De Férias com o Ex

Última atualização: 10/10/2018

Prólogo

Uma nova temporada do ‘De Férias Com O Ex’ está chegando e agora você já pode conhecer os participantes que prometem causar em Cancun, enquanto torcem para que nenhum ex chegue à praia.

- Aaron Irwin, lutador, 29 anos, Ohio, EUA. “Minha ex está livre para quem quiser, o único problema será se ela achar que eu não estou livre. Não me mandem uma ex ciumenta. Esquece, eu só tenho ex ciumenta, droga.”
Aparência: Negro, cabelo raspado, barba rala e olhos castanhos.

- Aretha Fox, empresária, 29 anos, Vancouver, CA. “Eu estou aqui para relaxar e nenhum ex vai mudar isso. Não ligo se vão beijar ele, eu espero é que beijem e que venham comentar os defeitos dele comigo.”
Aparência: Branca, cabelo loiro ondulado na altura das orelhas e olhos verdes.

- , estudante de engenharia, 24 anos, Califórnia, EUA. “Minhas exs não serão problemas, eu me dou bem com todas elas, por mais que elas sejam muitas. Eu estou aqui para conhecer gente nova, não vou ligar para minha ex, independentemente de qual seja.”
Aparência: Branco, cabelo castanho baixo e olhos castanhos.

- Breanna Fuller, modelo, 24 anos, Valencia, ES. “Eu não vou me importar se pegarem o meu ex, porém depende. Têm ex que eu estou rezando para não entrar, pois foi tão escroto que eu não desejo que ninguém pegue ele. Enquanto tem ex que eu rezo para não entrar, pois eu não vou gostar de ver ele com outra.”
Aparência: Branca, cabelo castanho ondulado na altura dos ombros e olhos verdes.

- Ivar Kane, publicitário, 28 anos, Derby, GB. “Eu não quero ver ninguém dando mole para minha ex, independente de qual seja a que vai chegar, é minha e ponto. Vou deixar isso bem claro, para ninguém ficar de gracinha.”
Aparência: Branco, cabelo castanho claro liso, olhos azuis e algumas tatuagens espalhadas pelo corpo.

- Lesley Heinz, designer de acessórios, 27 anos, Michigan, EUA. “Eu não quero que nenhum ex meu entre, é sério. Eu sou ciumenta para um caralho e não vou admitir mulher alguma beijando na boca que era minha, principalmente na minha frente.”
Aparência: Branca, cabelo preto liso na altura do queixo e olhos castanhos escuros.

- Levi Remus, modelo, 25 anos, Veneza, IT. “A minha profissão já me fez viajar muito, motivo pelo qual eu já possuí muitas namoradas e consequentemente muitas exs, então eu não faço a mínima ideal de qual será a felizarda. Eu só espero que não seja uma das que me odeiam.”
Aparência: Branco, cabelo raspado e olhos azuis.

- Piper Holt, estudante de enfermagem, 23 anos, Melbourne, AU. “Eu espero que meu ex seja um dos quais eu terminei de modo amigável, pois se for um ex ciumento que não me deixa fazer nada, essa casa vai pegar fogo.”
Aparência: Negra, cabelo castanho liso e olhos verdes.


Capítulo 1

Primer Día
A estrutura de madeira, que se igualava a uma tenda, possuía os oito novos participantes da temporada do programa. A vista para o mar mexicano era de tirar o fôlego, mas ninguém ali estava muito interessado no mar.

- Céus, eu nem acredito que estou aqui.- Aretha foi a primeira a se pronunciar e quebrar o silêncio que se instaurou após a chegada do último participante.- Estou tão animada.
- O fato de algum dos seus ex’s pode chegar a qualquer momento não te incomoda?- questionou enquanto encarava a mulher dos pés a cabeça.
- Não.- a loira respondeu após virar de uma vez o líquido de sua taça.- Se é ex, é porque têm um motivo.
- Gostei da sua forma de pensar...- deixou que a frase morresse no ar, sorrindo de lado enquanto encarava a mulher.
- Aretha.- ela sorriu fechado, tentando ignorar o fator de que o homem sequer lembrava de seu nome.

