Black & Diggory III - A Night Out

Última atualização: 20/11/2020

Único

desceu as escadas, terminando de colocar os brincos e logo olhando ao redor, rolando os olhos ao notar que Cedrico já havia chego e nem mesmo a avisou, entretido em uma partida de xadrez de bruxo com Sirius, o qual ria satisfeito ao derrotá-lo;
— Xeque-mate! — Sirius virou-se vitorioso para o mais novo — Como sempre, o melhor de todos!
— Não valeu isso, não! — Cedrico resmungou contrariado.
— Eu te falei que ele tá roubando! — Harry concordou, ainda olhando emburrado para o padrinho, que riu debochado;
— Não posso fazer nada se vocês são péssimos. — Disse ao levantar-se em direção a cozinha, finalmente reparando na filha;
— Que bom que estão todos se divertindo! — comentou, parada no último degrau com os braços cruzados — Já estamos atrasados, sabia?
— É claro que eu sei, — disse ao levantar — mas queria que eu fizesse o que se você não estava pronta?
— E quem disse que eu não estava? Fiquei esperando você chegar, estou pronta há horas! — Mentiu, fazendo sua melhor expressão ofendida. Diggory arqueou a sobrancelha, ao tempo que pegava a jaqueta e tornava a vesti-la. — Tá, fazem cinco minutos. Vamos?
— Claro, não quero aguentar seu pai rindo de mim!
— Eu ouvi isso! — Sirius resmungou ao voltar com uma taça de Hidromel em mãos — E acho bom não chegar muito tarde, ! Vou esperar acordado!
— Não sei se você está na idade de passar a noite toda acordado, Sirius — Harry comentou de seu canto, com um sorriso cínico nos lábios, enquanto arrumava o tabuleiro para mais uma partida. Cedrico e disfarçaram a risada, apressando-se a saírem de casa ao notarem a expressão de perplexidade na cara do homem;
— Como você se atreve, Harry Potter?!
— Não gosto de dizer em voz alta, principalmente perto do seu pai, — Diggory disse aos risos ao andarem pelo terreno — mas adoro quando alguém fala que ele está ficando velho!
— Eu sei — sorriu concordando —, outro dia ele só faltou me mandar pra fora de casa porque eu disse que a dor nas costas que ele estava era da idade!
Gargalharam até chegarem à divisa do terreno com a rua, aparatando instantes depois para o centro de Londres.


