Finalizada Em: 18/11/2018

Capítulo Único

Era estranho perceber como uma pessoa, que sempre esteve ao seu lado, podia ser tão importante na sua vida. Mais estranho ainda era o fato dele nunca ter percebido isso. sempre esteve tão imerso no seu trabalho na The Most, sempre com vários prazos para cumprir, entrevistas para agendar, fotos para tirar, edições para fazer, que nunca havia se dado conta de que, tudo o que ele precisava fazer, era olhar para o lado.
E depois que se viu apaixonado por Kim Hye-jin, ele realmente fechou os olhos para todas as mulheres ao seu redor. E por conta disso quase perdeu sua amiga que, acabou descobrindo mais tarde, era o verdadeiro amor da sua vida. Porque era especial para ele, e sabia que o sentia pela garota ia muito além do simples sentimento de amizade. Ele demorou muito para perceber isso, e esperava não ser tarde demais.
havia chego mais cedo para o trabalho naquele dia, porque não queria correr o risco de encontrar com ela. Passou a manhã toda rejeitando as ligações de , mas isso não foi o bastante para mantê-la afastada.
- Ei, posso saber por que não atende as minhas ligações?
não havia batido na porta antes de entrar na sua sala. Também não se importava com o fato de, talvez, estar falando alto demais e chamando a atenção dos outros funcionários. não teve tempo de responder, entretanto.
- Não precisa responder. Eu sei porque você está me evitando.
- ...
- , sinceramente? Estou decepcionada com a sua atitude, mas devo confessar que não estou surpresa. – ela disse com o olhar triste.
- Não fale assim...
- O que eu sou para você, ? – ela perguntou o interrompendo.
- Você é a minha melhor amiga. – ele respondeu imediatamente. – É a melhor redatora dessa revista. É...
- Uma colega de trabalho? – ela lhe interrompeu de novo. Apesar de estar com os olhos marejados, sua voz estava forte. Ela não choraria na frente dele, e não demonstraria fraqueza na frente das outras pessoas. só precisava tirar tudo aquilo a limpo. – Uma pessoa que te ofereceu um ombro amigo quando você precisou no momento que Kim Hye-jin não correspondeu a sua declaração de amor?
ficou sem reação diante das duras palavras. não podia pensar isso dele, podia? Que ele a via apenas como uma amiga a quem procurar nas horas mais difíceis?
- Pensei que tivesse deixado claro meus sentimentos por você ontem à noite. – ela disse por fim.
Ah, claro, pensou. Ele se lembrava da noite passada. Aquela conversa desastrosa com só estava acontecendo por causa do que fizeram na noite passada. Depois de algumas taças de vinho e da declaração repentina de , eles se beijaram. Desde então não se falaram, e estava tentando manter as coisas assim.
- Pensei que você estivesse...
- Que estivesse bêbada? – ela o interrompeu novamente. Estava tão ansiosa para terminar aquela conversa e poder ir embora dali, que já não se importava em parecer mal educada por não deixa-lo terminar uma frase. – Bem, deve ser verdade, caso contrário eu não teria me declarado para você sabendo dos seus verdadeiros sentimentos por mim.
pensou que demoraria a entender o que tinha acabado de acontecer, especialmente quando lhe deu as costas e foi embora a passos pesados. Mas a verdade é que o rapaz precisou de apenas alguns segundos.
Quer dizer, sempre procurou pela mulher perfeita. Uma mulher lhe fizesse sua mãe se orgulhar, que fizesse seus amigos o invejar... Uma mulher que ficasse sempre ao seu lado, e que o amasse acima de qualquer cosia. Que fosse parecida com ele, que gostasse das mesmas coisas... E ele procurou. Procurou em várias mulheres, procurou em Kim Hye-jin, mas nunca encontrou a mulher de seus sonhos.
E ele acabava de perceber que ela sempre esteve ao seu lado. A mulher perfeita, a que o fazia rir mesmo quando ele estava triste, a que insistia em ser a última a desligar o telefone, mesmo sabendo que acabaria caindo no sono primeiro. era essa mulher, e ele percebia agora que sempre soube disso. Então... Por que demorou tanto para admitir isso a si mesmo?
tropeçou duas vezes nos próprios pés antes de alcançá-la. A garota estava passando pela porta do prédio, chegando à calçada com o celular nas mãos, provavelmente para chamar um táxi. Se ela fosse embora, como ele poderia viver consigo mesmo?
- Acho que sempre soube o que você sentia por mim. – ele disse alto o bastante para que ela escutasse e, com isso, todas as outras pessoas na calçada passaram a prestar atenção nele. – E, se for sincero comigo mesmo, eu também sempre soube dos meus verdadeiros sentimentos por você.
parou de andar, mas não se virou. O rapaz então se aproximou dela, e mesmo tendo a garota de costa para ele, continuou.
- Percebo agora que sempre tive medo. Medo de fazer alguma merda e perder a única pessoa que sempre esteve ao meu lado. Ele nunca poderia me perdoar se fizesse isso. Não poderia me perdoar se perdesse você.
então virou para ele. Ela ainda tinha os olhos marejados, mas dessa vez seus esforços estavam focados em conter o sorriso que ameaçava sair. Ela não iria sorrir para ele agora. teria que se esforçar mais para conseguir o seu perdão.
- Eu jamais conseguiria viver sem as suas mensagens escandalosas de bom dia, ou sem as duas ideias mirabolantes de jantares exóticos. Eu não poderia ficar sem os seus surtos a cada novo episódio de Jessica Jones, ou sem as suas ligações, tarde da noite após você assistir a um filme de terror, mesmo você sabendo que ficaria sem dormir por uma semana.
Isso fez soltar um risinho. costumava brigar com ela no começo, por acordá-lo às duas da manhã em um domingo, mas depois de um tempo as brigas passaram a ser apenas pelo fato dela continuar a assistir filmes de terror mesmo morrendo de medo. Ele já não se importava tanto pelo fato da garota ligar de madrugada para ele, já havia se acostumado. E, se fosse sincero consigo mesmo, no fundo o rapaz gostava de ser o refúgio de quando ela sentia medo. Ele gostaria de ser seu refúgio sempre, para todas as situações.
- Eu sempre estive ao seu lado, . Por que eu o deixaria?
- Eu não sei. Mas não me importo. Não quero mais ter medo, não quando o meu medo me impede de ficar com a mulher que eu amo. Com a mulher que sempre esteve aqui, ao meu lado.
- E quem disse que eu quero ficar com você? – ela perguntou brincando. A verdade é que apenas queria se fazer de difícil para quebrar o clima sério que havia se instalado.
- Você disse. Ontem à noite.
- Ah... Você sabe, eu estava bêbada. – ela deu de ombros.
- Bem, então apenas posso implorar por perdão por ter te ignorado a manhã toda. – ele disse se aproximando mais da moça. – E se eu receber esse perdão, como bônus quero uma chance para convencê-la a ficar do meu lado para sempre.
fingiu pensar por um segundo antes de responder.
- Vamos fazer assim, que tal você se esforçar para me convencer a ficar com você, e enquanto isso eu decido se te perdoo?
riu diante daquilo. Nem mesmo quando ele estava abrindo o seu coração, se declarando no meio da calçada, com uma plateia enorme prestando atenção nele, deixava a piada de lado. Bem, essa era a mulher que seu coração escolheu amar, então o que ele poderia fazer se não aceitar os seus termos?
- Acho mais do que justo. – ele respondeu.
E então, como na noite passada, eles se beijaram. E como na noite anterior, a iniciativa veio dela, da mulher mais determinada, peculiar e importante da sua vida. A mesma que sempre esteve ao seu lado, e que ele esperava continuar assim por muitos e muitos anos mais.