Os burburinhos cessaram no momento em que o tablet apitou, assustando algumas pessoas que estavam por ali. Lesley pegou o tablet, começando a ler a mensagem que ocupava a tela.

- Agora que todos os participantes iniciais estão aqui, vocês devem conhecer a casa.- a morena falou e fechou o tablet, segurando-o fortemente contra o corpo enquanto andava para a casa junto com os outros participantes.

Os oito chegaram rapidamente na grandiosa casa branca e moderna, empurrando a enorme porta de madeira e entrando na casa. Subiram a escada larga e não conseguiram conter a surpresa e felicidade ao encarar cada cômodo daquela casa.
A sala espaçosa era em conceito aberto, sendo separada da cozinha pelas bancadas de mármore. A parede traseira da casa era completamente de vidro, permitindo que quem tivesse dentro da casa conseguisse ver o pessoal na piscina e no gramado do quintal. Outra escada levava até o segundo andar, que possuía quatro portas. A primeira era o quarto privado, as duas ao lado eram os quartos, enquanto a última era o banheiro, com quatro boxes de vidro jateado.
Após verem todos os cômodos da casa, os oito participantes pegaram algumas bebidas e foram para a parte externa da casa, aproveitando o calor e o fato de já estarem usando as roupas de banho. Nenhuma das pessoas ali estavam completamente sóbrias, mas a bebida apenas os deixou mais soltos.

- O volume que é bom, eu não estou vendo-. Piper murmurou para as mulheres enquanto encarava os homens de sunga, fazendo as outras olharem na mesma direção e soltarem alguns risinhos.
- O é o melhor dali.- Aretha falou enquanto secava o moreno com os olhos.
- Você só está dizendo isso pelo fato de estar interessada nele.- Breanna cutucou a loira enquanto falava, fazendo a mulher rir.
- Ele é mais novo que você.- Lesley murmurou com tom de obviedade e Aretha deu de ombros.
- Sempre gostei de cuidar e de educar.- a mais velha sorriu maliciosa, levantando da cadeira e indo para a piscina.
Aretha caminhou até a borda da piscina onde estava escorado, sorrindo para o homem e sentando próxima a ele, escorregando o corpo para dentro da piscina enquanto escorava os braços na borda.
- O calor finalmente lhe fez entrar?- questionou e a mulher negou com a cabeça, sorrindo de lado maliciosamente.
- Você me fez entrar.- ela confessou e o homem arqueou uma das sobrancelhas, como de duvidasse do que a mulher falava.- É serio.- balançou fraco os ombros e aumentou o sorriso ao ver se aproximar.
- Acho que você não entrou só para a gente conversar.- o homem sorriu de lado e segurou na cintura da mulher, aumentando o sorriso quando Aretha apoiou uma das mãos em seu ombro e juntou ainda mais seus corpos.

puxou Aretha pela cintura, diminuindo a distância entre eles e sorrindo como um pedido mudo, selando seus beijos. Os primeiros segundos foram apenas um toque singelo entre os dois lábios, aprofundando o beijo quando a loira passou a língua pelos lábios do homem.
Ouviram os gritos e zoações dos outros participantes e romperam o beijo, porém continuaram próximos um do outro, com segurando na cintura de Aretha, e viraram na direção dos homens próximos a beirada da piscina.

- Vai, papa anjo.- Levi falou com um tom de voz alto, fazendo todos os presentes ali.
- Isso mesmo, não pode perder tempo.- Breanna falou enquanto fazia um sinal de joinha na direção de Aretha.