Andaram de mãos dadas a pouca distância até a entrada da boate, logo reparando a grande fila que esperava do lado de fora, aguardando para entrar;
— Vamos virar à noite aqui! — resmungou ao notar, mas Cedrico sorriu de lado, negando com um aceno;
— Monty fez uma reserva, se estiver tudo certo, nossos nomes estão na lista!
— Eu acho que nunca fiquei tão feliz com o Monty, e olha que eu adorei aqueles chocolates que ele me deu mês passado!
Diggory concordou rindo, enquanto se aproximavam dos bruxos que faziam a segurança do local;
— Às vezes ele acerta mesmo, — disse, virando-se para falar com um ruivo grandalhão, o qual tinha um pergaminho em mãos.
A boate, por fora, não parecia nada demais, era apenas uma casa de festas normal com um letreiro caído e as janelas pregadas com tábuas de madeira, quase lembrava a fachada do St. Mungus, mas, é claro, entre quinta à domingo, o local estava com ainda mais proteção do que o comum, para evitarem os Trouxas.
Black olhou ao redor, não prestando muito atenção na conversa de seu namorado com o segurança, reconhecendo alguns rostos na fila, dos seus tempos de Hogwarts e, ao pensar naquilo, sentiu-se um tanto triste: Gostaria que as amigas também estivessem ali com ela, tinha certeza que seria ainda mais divertido se estivessem todos juntos, mesmo Hermione ficaria animada em um lugar daqueles, e seria realmente legal ter sua primeira “noitada” junto delas.
Sentiu quando o loiro apertou sua mão, puxando-a para entrarem.
Os dois olharam ao redor, vendo o número de bruxos e bruxas que estavam no local. Cedrico aproximou-se de uma bruxa de cabelos coloridos, para perguntar sobre a mesa em que os amigos estavam, enquanto olhava maravilhada tudo aquilo, diferente do namorado, aquela era realmente a primeira vez que saía à noite para se divertir; Havia sido Sirius quem tinha dito que seria uma boa ideia, em pouco mais de dois dias seria seu aniversário de 19 anos e, até então, tudo o que havia feito após Hogwarts foi se preocupar com Comensais da Morte e, após a Batalha, ajudar a cuidar de Teddy enquanto se preparava para os testes de Quadribol em janeiro.
Estava na hora dela se divertir de verdade!
A boate estava cheia e barulhenta, a música alta preenchia todo o local. Pessoas dançavam em várias partes, em um palco mais ao canto, um bruxo mexia nas músicas e, vez ou outra, dizia algo em um megafone, fazendo o público gritar animado.
Alguns atendentes passavam por entre a multidão, carregando bebidas ou snacks.
Ao reparar um pouco melhor na roupa do pessoal, agradeceu mentalmente por Andrômeda ter lhe ajudado na escolha do que usaria aquela noite afinal, Cedrico não havia sido muito específico. O único incômodo em seu modelo era o salto alto, já que não era acostumada.
Sentiu um braço passar por sua cintura e, ao olhar para o lado, Diggory apontava para um outro canto, dizendo algo que ela não conseguia entender devido à música alta, mas o seguiu da mesma forma.
— Finalmente! — Emmett gritou ao ver o casal se aproximar, já parecendo um tanto alcoolizado — Fazem horas que estamos esperando!
— Não tem nem uma hora que a gente chegou, Monty! — A mulher ao lado avisou, negando com a cabeça.
— Ei! Uma hora ou dez minutos, esperamos igual! — Protestou, antes de abraçar os amigos, dando-lhes espaço para sentarem-se nas cadeiras. — Já se conhecem? — Perguntou, ao apontar da namorada, que cumprimentava Cedrico, para .
— Só de vista! — Sophie riu, colocando as mãos na cintura ao encarar a mais nova — Não acredito que você realmente continua com o Diggory depois de todo esse tempo, sempre me pareceu mais esperta do que isso!
— Como é? — questionou confusa, embora aceitasse o cumprimento com um beijo no rosto, escutando-a gargalhar ao lado, ao tempo que Cedrico resmungava algo, sentando-se ao lado do amigo.
— Sophie, por algum motivo, não gosta de mim! Eu te falei, não foi?
— Mas não achei que era de verdade! — Respondeu, sentando-se na cadeira vaga.
— É claro que sim, como é que você terminou com o Diggory? Estava sempre perdendo pontos! Como é que te passou pela cabeça sair com o Sr. Certinho?
— Eu deveria responder? — Black questionou, segurando a risada ao ver a careta que o namorado fazia.
— Ironicamente, — Cedrico interviu, encarando Sophie ao tirar a jaqueta que usava e deixando-a sobre o encosto da cadeira — você começou a se envolver com meu melhor amigo, então vai continuar me vendo do mesmo jeito.
— E com menos frequência se ele estiver ocupado com a loirinha! — Monty concordou rindo.
— Eu só acho que a garota merecia mais, parecia ter tanto potencial… — Negou, piscando para que a loira soubesse que ela estava brincando — Perdeu mil pontos e foi acabar junto com o garoto modelo de Hogwarts?
— É porque eu sabia que ele tinha futuro, queria garantir uma vida boa! — entrou na brincadeira, fazendo o casal rir mais ainda e Cedrico dar-lhe a língua;
— Só por isso, não vou trazer sua bebida não, se quiser levanta aí e vai comigo buscar!
— Ah, mas não vai, não! — Winter se intrometeu, segurando-a pelo braço, antes que a loira se levantasse — Vocês dois podem ir, enquanto isso nós vamos fofocar, só assim saberemos se podemos sair juntos mais vezes!
— Tudo bem, — Emmett concordou ao se levantar — mas saiba que Black não sabe manter segredos!
— Ei, até você? — A mais nova protestou, acertando-lhe um tapa no braço, o que apenas resultou na risada divertida de Montgomery, o qual acompanhou o amigo pouco depois, em direção ao bar.
— E, então… — Sophie começou, apoiando o rosto na mão fechada sobre a mesa, ao encarar — Vamos descobrir o que temos em comum; — passou a língua pelos lábios, sorrindo sacana em seguida — Quem você achava o cara mais bonito de Hogwarts? E não venha me dizer que era o Cedrico, porque eu juro que levanto e vou embora agora mesmo!
A garota riu, negando com a cabeça;
— Ced é muito bonito — disse, olhando de canto a direção na qual o namorado tinha sumido —, mas Rogério Daves não era nada mal!
— Por Merlin, SIM! — A morena bateu palmas animadamente — Garota, essa noite vai ser ótima!