Fim.



Nota da autora: Oi, oi, gente! Eu precisava colocar essa fanfic no papel! She Was Pretty foi o dorama que mais me deixou com o coração dividido, porque sim, eu torcia igualmente para ambos os casais principais, e quando a Kim Hye-jin escolheu ficar com Ji Sung-joon, eu gritei de alegria ao mesmo tempo em que comecei a chorar pelo Repórter Kim. Então sim, eu precisava dar um final feliz para o Repórter Kim, e fico muito feliz com o resultado, apesar de acreditar que a história dele merecesse ser contada em mais de 1500 palavras. Mas eu espero que vocês tenham gostado, tenham assistido o dorama ou não (o que eu recomendo fazer, porque é um dos meus favoritos da vida ❤). Deixem nos comentários o que vocês acharam e façam uma autora feliz ❤
Beijos de luz
Angel





Outras Fanfics:
» Rumor • [Kpop – KARD – Shortfics]
» 21 Months • [Atores – Shortfics]
» Elemental • [The Originals –Shortfics]
» Babá Temporária • [Outros – Finalizadas]
» Café com Chocolate • [Outros – Shortfics]
» Sorry Sorry • [Kpop – Super Junior – Shortfics]
» Welcome To a New World • [Mclfy – Shortfics]
» Tempo Certo • [Outros – Em Andamento]
» Ainda Lembro de Você • [Outros – Em Andamento]

FICSTAPES:
» 05. Paradise • [Ficstape #133 – BTS]
» 06. Every Road • [Ficstape #115 – ABBA]
» 07. Face • [Ficstape #104 – GOT7]
» 10. What If I • [Ficstape #036 – Meghan Trainor: Title]
» 12. Epilogue: Young Forever • [Ficstape # 103 - BTS]
» 15. Does Your Mother Know • [Ficstape #58 – The Maine – Black & White]

MUSIC VIDEO:
» MV: Change • [Mv Kpop - Shortfic]
» MV: Run & Run • [Mv Kpop - Shortfic]
» MV: Hola Hola • [Mv Kpop - Shortfic]

Qualquer erro nessa fanfic ou reclamações, somente no e-mail.


comments powered by Disqus