O tablet apitou novamente, assustando as mulheres que estavam próximas e causando risadas nos homens. Lesley respirou fundo após xingar e pegou o tablet, esperando que não fosse nenhuma mensagem ruim.

- Espero que não seja algum ex chegando à praia.- murmurou e Aretha concordou com a cabeça. Eles sabiam que se chegasse um ex naquele momento, seria, provavelmente, de algum dos dois.
- Aproveitando que ainda não tem nenhum ex, que tal comemorarmos?- Lesley começou a ler, atraindo a atenção de todos os participantes.- Hoje a noite ocorrerá a primeira festa desta edição.

...


O sol já tinha deixado de iluminar o céu, dando a vez para a lua cheia que brilhava em contraste com a noite escura e estrelada. O quintal estava iluminado pelas luzes que enfeitavam o local, junto com alguns puffs e uma mini geladeira repleta de bebidas.
Músicas que possuíam os gêneros musicais de todos os participantes tinham tocado a noite inteira, levando os homens e as mulheres a dançarem no espaço improvisado de uma pista de dança. Boa parte dos participantes já estavam bêbados ou cansados, jogados nos puffs e até mesmo na grama. estava sentado na grama, com as costas escoradas em um puff e a cabeça de Aretha deitada em seu peito, fazendo desenhos abstratos pelo abdômen do homem.

- Seus ex’s são de boa?- falou baixo, com os lábios próximos a orelha da mulher.
- Sim, acho que eu até sei quem vai entrar.- ela arrumou-se, mantendo o olhar preso no rosto do homem.- E as suas?- suspirou, fazendo a mulher arquear uma sobrancelha enquanto mantinha o olhar fixo ao do homem.
- Eu já tive muitas ex’s, não consigo adivinhar em quem entraria aqui.- sorriu sem mostrar os dentes.
- Mas elas são de boas?- a mulher questionou novamente.
- Elas são loucas, mas no bom sentido.- sorriu de lado e puxou Aretha para cima, selando seus lábios rapidamente.- Qualquer uma delas não se importaria com o fato de que eu estou ficando com você.
- E você se importaria se elas ficassem com alguém?- negou rapidamente com a cabeça.
- Ex é passado.- ele sorriu.
- Vamos dormir, casal?- Ivar parou na frente dos dois e esticou a mão da direção de Aretha, servindo de apoio para a mulher levantar.
- Nós não somos um casal, estamos apenas nos curtindo.- a loira falou e apenas concordou com a cabeça.
- Se vocês dizem.- o outro homem deu de ombros enquanto eles caminhavam na direção da casa.- Vocês acham que amanhã vai entrar algum ex?
- Tenho total certeza.- Aretha revirou os olhos.- Provavelmente meu ou de .
- Ou não, vocês podem estar se precipitando.- Ivar tombou a cabeça para o lado enquanto encarava os dois.
- Espero que você esteja certo.- murmurou, pensando se estava pronto para ver uma de suas ex’s ali.

Mesmo tendo só vinte e quatro anos, tinha uma longa lista de ex namoradas. Algumas ele ainda mantinha contato e era amigo, outras ele passou por um péssimo término e não queria vê-las nunca mais, mas sem dúvidas, a que mais o deixava apreensivo, era sua última ex, pois ele não sabia se tinha realmente superado.
entrou no quarto após Ivar e franziu o cenho ao ver Aretha entrando logo após. Ivar riu baixo ao ver a expressão do homem e pegou algumas peças de roupa, murmurando que iria tomar banho.
O moreno andou até a cama colada a parede, a qual tinha escolhido horas mais cedo, e deitou na mesma, prendendo o suspiro que quis soltar ao ver Aretha deitando ao seu lado. A loira jogou uma das pernas por cima do homem e começou a distribuir beijos pelo pescoço.