Após várias rodadas de cerveja amanteigada, água de gilly e mais um drink azul que não fazia ideia do nome, mas gostou da mesma forma, a loira levantou-se junto de Sophie para irem ao banheiro, enquanto os dois rapazes continuaram sentados, conversando e comendo os aperitivos que haviam chego.
Quando a porta do banheiro se fechou e o local ficou, momentaneamente, silencioso, Black sentiu a cabeça rodar e os ouvidos zunirem, colocando as mãos sobre os mesmos e aproximando-se da pia, jogando um pouco de água gelada em seu rosto e na nuca, apoiando-se sobre a mesma instantes depois, enquanto esperava por Winter.
Respirou fundo algumas vezes, fechando os olhos para tentar recuperar um pouco dos sentidos, já sabia que estava bêbada há vários minutos, quando quase caiu ao inclinar-se na direção do namorado, para contar-lhe alguma coisa, que nem mesmo lembrava mais o que era.
— Você está bem? — Escutou a voz de Sophie, enquanto a morena lavava as mãos, olhando-a de forma engraçada — Você não bebe muito, não é?
Concordou, antes de andar em direção a uma das cabines, só então percebendo o quanto queria fazer xixi.
Ao sair, encontrou Winter sentada em cima da pia, olhando-a de forma engraçada;
— Vamos conversar um pouco aqui, assim você melhora antes de voltarmos! — Sugeriu, vendo-a concordar ao abrir a torneira para lavar as mãos.
— Sobre o que quer conversar? — Perguntou instantes depois, cruzando os braços e encostando-se na parede fria.
Winter pensou por mais tempo que o necessário, percebendo que talvez, só talvez, ela também não estivesse muito melhor do que a loira. Dando de ombros, pronta para dizer que não fazia ideia, mas só até ver duas garotas entrando aos beijos no banheiro, parando ao notarem que haviam mais pessoas ali, sorrindo sem graça e saindo instantes depois.
As duas continuaram a olhar para à porta, até começar a rir, negando com a cabeça;
— Imagina só se a gente não estivesse aqui…
— Acabamos com a noite delas! — Concordou aos risos, então passou a língua pelos lábios ao olhar para a loira — E você e o Diggory? Aposto que ele é muito certinho para qualquer coisa!
— Que coisa? — Perguntou confusa, piscando lentamente. Sophie ergueu as sobrancelhas ao se encararem, mas demorou quase um minuto para que Black entendesse ao que ela se referia — Ah! — Riu, negando com um aceno — Que nada, ele vive subindo a janela do meu quarto depois que meu pai vai dormir… — Contou baixo, rindo da cara surpresa da morena.
— Está me dizendo que o Sr. Certinho não é tão certinho? Eu estou chocada! Achava que ele mal tinha beijado alguém! — Então riu, negando — Mentira, eu sei que já, mas não imaginei que ele estivesse escalando janelas para conseguir se dar bem! — Então suspirou, olhando-a pesarosa — Garota, você poderia estar tão melhor!
passou a língua pelos lábios, negando com um aceno ao pensar no namorado;
— Não é como se eu tivesse muito com o que comparar — deu de ombros —, mas Ced não deixa nada a desejar, não.
Winter gargalhou, jogando a cabeça para trás;
— Caramba, quem diria!
— É… — Concordou, olhando-a por alguns instantes — E você e o Monty?
Sophie sorriu largamente, dando de ombros;
— Nada a reclamar!
— De repente é uma característica dos lufanos que a gente não sabia! — disse rindo, vendo a morena concordar, antes de ficar em pé, arrumando o vestido que usava;
— Está se sentindo melhor? Acho melhor voltarmos antes que aqueles mortos de fome acabem com tudo!
— Ah, mas eu já tenho certeza que não terá nada quando voltarmos, talvez só a conta!
— Se for isso mesmo, já vai se despedindo do seu namorado, porque vou matar o Diggory e o Monty! Estou fa-min-ta!

