Última atualização: 07/03/2021

Capítulo Único

Algumas histórias são difíceis de começar, de explicar, e algumas vezes, essas mesmas histórias estão marcadas em algum lugar. Nesse caso, elas estão marcadas nas paredes de toda essa casa, que agora, estou dando adeus para sempre. Parece impossível abandonar algo que nos marcou tanto, e essa casa foi responsável por tantos momentos, desde o dia que me mudei até hoje. O porta-retratos em cima da lareira, que segurei nas mãos, com todos nós juntos, mostra que vivemos muito nessa casa.
— Vamos, querida. — Disse Harry, com as mãos em meus ombros, eu assenti. — Só um minuto. — Sorri fraco, ele assentiu e foi esperar lá fora. Jamais imaginaria que eu acabaria casada com Harry Styles, até porque, eu era apaixonada por Zayn Malik. Tudo começou alguns muitos anos atrás, em 2014. Eu havia acabado de me mudar para Londres, o que sempre tinha sido um sonho para mim, e comecei na faculdade de publicidade, junto com o intercâmbio. No primeiro dia da mudança, eu estava com a casa cheia de caixas e morrendo de fome, ainda não conhecia muitos lugares na região. Alguém tocou a campainha, eu estava tentando chegar na porta, pulando todas as caixas espalhadas pelo chão da casa, escutei algumas vozes que pareciam estar discutindo, quando finalmente consegui abrir a porta, a minha surpresa foi maior do que eu esperava. Londres havia se tornado um sonho para mim graças a Harry Potter e a One Direction, e era totalmente inacreditável o fato de estarem os cinco na minha porta, com uma torta na mão.
— É, oi! Sou o Zayn, minha mãe pediu para que trouxesse isso, como um sinal de boas vindas. — Ele levantou a torta, os outros deram sorrisos largos e sacudiram as mãos em volta dele.
— Oi, sua mãe é minha vizinha? — Zayn assentiu. — É muita gentileza de vocês, querem entrar?
— Você costuma convidar estranhos para sua casa? — Perguntou Liam, sendo cutucado por Niall. Eu ri fraco.
— Eu praticamente os conheço. — Sorri, abrindo a porta. — Harry, Liam, Niall e Louis, certo? — Os rapazes assentiram. — Sou . — Disse, dando espaço para que entrassem.
— Então, você conhece a One Direction? — Perguntou Louis, mexendo em uma caixa, Harry observava o porta-retratos vazio na lareira, enquanto os outros se direcionaram para a bancada da cozinha. Eu assenti, sorrindo.
— Que coincidência maluca a Trisha ser sua vizinha. — Disse Harry.
— Pois é, eu nem tinha ideia. — Me encolhi, envergonhada, Harry continuava olhando para o porta-retratos vazio.
— Por que isso está vazio? — Finalmente ele perguntou.
— Ah, eu decidi que colocaria uma foto de algum momento importante aí. — Respondi, caminhando para a cozinha. Louis já havia mexido em várias caixas durante a conversa.
— Acho que esse é um momento importante. — Disse ele. — Pela quantidade de cds e pôsteres, é um momento em que você conheceu seus ídolos. — Ele sorriu, pegando minha câmera que estava em cima de uma mesa. Harry e eu caminhamos até a bancada, eu nem disse para ficarem à vontade, mas eles já haviam achado os talheres e pratos, e estavam servindo.
— Nós achamos ali e… — Disse Niall.
— Não tem problema. — Sorri, me sentando.
— Digam cheese! — Disse Louis, com a câmera apontada para nós.
Cheese! — Dissemos em coro.

Os meninos ficaram super à vontade na minha casa, como se me conhecessem há anos. Eu ainda sabia um pouco sobre as personalidades deles, mas jamais imaginei que os conheceria pessoalmente.
— Então, , quem é o seu favorito? — Perguntou Louis, me fazendo corar.
— Cara, ela não tem um favorito. — Disse Niall.
— Claro que tem, todos tem. — Retrucou Liam.
— Tem cara de ser o Zayn. — Disse Louis.
— Eu acho que é o Zayn. — Disse Harry. — E então?
— Você já sabe, não é Louis? — Arqueei uma sobrancelha e ele riu. — É o Zayn. — Respondi, voltando meu olhar para a torta.
— Que informação agradável. — Disse Zayn, levantei meu olhar e pude vê-lo sorrindo, meio bobo. Sorri de lado e me encolhi. Harry me cutucou e deu uma risadinha, eu mal imaginava todas as coisas que iriam acontecer depois daquele dia.