- Aretha, acho melhor não.- segurou na cintura da mulher e tentou afastá-la, tendo os esforços ignorados pela loira, que sentou em seu colo.
- Fala sério, .- Aretha resmungou e abaixou o rosto, segurando na nuca do homem e o beijando.
- Eu não estou no clima.- falou ao romper o contato entre seus lábios , apoiando as mãos na barriga da mulher e afastando-a.
- ...- a mais velha sussurrou.
- Não, Aretha.- falou firme e a loira bufou, saindo colo e homem e caminhando até a porta do quarto.
- Boa noite.- a voz de Aretha saiu seca, sendo seguida pelo estrondo que a porta fez ao ser fechada.

Segundo depois Ivar entrou no quarto, sendo acompanhado de Aaron. Os dois tentavam esconder os sorrisos, falhando miseravelmente. rolou os olhos ao olhar para a cara dos dois, abrindo um sorriso logo em seguida.
- Podem rir, eu sei que vocês querem.- o homem mal terminou de falar e o som das risadas ocupou todo o quarto.
- Caralho, você está muito fodido.- Aaron falou após a crise de riso.
- E ela falou que eles não são um casal, que estão apenas se curtindo.- Ivar falou e Aaron balançou a cabeça levemente.

- Você realmente está fodido.- Aaron deu dois tapinhas no colchão e riu novamente.

Segundo Día


Um pouco depois das dez já estavam todos na cozinha, alguns preparam o café da manhã, enquanto outros estavam apoiados nos balcões ou jogados nos sofá, dispostos a ignorar a ressaca que dominava seus corpos. estava fazendo o suco e Aretha estava deitada no sofá, de costas para a cozinha, decidida a ignorar o homem pelo resto do dia.
encheu dois copos e deu a volta na bancada, andando até a loira e parando a sua frente enquanto estendia um dos copos em sua direção. Aretha olhou o homem dos pés a cabeça e ignorou o copo próximo ao seu rosto, virando de costas para o homem.

- Pensei que devido a sua idade, você seria madura.- revirou os olhos e deixou o copo na mesa de centro próxima a Aretha.- Acho que eu estava enganada.

saiu dali enquanto bebia o suco, caminhando até a área externa onde Aaron estava sentado ao lado de Ivar, que estava com Breanna no colo. O homem caminhou até lá, sentando-se ao lado de Aaron.

- Não sabia que vocês estavam ficando.- murmurou ao ver Ivar e Breanna se beijando.
- Rolou ontem na festa.- a morena falou com um sorriso no rosto.
- Você teria percebido, se não tivesse agarrado com ela.- Aaron inclinou a cabeça na direção de Aretha.- Ela está te ignorando?
- Totalmente.- revirou os olhos e os outros três riram.
- Eu falei que você estava fodido.- Aaron falou e Ivar concordou com a cabeça.
- Ontem ela entrou no quarto muito puta com você.- Breanna falou, atraindo a atenção de para si.
- Essa mulher é louca.- o homem falou após a coçar a nuca, sendo impedido de continuar a falar, pois o tablet apitou novamente.

Os três entraram e pararam próximos as bancadas da cozinha, observando o tablet na mão de Piper, que estava esperando até que todos estivessem ao redor da bancada. A mulher sorriu de modo debochado ao passar os olhos pela tela e respirou fundo antes de ler.

- Preparem os guarda-chuvas, pois o tempo fechou. O primeiro ex chegou na praia.- a negra deu uma pausa.- Aretha, Aaron e , dirijam-se até a praia.

Os três se entreolharam, Aaron com um sorriso esperto nos lábios, enquanto os outros dois estavam nervosos. Saíram da casa e caminharam até a praia, sem trocarem qualquer palavra. sentou na espreguiçadeira da ponta, vendo Aaron fazer o mesmo e deixando Aretha entre os dois.

- Você acha que pode ser sua ex?- a loira questionou enquanto encarava Aaron.
- Sinceramente? Não.- deu de ombros e Aretha mordeu o lábio inferior antes de virar a atenção para o mar.