A garota ainda ria, após tomar mais um gole de sua água gelada, se sentindo muito melhor do que estava, virou-se rindo para o namorado ao ver o casal de amigos começarem a se beijar, sem se soltarem;
— Ham, ham! — Diggory fingiu pigarrear alto para chamar a atenção dos dois, mas só teve como resposta sinais de mão nada amistosos. — Quer dançar? — Virou-se rindo para , vendo-a concordar, levantando-se rapidamente.
Os dois seguiram até o meio da pista de dança, começando a se balançar no ritmo da música que tocava, mais rindo e pulando do que, de fato, dançando.
Minutos depois já estavam cantando quando era alguma banda que gostavam que tocava, ou apenas se balançavam de qualquer jeito, aproveitando o tempo juntos. Quando uma nova música começou, piscou lentamente, passando a língua pelos lábios antes de começar a cantar junto.
Diggory sorriu quando ela aproximou-se dele, descendo as mãos para a cintura da namorada, mantendo seus corpos juntos, o olhar fixo em sua boca, conforme ela cantava.

Boy, have I told ya?
I swear you put the sun up in my sky
When it's cold, you pull me closer
So hot it's like the middle of July


Engoliu em seco quando ela virou de costas, mexendo-se contra ele conforme dançava. Cedrico subiu as mãos pela lateral do corpo dela, suspirando contra seu ouvido antes de distribuir beijos molhados em seu pescoço.
Black fechou os olhos, aproveitando o carinho, ainda cantarolando baixinho, volta e meia pressionando o corpo contra o do loiro, não demorando a notar o volume em sua calça.
Riu baixo se virando de frente para ele, passando os braços pelo pescoço dele e juntando seus lábios em um beijo quente.
Diggory correspondeu de imediato, apertando-a contra si, buscando o máximo de contato possível, sem se importar com as pessoas ao redor. Não que alguém estivesse olhando, o casal era apenas mais um naquela noite.

Wanna have a little taste so let me lay you down
Nothing better than your skin on mine
And I been looking for that feeling, looking all my life
Boy, you give it to me every time


— Quer procurar algum lugar? — Perguntou pouco depois, ao sentir seu membro pulsar em excitação.
A loira sorriu, mordendo-lhe o pescoço como resposta, antes de entrelaçar as mãos e puxá-lo entre a multidão, ainda cantarolando baixo a música que tocava.
Demoraram mais do que queriam para encontrar um canto, Diggory até mesmo cogitou o lado de fora da boate, alguma rua deserta ou qualquer coisa do tipo, mas parou ao ver o olhar de desagrado de . Por fim conseguiram um banheiro desocupado, e Cedrico entrou apressado quando sinalizou para ele.
Trancaram-se em uma das cabines, a qual estava surpreendentemente limpa, não que o loiro se importasse com aquilo, mas sabia que ela sim.
Diggory não perdeu tempo, mal havia trancado a porta e já juntava seus corpos, beijando-lhe ansioso enquanto as mãos vagavam por seu corpo. aproveitou os beijos que o namorado distribuía em seu pescoço e colo, vez ou outra apertando seu seio sobre o vestido, sentindo o corpo todo arrepiar, antes de tomar o controle.
Empurrou-o sem delicadeza alguma contra a parede da cabine, beijando-lhe avidamente, enquanto descia ambas as mãos para suas calças, não demorando a abrir o botão e o zíper.