Alguns meses depois as coisas já haviam mudado bastante, os meninos estavam prestes a lançar o álbum Four, eu estava muito empenhada na minha faculdade, focada nos meus projetos, assim como eles. Depois daquele dia, mantivemos contato e nos tornamos grandes amigos, e eu estava totalmente apaixonada por Zayn Malik. Era estranho, estar apaixonada por um dos meus ídolos, e ele por mim, era mais estranho ainda. Mas ele era exatamente como eu pensei que seria quando estivesse apaixonado, carinhoso, atencioso e adorava me surpreender. E foi exatamente assim que ele me conquistou, todas as surpresas, cantando na minha porta, mandando flores para a faculdade, me levando comida após um dia cansativo. Zayn foi o meu primeiro amor em muito tempo, e era um sonho indescritível. Ele era meu príncipe, só faltava o cavalo branco. E mesmo depois de algum tempo, as flores continuavam vindo na faculdade, os carinhos e atenção eram os mesmos, fomos mudando um pouco e nos adaptando aos gostos um do outro, e tudo era tão perfeito.

Acho que as coisas começaram a dar errado um pouco depois do lançamento do álbum Four, mais especificamente, dois meses depois. Já havia passado um ano que eu estava ali, um ano da nossa amizade e quase um ano do nosso relacionamento, mas as coisas não eram mais as mesmas. E aí foi quando eu me perguntei, o que mudou? Tudo, mas principalmente ele. Eu não suportava mais a quantidade absurda de droga que ele estava usando, não suportava acordar e olhar nos sites, que meu namorado estava em um carro, fumando maconha com duas mulheres. Não suportava mais perdoar tudo que ele me fazia. Só, não dava mais. Eu ainda lutei bastante para manter essa relação, eu jamais abandonaria a pessoa que eu amo, em um momento em que ela precisa de mim, mas ele não queria a minha ajuda. Ele não achava que precisava de ajuda, e os problemas aumentavam, eu não vou julgar os outros meninos como santos, porque Louis esteve envolvido nisso uma vez, mas nunca mais aconteceu. Zayn não aprendia, ele não queria e não se esforçava. A empresa que cuidava da imagem deles, cansava de dar bronca, de confiscar o celular dele em algumas das vezes. Trisha não estava satisfeita, mas assim como eu, ela não daria as costas para ele.

Mais um mês se passou, e foi quando eu decidi que não dava mais. Essa parte, eu irei contar detalhadamente. Eu estava estudando, quando Niall me mandou uma mensagem, a fim de me tranquilizar, antes que eu visse a notícia.

“Eu não quero que você fique nervosa, então por favor, respira fundo antes de abrir qualquer página na internet”

Logo em seguida foi Harry.

, ligue para o Zayn assim que ler essa mensagem, por favor! Estou preocupado com você, quero que escute dele.”

Ok, isso me deixou mais nervosa, por último, Louis e Liam perguntaram se eu estava bem. Eu não segui o conselho de Harry, se ele fez alguma merda, ele teria que escutar a minha versão mais irritada possível. Mas não foi assim que eu fiquei, era uma foto, dele com cigarro na mão, beijando outra mulher. Depois de tudo que eu havia feito por ele, depois de todas as promessas que ele me fez, aquilo não era a vida que eu queria, ele não era mais o meu príncipe. Peguei meu celular, um pouco desnorteada, e liguei.
— Ei, baby! — Disse, quando atendeu.
— Você tem 15 minutos para vir na minha casa. — Respondi seca.
— O que…
— 15 minutos. — Desliguei e tratei de enxugar as lágrimas, meu celular não parava de chegar mensagens, a última que li foi de Harry.

“Ok, , estou preocupado! Estou indo aí”