Segundos depois, que mais pareceram milênios, um corpo emergiu da água, começando a andar na direção onde os três estavam sentados, apreensivos enquanto tentavam ver logo quem era aquela pessoa.

- É uma mulher.- falou um pouco depois, já conseguindo ver as formas do corpo feminino.- É minha ou sua?- questionou enquanto encarava Aaron.
- Pior que está parecendo com uma ex que eu tive.- Aaron respondeu enquanto coçava a nuca.- Você acha que pode ser sua?
- Acho que sim.- falou e voltou o olhar para a frente.- Puta que pariu.- murmurou quando reconheceu o maiô azul.- É minha ex.- falou baixo enquanto encarava o rosto da sua última ex namorada.
- Vocês terminaram de boas?- Aaron questionou, por mais que seus olhos estivessem na mulher se aproximava deles.
- Não exatamente.- coçou a nuca.- Ela meio que me traiu com a minha ex.
- Eita porra.- Aaron segurou a vontade de rir ao ver que a mulher já estava bem próxima.
- Hola mis amores.- a mulher falou em espanhol enquanto sorria, indo até e o abraçando.
- Oi, .- falou enquanto retribuía o abraço.

- () , 23 anos, Toluca, MEX. “Eu e não resolvemos as coisas, não demos realmente um ponto final no nosso relacionamento, então quem sabe não acontece outra vez? Eu só não vou ficar com ele se ele já estiver com alguém.

Capítulo 2

Segundo Día
- Você sabe que eu não gosto que me chamem pelo meu nombre.- afastou-se do homem e revirou os olhos.- Me chamem só de , mis queridos.
- Você sabe como eu acho chata essa sua mania de terminar as frases em espanhol.- murmurou com os olhos fixos na ex, que apenas rolou os olhos.
- Sério?!- questionou irônica enquanto encarava o homem.- Quando nós estávamos na cama, você costumava dizer que era incendiario.- sussurrou a última palavra de modo sedutor, prendendo o riso ao ver a expressão de .
- Interrompo o momento de vocês?- a loira questionou irônica enquanto revezava o olhar entre o casal de ex-namorados.
- No, mi amiga.- respondeu em sua língua nativa, sorrindo de lado ao ver morder o lábio inferior discretamente.- Já disse o meu nome, mas ainda não sei o de vocês.
- Aretha.- a mais velha sorriu sem mostrar os dentes, encarando dos pés a cabeça.
- Aaron.- o negro falou pela primeira vez desde a chegada de .
- Prazer em conocerlos.- sorriu abertamente ao encarar os dois, virando o olhar na direção de em seguida.- Não estou fazendo de proposito, algumas palavras ainda fogem da minha mente.

Antes que o homem pudesse responder, o tablet tocou, atraindo a atenção dos quatro ali presentes. tomou a frente e pegou o tablet, lendo à pequena e direta mensagem que estava ali:

- e Aaron, o dia está bonito demais para desperdiça-lo dentro de casa. Aproveitem o resto da tarde no Maalaea Surf Resort.- terminou de ler e encarou a mexicana que possuía um sorriso aberto nos lábios.- Você não sabe surfar, .
- Você sabe surfar?- a mulher perguntou enquanto encarava Aaron, que apenas concordou com a cabeça.- Tenho certeza que ele não se importará de me ajudar, .- sorriu de modo irônico ao encarar o ex.- Agora se me você me dá licença, eu tenho um passeio para ir.

segurou a mão de Aaron e, juntos, começaram a caminhar na direção contrária da que dava para a casa. continuou ali parado, observando a mulher até que ela sumisse no horizonte. O homem estava sem saber como agir, de todas as suas ex-namoradas, a escolhida para entrar foi a única que ele realmente não tinha superado.