Can we make it all night?
We don't stop, all up on my body, babe
Touch me like a summer night, you feel like a holiday
Up all night, we don't stop, feel up on my body, babe
We're just dancing the night away
Boy, you feel like a holiday


Cedrico suspirou alto ao sentir um carinho leve em seu membro, ainda que sobre o tecido de sua boxer. mordeu-lhe o lábio inferior, ao tempo em que brincava com o elástico da peça de roupa, puxando-a para baixo quando ouviu um pedido desesperado do loiro. Diggory fechou os olhos com força ao sentir os dedos gelados dela percorrerem seu pênis já ereto. Um arrepio perpassando todo seu corpo.
Levou a mão até o rosto da namorada, beijando-lhe com urgência para abafar alguns gemidos conforme ela lhe tocava, logo alternando a velocidade dos movimentos.
gostava de ver o outro perder o controle em momentos como aquele, principalmente por ser a causa daquilo.
Empurrou de uma só vez o jeans e a boxer que ele usava, antes de sorrir maliciosa para o namorado. Diggory engoliu em seco quando a viu ficar de joelhos, deixando a cabeça cair para trás alguns centímetros, batendo com certa força contra a parede, mas mais uma vez ele não se importou; Respirou fundo e colocou a mão na boca para abafar um gemido ao sentir a língua de passar por todo seu membro, parando por alguns instantes na glande.
Cedrico ouviu um barulho no banheiro, alguém entrava na cabine ao lado, cantarolando sozinha a música que tocava. Esforçou-se a não fazer barulho algum, mas achou aquilo quase impossível quando a loira começou a chupá-lo.
Pouco depois a pessoa saiu, mas Cedrico manteve os olhos firmemente fechados, levando uma das mãos até a cabeça da namorada, segurando seus cabelos conforme ela o sugava devagar. Ao que lhe pareciam horas depois, baixou o olhar para a namorada, sentindo o tesão aumentar conforme ela acelerava o movimento:
... — Chamou baixo, sabendo que não demoraria muito a gozar. — Eu quero você agora.

So I'ma let go
No one else in the world could ever come close to you, baby
Close to you, baby
We're taking it slow
Whenever, wherever, we're lasting forever, my baby
And you're turning me on


Black sorriu satisfeita ao notar a mistura de desejo e desespero no olhar dele, lambendo-o uma última vez antes de ficar em pé, aproximando-se para um beijo lento.
Diggory apertou sua bunda com força, antes de empurrá-la contra a parede, inclinando-se alguns centímetros para segurar suas pernas. A loira passou os braços por seus ombros, antes de tomar impulso e envolver as pernas por sua cintura, sendo bem amparada pelo namorado.
Cedrico a beijava com evidente desespero, hora ou outra descendo os beijos por seu pescoço, passando a língua quente e mordiscando a região. Manteve uma mão dando-lhe apoio para não cair, enquanto a outra puxava o zíper de seu vestido para baixo, não demorando para puxá-lo como podia, logo revelando seu seio desnudo, o qual o loiro apertou com certa força.
mordeu o lábio inferior, gemendo baixo quando sentiu a língua do namorado em seu mamilo eriçado, mordendo de leve antes de colocar seu seio na boca, sugando-o devagar.
Levou as mãos aos cabelos curtos dele, puxando-o com força.