Eu não respondi, seria bom que ele viesse mesmo, eu precisaria de colo. Zayn chegou em menos de 15 minutos, provavelmente estava por perto, ele abriu a porta com a chave que dei para ele e entrou. Eu estava sentada na minha escrivaninha na sala, abraçada com as minhas pernas e os olhos vermelhos de chorar.
— Então, você já viu? — Perguntou ele, com a cabeça baixa.
— É, seus amigos tiveram mais cuidado comigo, que você. — Eu me levantei. — Devolve a minha chave. — Estiquei a mão.
— Por que? Você não quer nem sequer conversar? — Ele tinha os olhos com lágrimas.
— Eu não tenho nada pra conversar, Zayn. — Tirei o anel que estava no meu dedo e joguei nele. — Eu aceitei, tudo, por todo esse tempo! Porque eu acreditava que era uma fase e que você precisava de mim, precisava da minha ajuda! Mas você não precisa, você não quer, você merece essa vida! — Eu vomitei essas palavras nele.
— É claro que eu quero, ! Por favor, me dá mais uma chance, eu prometo que vou mudar! Me perdoa!
— Não tem perdão, Malik! — Enxuguei a lágrima que insistia em cair. — Me devolve a chave. — Ele engoliu seco e entregou a chave na minha mão.
— Tem certeza do que está fazendo? — Perguntou, ainda esperançoso.
— Nunca tive tanta certeza. — Respondi, firme. Ele assentiu e saiu pela porta, enxugando as lágrimas. Ele saiu e Harry entrou, na hora em que eu caí no chão, chorando e sem conseguir respirar. Harry me abraçou forte e me levantou.
— Calma. — Disse, enquanto me consolava.
— Não… consigo… res…pirar — Falei, eu realmente não conseguia. Harry me colocou sentada e se abaixou.
— Calma, respira fundo. — Eu fechei os olhos e respirei fundo. — Isso, respira fundo. — Ele segurou forte a minha mão, sorrindo com pena.
— Ele não merece o meu amor. — Concluí.
— Não merece mesmo. — Disse Harry, me abraçando.

O tempo foi passando, devo confessar que os meninos me deram muito mais apoio do que eu imaginei, sei que eles eram meus amigos, mas eram amigos do Zayn antes. Todos foram muito importantes para mim, mas Louis e Harry pareciam mais preocupados, Louis sentia uma parcela e culpa, e Harry, eu acho que foi por ter me visto naquele estado. Bom, eu achava. As flores que haviam parado de chegar na faculdade, voltaram, mas não eram de Zayn, na verdade, não tinham nome algum. Mas vinham todas com mensagens motivadoras, que diziam que eu era forte, que eu era incrível, e aquilo melhorava muito o meu dia. Harry cozinhava para mim, quando eu estava em casa durante o dia, fazia até biscoitos. Isso eu comecei a ajudar com o tempo, porque ele bagunçava muito minha cozinha, mas parecia que nós dois bagunçávamos muito mais. A minha queda, e a queda de milhares de fãs, e até mesmo dos meninos, aconteceu nesse mesmo mês. Março de 2015, Zayn anunciou sua saída da One Direction, dizendo que queria apenas ser um cara normal de 22 anos. Eu gostaria que ele conseguisse, quem sabe se redescobrir não mudaria as coisas para ele? Nós realmente não tínhamos chance, e nós dois sabíamos disso.

A One Direction agora só tinha quatro membros, que eram os meus melhores amigos no mundo todo. E agora, começa a fazer mais sentido como acabei casada com Harry Styles. Minha convivência com Harry se manteve do mesmo jeito durante todo ano de 2015, arriscávamos receitas na cozinha, e até me tornei uma ótima cozinheira. Ele me deu um cachorro, que ele havia encontrado em um abrigo, quando foi visitar com os meninos. Ele não viveu por muito tempo, em 2015 mesmo começamos uma luta com ele, ele tinha um câncer no intestino, não conseguimos combater e ele se foi, sofremos juntos essa perda. Julho de 2015, era meu aniversário, eu não quis comemorar pois ainda estava triste pela morte do Scott, então Harry e os meninos levaram umas comidas e ficamos de bobeira na minha casa. Harry me chamou para conversar no quarto e eu fui, estava achando que seria algum presente novo, mas fui surpreendida.
— Sei que as coisas ainda estão bem recentes, , mas esse tempo que estamos passando juntos tem significado muito mais para mim do que apenas amizade. — Ele abaixou a cabeça e sorriu de leve. — Naquele dia, o dia em que nos conhecemos, eu torci para que você me escolhesse, ou escolhesse qualquer um menos ele, eu sabia que se você dissesse o nome dele, as coisas mudariam. Desde te conheci, eu te acho cada dia mais incrível, e te acho uma mulher extremamente forte e linda… O que eu to tentando dizer é que… Eu estou apaixonado por você, . Tudo bem se você não estiver, mas eu precisava te dizer isso. — Ele abaixou a cabeça e eu segurei sua mão.
— Você tem sido uma pessoa extremamente importante para mim, Harry, e eu sou extremamente grata por tudo. Eu não posso te dizer que estou apaixonada por você, mas também não posso te dizer que não sinto nada por você. — Sorri, fazendo com que ele sorrisse também. — Você me conquista de várias maneiras diferentes, Harry Styles! Eu só preciso de um pouco de tempo, mas não desiste de mim. — Apertei sua mão com força, e ele me abraçou forte.
— Jamais.