- Podemos ir para a casa ou você vai ficar parado na praia esperando a outra voltar?- Aretha falou em um tom alto e irônico, fazendo encará-la com a sobrancelha arqueada.
- Do que você está falando?- murmurou e a loira revirou os olhos.
- Você não tinha dito que ex é passado?- o tom de voz debochado e irônico da mulher fez rolar os olhos, cansado do comportamento da mulher.
- E você não tinha dito que estamos apenas curtindo?- retrucou no mesmo tom de voz da mulher.- Me deixa, então.

deu as costas para Aretha e começou a caminhar pela areia, seguindo o caminho que o levaria para a casa. Ele precisava pensar em como lidaria com dali para frente. Fazia um pouco mais de um ano que eles não se viam, mas achava que tinha sido capaz de superar a ex. Mas ao encontrar com ela sorrindo de maiô e falando em espanhol, não tinha mais certeza de nada.

...


- Quem chegou à praia?- ouviu a pergunta assim que abriu a porta para entrar na casa.
- .- Aretha respondeu em um tom debochado enquanto tentava imitar o sotaque mexicano.
- Isso não responde muita coisa.- Lesley murmurou ao ver os dois entrando na casa.
- Claro que responde.- Ivar retrucou enquanto encarava a cara de poucos amigos de Aretha.- A ex do que chegou.
- Então Aaron está em um passeio com ela?- Breanna questionou e apenas concordou com a cabeça.
- A primeira ex chegou, vamos comemorar.- Levi exclamou enquanto levantava do sofá.
- Não sei para que comemorar, não tem motivos.- Aretha revirou os olhos e seguiu reto para o quarto.
- Alguém está puta com você.- Ivar murmurou risonho enquanto passava o braço por meus ombros.- Você está muito fodido, meu amigo.

...


O maiô de fora substituído por uma roupa adequada para surf, o mesmo ocorreu com Aaron. Já tinham se passado algumas horas desde que os dois chegaram a Kihei. O negro surfava bem até demais para alguém que morava em Ohio, enquanto a mulher aproveitava a sua primeira experiência em uma prancha.

- DIOS MIO!- praguejou em espanhol ao cair da prancha mais uma fez.- Eu desisto.
- Com prática você consegue.- Aaron falou com um sorriso no rosto enquanto observava a mulher sentar na prancha.- Você só precisa treinar mais o equilíbrio.
- Impossível treinar algo que eu não tenho.- murmurou fazendo Aaron rir.- Agora mudando de assunto, eu preciso te perguntar uma coisa.
- Você quer saber sobre o e a Aretha, certo?- o homem questionou e ela apenas concordou com a cabeça.- Vamos sair do mar e conversar.

Os dois saíram do mar levando suas pranchas e entregaram para um dos funcionários do local, tirando as roupas de borracha que estavam sobre as suas. Caminharam outra vez na direção do mar, parando próximos a beira do mar e sentando-se na areia.

- Não tem muito o que falar, esse é só o nosso segundo dia aqui.- Aaron murmurou enquanto encarava as ondas quebrando próximo de onde estavam.
- Mas tem algo entre os dois.- rebateu e o negro apenas concordou com a cabeça.- Não quero questionar o sobre isso, pois eu sei que não tenho o mínimo de direito.
- Os dois trocaram alguns beijos ao longo do dia de ontem, mas de noite Aretha queria um pouco mais e não quis, desde então ela vêm ignorando ele.- Aaron simplificou a história.- E então você chegou.
- Eu só investiria no se ele estivesse sozinho e se ele quisesse.- deu ombros.
- É seu dia de sorte, então.- Aaron falou risonho e o encarou.
- Por que você diz isso?- questionou com a sobrancelha arqueada.
- Aretha encheu a boca para falar ontem que eles estavam apenas se curtindo.- sorriu instantaneamente ao ouvir o final da frase.
- Gracias a Dios!- exclamou em sua língua nativa enquanto possuía um sorriso aberto nos lábios.
- Você têm que me ensinar algumas palavras em espanhol.- Aaron falou mudando de assunto e concordou com a cabeça.
- Hasta el final de las vacaciones usted será fluido.- falou em espanhol, rindo da expressão confusa presente no rosto de Aaron.
- Agora você me diz o significado.- murmurou enquanto a mulher ainda ria.
- Até o final das férias você será fluente.- a mexicana traduziu com um sorriso nos lábios.
- Quantas pessoas você já conquistou só por falar espanhol?- o homem questionou e deu ombros.
- Não sei ao certo, mas sei que o que seduziu o foi o meu idioma nativo.- sorriu de lado.
- Então o use para conquista-lo novamente.- Aaron murmurou com simplicidade e riu.
- Ciertamente sí.