Boy, have I told ya?
You give it to me like no other guy


Gemeu mais alto quando o rapaz repetiu o gesto em seu outro seio, escutando uma risadinha vindo de algum canto do banheiro, nem mesmo tendo percebido quando alguém entrou no local.
Sua mente não permaneceu muito mais do que dez segundos com aquele pensamento, pois logo sentiu o polegar de Cedrico sobre sua calcinha, por baixo do vestido.
Mordeu-lhe com força o ombro, para evitar um gritinho quando o namorado colocou o tecido de lado, começando a circular seu clitóris, pressionando-o vez ou outra.
Diggory sorriu pequeno ao perceber, provocando-a por mais algum tempo, antes de deslizar um dedo por sua intimidade, notando o quão molhada ela já estava.
Não demorou para penetrá-la com um segundo dedo, adorando escutar gemendo contra seu ouvido, vez ou outra mexendo o quadril de encontro a ele, pedindo por mais com a voz falha.
Considerou deixá-la em pé e chupá-la por alguns minutos, mas depois pensou que nenhum dos dois aguentaria por muito tempo, pois sentia que estava a ponto de explodir de tesão, e só queria que aquilo acontecesse quando estivesse dentro dela, também sabia que teriam muito mais tempo para preliminares quando estivessem em uma posição mais confortável, por hora ele só queria estar dentro dela o mais rápido possível.
Quando chamou seu nome outra vez, Diggory deixou de tocá-la, segurando o pênis duro e ajeitando-o contra sua entrada. A loira mexeu-se por um segundo, esfregando-se contra sua glande, fazendo com que os dois gemessem baixo antes de Cedrico penetrá-la.
segurou com força em seus ombros, mexendo o corpo de encontro ao dele, Diggory começou devagar, mas logo aumentou a velocidade, dando estocadas rápidas e profundas.
Nenhum dos dois pareceu se lembrar que estavam em um local público e que poderiam ouvi-los, pois já não se importavam mais com os gemidos altos e, menos ainda, com as palavras que saiam por suas bocas; gemia pedindo por mais, Cedrico respondia acelerando mais ainda os movimentos e pedindo para que gozasse para ele, por vezes dizendo o quão boa ela era.
Não muito depois o loiro gemeu mais alto, rouco, conforme gozava dentro dela. veio logo após, o corpo tremendo em suas mãos, enquanto puxava seus cabelos, mordendo-lhe o ombro com força, a respiração totalmente descompassada.

Respiraram fundo diversas vezes para acalmar as batidas aceleradas de seus corações e, aos poucos, ritmar a respiração.
riu pouco depois, conforme se separavam;
— Quem diria que acabaríamos transando em um banheiro público...
O loiro concordou, enquanto tornava a fechar a calça e tentava ajeitar o cabelo, ajudando-a a fechar o vestido pouco depois;
— A culpa é completamente sua, que estava brincando com meu autocontrole.
— Ambos sabemos que não precisei de muito, uh? — Arqueou a sobrancelha, sorrindo sacana.
Cedrico deu de ombros, passando a língua pelos lábios;
— Nunca precisou, . Nunca precisou.
A loira riu, beijando-lhe mais uma vez antes de sair da cabine, aproveitando para arrumar os cabelos e a maquiagem no espelho, antes de sinalizar para ele e saírem de mãos dadas do banheiro, com sorrisos nada discretos no rosto;
— Acho que nem comentei — disse próximo a seu ouvido, devido à música alta —, mas você fica realmente bem com esse vestido!
Black concordou sorridente, piscando em sua direção conforme andavam pela boate;
— Parece que não fomos os únicos que resolveram aproveitar melhor à noite! — comentou aos risos ao chegarem na mesa na qual os amigos deveriam estar, notando que apenas a jaqueta de Diggory permanecia no local, junto com os copos vazios de bebida.
— Quer tomar alguma coisa antes de encerrarmos à noite no seu quarto?
— Você ainda pergunta, Diggory?
Cedrico sorriu para a namorada, antes de puxá-la pela mão em direção à saída;
— Espero que seu pai já esteja dormindo, assim nem precisarei subir pela janela!




FIM.



Nota da autora: Olá!
Sirius Black que lute para separar esse casal, que já está fazendo muito mais do que dar uns beijos!
ESPERO DE VERDADE que vocês gostem, pois fanfics +18 não são meu forte!
De qualquer forma, não esqueçam de comentar, e espero vocês em B&D III!!!
Beijão!

PS:Para o caso de você ser nova aqui, essa short é um complemento do capítulo 5 de Black & Diggory III! E para saber mais, é só acompanhar as fics nos links abaixo!




Outras Fanfics:
ORDEM CRONOLÓGICA DO UNIVERSO DE B&D ABAIXO
The Black's Family Story - Prólogo 1
The Life Inside Azkaban - Prólogo 2
The Death Eater's Child - Prólogo 3
Black & Diggory
Uma Nova História
The Family's Wrong Side/Cap 19 de UNH
Uma Nova História II
Black & Diggory II
Black & Diggory II/Especial
Before All by Dih (acontecimentos paralelos a B&D 2)
Black & Diggory III
Black & Diggory III - A Night Out
After All by Dih (acontecimentos paralelos a B&D 3)


comments powered by Disqus