Hoje, 6 anos depois, eu e Harry nos casamos e eu finalmente irei deixar essa casa. Essa casa cheia de memórias e histórias, eu deixei meu coração aberto, mas parece que de alguma forma ele continua preso aqui. E eu vou embora, e vou deixar para trás todas as memórias que me esforcei para guardar. Obrigada, casa, por tudo. Tranquei a porta da frente, abraçada com o porta-retratos, que tinha a foto que tiramos no primeiro dia da casa. Sorri para o meu marido, e seguimos viagem.
— Soube que Zayn vai ser pai? — Harry perguntou, eu neguei com a cabeça.
— Soube apenas que Liam está noivo. — Respondi, sorrindo.
— Sim, Zayn vai ser pai e Liam vai se casar, devemos dar os parabéns? — Ele perguntou, torcendo o lábio.
— Ao Liam, eu adoraria! Ao Zayn, cabe a você, querido. — Respondi sorrindo. Eu não carrego mais nenhum sentimento pelo Zayn, bom ou ruim, mas não gosto de interferir nos sentimentos do Harry ou de qualquer um dos outros rapazes sobre ele, ele os magoou bastante também.
— O que você acha de pararmos para comprar algo para comer durante a viagem? — Perguntou Harry.
— Seria ótimo, mas seria bom tomarmos um café antes, para nos manter acordado. — Harry dobrou em uma praça de alimentação.
— Eu pego o café e você pega a comida. — Assenti e fomos cada um para um lado.
— Oi, boa noite! — Disse à atendente. — Gostaria de duas porções de frango frito e duas porções de batata frita, para a viagem, e duas cocas, por favor! — A moça anotou o pedido, eu paguei e fiquei esperando.
— Está comendo por dois? Se estiver, é muita gordura. — Disse uma voz, conhecida por mim.
— Malik. — Me virei para ele, que sorriu, enquanto comia uma porção de batatas.
. — Respondeu, puxando a cadeira de sua mesa, para que eu me sentasse.
— Não, obrigada! Estou de viagem, e uma porção é para o Harry. — Respondi, ele olhou imediatamente para a minha aliança.
— Ah, verdade! — Ele sorriu. — Soube que se casaram, parabéns!
— Obrigada! Soube que vai ser pai, parabéns! — Respondi, sorrindo igualmente.
— Obrigado. — Ele parecia muito feliz e mais cheio de vida. — Quem diria, que acabaríamos assim, é incrível que eu não consigo simplesmente me esquecer de tudo que aconteceu.
— Eu que o diga. — Ri fraco. — Tive muitos flashbacks enquanto deixava a casa.
— Ah, você vai se mudar?
— Sim, Harry e eu compramos uma casa. — Respondi sorrindo.
— Nunca vou me esquecer de você, . — Sorrimos juntos.
— Uma autora do meu país, Brasil, uma vez disse “Na vida temos três amores importantes, o primeiro, que é aquele da infância. O segundo, que é quem parte o seu coração, e o terceiro, que é com quem você fica no fim das contas” — Citei Isabel Freitas. — Você foi o segundo. — Ri fraco.
— Fui marcante, mas não de uma forma positiva. — Rimos.
— Acontece. — Meu pedido ficou pronto. — Bom, Harry está me esperando! — Peguei os sacos e acenei para ele, que acenou de volta. Eu e Harry seguimos viagem, não comentei do encontro com Zayn, aquele momento era importante demais pra mim, depois eu diria. Finalmente, o meu príncipe de cavalo de branco, era Harry Styles e não Zayn Malik.





FIM.



Nota da autora: oii gente, tudo bem? espero que sim!
espero que tenham gostado, essa musica é tudo pra mim, e eu espero ter dado uma fic a altura dela <3 enfim, vou deixar o link do meu insta aqui pra vcs conferirem minhas outras fics e do meu grupo de leitoras! beijos!





Nota da Scripter: Oi! O Disqus está um pouco instável ultimamente e, às vezes, a caixinha de comentários pode não aparecer. Então, caso você queira deixar a autora feliz com um comentário, é só clicar AQUI Qualquer erro nessa fanfic ou reclamações, somente no e-mail.


comments powered by Disqus