...


- Se fala, mucho.- murmurou entre risos enquanto Aaron a carregava nas costas e subia a escada que os levariam a sala, tentando pronunciar corretamente as palavras em espanhol.- Não se fala com som de x.
- Acho que eu desisto de tentar compreender essa língua.- Aaron bufou fazendo rir.

O homem pisou na sala completamente vazia e seguiu com a mexicana nas costas, enquanto andava em direção ao lado externo da casa, seguindo a música que ficava um pouco mais alta cada vez que se aproximava do quintal.

- Já está agarrada com outro homem, deveria fingir surpresa?!- o tom de voz debochado de Aretha atraiu a atenção de , que desceu das costas de Aaron e encarou a mais velha com as sobrancelhas arqueadas.
- Quem você acha que é para insinuar qualquer porra da minha vida?- cruzou os braços na frente do corpo e encarou a mais velha.
- Eu posso falar o que eu quiser, querida.- a loira sorriu de modo falso e respirou fundo, tentando não voar no pescoço da mulher.
- Você pode falar o que quiser sobre a sua vida, carajo!- exclamou perdendo a pouca paciência que tinha.
- Eu posso falar que você é puta pelo o que você fez com o .- a mexicana piscou repetidas vezes, tentando absorver o que tinha acabado de escutar.
- HIJA DE PUTA! QUIÉN PIENSAS QUE ERES PARA HABLAR ESAS MIERDAS?!- gritava enquanto apontava o dedo em riste na cara de Aretha que a encarava estática.- VETE AL CARAJO!
- Ué, a verdade te incomoda?- Aretha riu irônica.- VOCÊ É PIRANHA, ACEITE ISSO.
- PUTA ES USTED!- gritou e levantou a mão, dando um tapa na cara de Aretha.- NO HABLE SOBRE LO QUE NO SABES!- avançou mais uma vez na direção da mulher, sendo impedida de encostar na loira devido aos braços que seguravam sua cintura.- SUELTAME!
- Para de falar o que você não sabe, Aretha.- intrometeu-se e aumentou o aperto de seus braços ao redor de .- O que aconteceu entre eu e não lhe diz respeito.
- Eu não acredito que você vai ficar do lado dela.- a loira resmungou inconformada e a mexicana riu ironicamente.
- Vete al carajo y ve si crece.- xingou e tentou aproximar-se de Aretha novamente, mas apenas aproximou-se ainda mais de que a segurava fortemente.
- Não fale porra nenhuma e comece a se portar como uma mulher da sua idade, é o melhor que você faz.- falou de modo autoritário e tirou os braços da cintura de , segurando seu pulso em quanto a puxava para dentro da casa.- Você precisa se acalmar.
- Calmar los ánimos? Mierda ninguna!- resmungou entredentes.- Sólo necesito golpear los dientes de ella.

soltou o pulso da mexicana e agarrou-a pelos ombros, selando seus lábios e fazendo-a parar de soltar ameaças para Aretha. Direcionou uma de suas mãos para a cintura da mulher e apertou-a fortemente, fazendo soltar um gemido baixo. aproveitou os lábios entreabertos da mulher e aprofundou o beijo, colando ainda mais seus corpos.
não estava pronto para beijar , ou pelo menos era isso que ele achava. Ele jurava que ficaria ainda mais confuso sobre o que sentia pela ex, mas naquele momento, ele tinha certeza do que sentia. Ele não amava mais , a única coisa que sentia era um grande carinho pela mulher, e bem, tesão.

