletindo no verde dos olhos dele, nitidamente.


We had it all
Tínhamos tudo
We were just about to fall
Estávamos apenas prestes a nos apaixonar
Even more in Love
Ainda mais
Then we were before
Do que já eramos
I won't forget
Eu não vou me esquecer
I won't forget
Eu não vou me esquecer
About us
De nós


- Você o quê? - seu tom de voz sairá agudo, fino, desesperado.
- Eu e estamos noivos. - ele disse calmamente.
E então, seu mundo se quebrou. Foi como se uma lança atravessasse seu peito, bem em cima de seu coração.
Era dilacerante.
Fechou os olhos momentaneamente, todos os momentos felizes, bonitos, românticos ao lado dele passavam agora frente a seus olhos.
Era como a velha descrição da morte, em como um filme de sua vida passa diante de seu rosto momentos antes do final.


But somewhere we went wrong
Mas em algum lugar nos erramos
We were once so strong
Nós éramos tão fortes
Our love is like a song
Nosso amor é como uma canção
You can't forget it
Você não pode esquecer isso


- Desculpe...
- Eu vou embora daqui! - comentou ela, negando com a cabeça. Deu alguns passos para trás, suas pernas trêmulas pareciam não querer deixar que ela saísse dali.
- , espera! Precisamos conversar. - pediu, pondo a mão em seu ombro.
- Não me toque. - seu tom era de nojo; engoliu a seco. - Não temos mais nada o que conversar. - e então ela seguiu andando na direção contrária que antes vinha.

- Ela está grávida! - comentou ele alto, para que ela escutasse.
De pronto, ela parou de andar, sentiu-se gelar.
- O quê? O-o que você disse? - questionou. Por dentro, não queria ouvir aquilo, mas era mais forte que ela.
- Eu não amo e eu... Só estou com ela por causa do bebê.
- Um bebê?
- É, meu filho.


Somewhere we went wrong
Em algum lugar nos erramos
We were once so strong
Nós éramos tão fortes
Our love is like a song
Nosso amor é como uma canção
You can't forget it at all
Você não pode esquecer isso, de jeito nenhum


Ela podia abrir o jogo, ali e agora, e contar tudo a ele.
Tudo o que ela tinha ocultado desde o início daquela conversa, afinal, era o certo a se fazer.
Mas como ele reagiria se soubesse que logo depois de ele ter ido embora ela se descobriu grávida, e a família quando soube, a pôs para fora de casa?!
Que durante dois anos ela teve de ralar muito, correr atrás de muita coisa e também deixar muita coisa para trás, pois ela tinha alguém a quem retornar, mesmo que seus dias fossem os piores e os problemas não tivessem solução?!
Como ele reagiria se soubesse que já tem um filho, aliás, uma filha. Uma linda e doce menina de cachos e olhos ?!
Ela preferiu não saber. Seus passos se tornaram mais pesados e rápidos conforme se afastava, conforme tentava afastar as lembranças de um passado que poderia ter dado certo, caso o destino não tivesse posto seus dedos nele.


And at last
E finalmente
All the pictures
Todas as fotos
Have been burned
Foram queimadas
And all the past
E todo passado
Is just a lesson
É apenas uma lição
That we've learned
Que aprendemos
I won't forget it,
Não vou esquecê-lo
Please don't forget
Por favor, não esqueça
Us
Nós


Sentada em sua cama, a caixinha permanecia ao seu lado virada de ponta cabeça, e seu conteúdo espalhado sobre a colcha bordada de muitas flores.
Cartas, recados, presentes, fotos... Ah, as fotos eram as que mais machucavam. Expressava em imagens todo aquele sentimento, dito ainda existir por eles.
Em um impulso as pegou em um bolo com as duas mãos e rumou para fora do quarto, mas não antes de apanhar um isqueiro sobre o balcão.
Uma a uma elas foram sumindo entre as chamas, iam virando cinzas, mas cinzas não levam tristezas.
E por mais que ela quisesse se livrar de tudo, ela sabia que, lá no fundo, bem lá no fundo, aquilo ainda iria existir.


Somewhere we went wrong
Mas em algum lugar nós erramos
Our love is like a song
Nosso amor é como uma canção
But you won't sing along
Mas você não a cantará sozinho
You've forgotten
Você se esqueceu
About
De
Us
Nós


Durante o mês que se seguiu, ela fez de tudo para deixar as lembranças como elas deviam ficar: Para a eternidade, esquecidas e enterradas no passado.
Mas ela parecia um museu, estava vivendo dele, e, na pior das hipóteses, vivendo por ele.
Afinal, olhar para era olhar para ele. Os mesmos olhos tão expressivos e tão indescritíveis por quem ela havia se apaixonado três anos atrás estavam ali.
Ela não havia tido notícias dele desde seu último encontro. E mesmo que dissesse a si mesma que ele não precisava saber dela, ela sabia que precisava. Era mais forte que ela, mesmo que ele tivesse escolhido não ficar com ela, mesmo que não pudesse mudar o passado, e talvez nem construir um futuro.
Ela só queria ter a esperança que, do mesmo jeito que ela não conseguiu esquecer-se dele, ele não se esqueça dela.
Foi entre pensamentos e devaneios que notou seu celular tocando sobre a mesa. Passou a mão pelo mesmo empurrando sem delicadeza o flip e o colocando sobre o ouvido.
- Alô? - havia movimentação ao fundo, mas nenhuma voz, então ela tornou a chamar: - Alô? - mas ela ainda sim não ouviu nada.
Baixou o flip do celular dando a chamada por encerrada, e pronta para recolocá-lo sobre a mesa o sentiu vibrar em sua mão.
- Eu preciso te ver. - tu tu tu tu


N/A:
Brunna Marq ou Quack pela tag k
Primeiro texto que envio ao site, e espero que tenham gostado.
Obrigado! Beijos.



comments powered by Disqus