Postado por Vivi às 23:12 em 22/04/2013

Todos os meses autora, fic e shortfic do mês são escolhidas pelo twitter do site. A autora do mês tem direito à entrevista, e agora as outras premiações também terão um espacinho para destaque nos posts. É o nosso singelo “Parabéns” a elas.
Depois de decididas, as autoras das fanfics escolhidas por votação redigirão um pequeno texto sobre a própria história ou liberarão um teaser. Se em algum momento surgiu a curiosidade sobre o que era a fic/shortfic do mês, agora é a hora de conhecê-la pelas mãos das autoras.

Melancholia by Amy H. — Fic do mês de março
“Fotografias são pedaços da alma. Ela tem alergia a felicidade. Felicidade é uma epifania adolescente, é irreal, é falsa. A dor, a tristeza são os sentimentos mais verdadeiros que um ser humano pode expressar. Suas fotos em preto em branco mostram a beleza de cada lágrima derramada. E ele é seu contrário perfeito, o reflexo no espelho, as fotos coloridas, o amante dos sorrisos e da alegria. Nem só de dor se sustentam as lágrimas. Nem só de felicidade se formam sorrisos. Há luz e trevas por todos os lados. Para chegar ao preto e ao branco, você precisa misturar todas as cores.”
Acho que essa foi a primeira descrição da história que escrevi, e a melhor até agora. Melancholia fala sobre uma fotógrafa que não acredita em felicidade. Ela simplesmente não consegue suportar a ideia de risadas calorosas e sorrisos no rosto. Em contrapartida, há o fotógrafo que baseia sua vida na busca pela dita alegria. E enquanto as fotos dela são em preto e branco e só retratam lágrimas e sofrimento, as dele se mostram coloridas e extremamente alegres. E no meio de tudo isso ainda há um jornalista problemático e ranzinza com seus segredos obscuros, mas que ao mesmo tempo se mostra extremamente cativante, e todas as dificuldades, não só de um relacionamento amoroso. As dificuldades de relacionamento entre homens e mulheres, entre amigos e entre família. Há todas as questões sobre sentido de vida e busca pelos ideais. E a dúvida se o amor pode mesmo enfrentar esse tipo de diferença.
Não é uma história sobrenatural, com anjos, vampiros ou fadas. É só a história de um homem que realmente se apaixona por uma mulher, e uma mulher complicada o suficiente para não se deixar amar, mas ao mesmo tempo amá-lo profundamente, enquanto um terceiro somente busca algum tipo de sentido para sua existência. É sobre se perguntar o que há depois, e ainda assim não querer saber. Sobre a importância de lágrimas e sorrisos, e sobre a capacidade de dizer adeus, mesmo que definitivamente.”

Se Algum Dia Eu Não Acordar by Jessica Franciele — Shortfic do mês de março
“Se algum dia eu não acordar é uma história inspirada em uma música da Fresno, com mesmo título da história. Foi escrita em poucas horas e, a princípio, jamais seria postada na internet, acabei postando a pedido dos amigos. Talvez pelo nome da história, ela acabou se destacando entre os fãs da Fresno, um mostrava para o outro, e, sempre com comentários positivos, enviei para o FFOBS.
É uma história de amor que esconde um segredo, drama, romance e um pouco de suspense pela curiosidade em saber qual é o segredo do garoto. Segundo a maioria dos comentários, é uma história faz você sentir medo em relação ao final. Confesso que chorei escrevendo e, pra mim, apesar de antiga, Se algum dia eu não acordar vai ser sempre uma das minhas preferidas.

“Imagine se um dia eu não acordar
Quem vai puxar assunto com você?
Quem vai mentir que você é legal?
Imagine se um dia eu morrer”

Todos os textos publicados foram redigidos pelas próprias autoras. Para ler os outros posts, clique aqui.






Nenhum comentário em “Promove #003”