- Cielos, seu beijo é tão bom quanto eu me lembro.- sussurrou com os lábios praticamente colados ao de após romper o beijo.document.write(Blake) falou no mesmo tom que a mulher e selou seus lábios singelamente.
- Achei que quando o encontrasse, você estaria puto comigo.- afastou-se do ex e se apoiou com os cotovelos na bancada.
- Achei que quando a encontrasse, ainda estaria apaixonado por você.- deu de ombros e arqueou a sobrancelha enquanto o encarava.- Mas nós dois nos enganamos.
- Meu primeiro dia nessa casa e eu já arrumei briga.- revirou os olhos e riu.
- Era pra eu fingir estar surpreso com isso?- o homem questionou ironicamente, recebendo um tapa da ex.
- Não é minha culpa se você beijou uma surtada.- deu de ombros e arqueou as sobrancelhas.- Não me olhe com essa cara, eu não sou surtada igual a ela.
- Você só é maluca.- murmurou debochado e lhe deu um tapa outra vez.- Para de ser agressiva, mulher.
- Ainda estou puta.- sorriu sem mostrar os dentes dando seu famoso sorriso falso.- Agora me fale o que você andou falando de mim pela casa.
- Nada.- respondeu rapidamente e arqueou a sobrancelha.- Só falei de você e da nossa situação quando notei que era você chegando na praia.
- E o que você disse?
- Aaron perguntou se tínhamos terminado bem, falei que você tinha me traído com a minha ex.- mal terminou de falou e foi acertado por diversos tapas.- Para com isso mulher.
- Mira la mierda que hablaste.- parou de estapeá-lo.- Acho bom que você explique que tínhamos decidido dar um tempo, você também ficou com outra pessoa, não quero que fiquem falando de algo que é mentira.
- Eu não imaginava que ela estava ouvindo.- resmungou e deu de ombros.
- Então agora eu faço questão de que ela escute a verdade.- saiu andando e apressou o passo para seguir a mulher, que parou de andar logo que cruzou a porta que separava a área externa da interna.- Só queria deixar claro para todos aqui que eu nunca traí o com a ex-namorada dele, na verdade, nós já fomos um trisal.
- Um o que?- Lesley encarou dos pés a cabeça enquanto parecia julgar a mulher com o olhar.
- Um trisal, corazón. Um casal de três pessoas.- sorriu sem mostrar os dentes enquanto retribuía o olhar de Lesley.
- Então por que vocês terminaram?- Aretha questionou e revirou os olhos.
- Por causa da distância, babieca.- a mexicana revirou os olhos.- Eu tive que voltar para casa e é quase quatro mil quilômetros.
- Agora que está tudo resolvido, que tal bebermos?- Ivar questionou com um sorriso enquanto encarava os outros participantes, rezando internamente para que eles topassem. Tudo que o homem queria era acabar com o clima pesado que os cercava.
- Por el amor de Dios.- falou enquanto sentava na espreguiçadeira mais distante de Aretha.- Antes que eu soque a cara de um certo alguém.


Continua...



Nota da autora: chegou trazendo muito espanhol e briga, além do que de fato aocnteceu entre ela e o seu querido ex-namorado. Peço que perdoem a demora, e como um pedido de desculpas, venho aqui dizer que se vocês querem terminar com o pp de vocês, que não o coloquem como primeiro. Ainda tem muitos exs para entar, quem sabe o que aguarda ?! Aliás, de quem será o próximo ex?

Qualquer erro nessa fanfic ou reclamações, somente no e-mail.


comments powered by Disqus