Finalizada em: 02/01/2021

Capítulo Único

levantou–se da cama e olhou no relógio, era quase três da manhã. O apartamento que servia como dormitório do grupo estava em profundo silêncio, todos dormiam para a manhã que seria agitada com entrevistas. Ele caminhou apenas de cueca indo até a cozinha, mas a luz da geladeira chamou sua atenção. De costas e um pouco abaixada estava , relações públicas do BTS.

– Também não consegue dormir? – ele disse com a voz mais rouca do que o normal, assustando a mulher que vestia apenas um roupão de seda que moldava seu corpo perfeitamente.
– Na verdade estou com fome. – a mais velha riu enquanto se sentava no balcão a sua frente e mordia uma maça. Suas pernas capturaram seu olhar e ele se forçou a abrir a geladeira e pegar a caixa de leite. – Você precisa de algo? – ela perguntou solicita como sempre.

precisava de muitas coisas com relação a . Nenhuma delas tinha a ver com sua função como relações públicas.

– Não, acho que estou um pouco ansioso para as entrevistas, faz tempo que não falamos com a imprensa. – ele respondeu bebendo um gole do liquido direto da caixa. As pernas da mulher eram longas e bronzeadas, sua pele brilhava na meia luz da cozinha. Ele sentiu sua cueca ficar mais apertada.

concordou com um gesto de cabeça enquanto seus olhos corriam pelo peito nu do rapaz. Ele estava malhando com frequência então seus ombros estavam mais largos e definidos. parecia uma pintura de tão bonito. Claro que o rapaz tinha plena consciência disso.

O olhar dos dois foi quebrado quando entrou na cozinha. O loiro vestia apenas a calça do pijama e sua voz doce saiu sonolenta quando chamou por .

– Vamos dormir, meu amor, está tarde. – suas mãos alcançaram a coxa da mulher. – Você também precisa dormir, . – disse se dirigindo ao melhor amigo.

desceu do balcão e abraçou as costas de seguindo pelo corredor com o rapaz.

refletiu. Além de relações públicas, também era a namorada de seu melhor amigo.

**


O grupo gravava mais um episódio do Run BTS! em um estúdio naquela noite fria. estava sentada em uma cadeira observando o grupo discutir sobre a brincadeira do momento. Ela respondia e–mails e vez ou outra trocava alguns olhares com . O jogo escolhido pela equipe consistia em passar um papel com a boca para a boca de quem estivesse ao lado. Os rapazes davam risada, Yoongi segurava com força o papel com medo de beijar acidentalmente que estava o seu lado. Quando chegou a vez de passar o papel para , ambos sentiram seus lábios se tocarem. Foram poucos segundos, mas sentiu os doces e carnudos lábios do amigo lhe causarem arrepios, ele estava excitado. imaginou como seria sentir a língua do mais novo se encontrando com a dele. Em meio a risadas altas e gritos de vergonha dos outros membros, os dois começaram a rir. observava com brilho nos olhos a cena que a fez imaginar ambos os homens com ela no meio.

**


Após chegarem ao dormitório, todos jantaram juntos e decidiu ir para casa terminar alguns trabalhos importantes. acompanhou a namorada até o elevador enquanto os amigos lavavam a louça do jantar. Ao passo que a namorada caminhava a sua frente, olhou ao redor, observando se alguém estava pelo corredor. A saia da mulher se agarrava a sua bunda, fazendo o namorado imaginar cenas perturbadoras. Sem pensar muito, pegou pelo braço e a levou para a escada de incêndio no fim do corredor.

– O que foi? – a mulher perguntou surpresa. Mal teve tempo de responder ao sentir a boca do namorado tomar a sua com urgência. A bolsa pesada caiu no chão e segurou os braços dela pra trás das costas, virando–a.
– Eu vi como olhou pra mim e o hoje. O que estava imaginando? – ele perguntou com a voz baixa e rouca, levantando a saia da mais nova e abaixando a própria calça. sentiu a excitação do namorado encostar em sua intimidade e gemeu com prazer.
– Estava imaginando como seria ter vocês dois me fodendo. – ela disse claramente.
– E ele te comeria assim? – perguntou penetrando–a de surpresa. A mulher mordeu o lábio suprimindo um gemido alto. A segunda estocada fez suas pernas balançarem, mas o namorado a segurava firme no lugar. – Imaginou o dentro de você enquanto você me chupava? – a voz de ficava cada vez mais feroz. Ele conseguia se tornar extremamente sexual em questão de segundos. O garoto meigo não existia mais.
– Sim... Oh... Por favor ... – ela implorava por mais contato e recebeu um tapa forte na bunda. Ele gostava de bater, a dor dava prazer a ela. Sentindo todo o corpo formigar, jogou o corpo para trás gemendo o nome do namorado. Ele se liberou logo após, plantando um beijo nos lábios da amada.

Enquanto se arrumavam, trocaram olhares significativos. sabia que era muito aberto sexualmente, apesar de nunca ter se relacionado efetivamente com homens. Ele amava a namorada e eles se completavam em todos os níveis, sem julgamentos. Ele não precisava se preocupar em ser o idol perfeito perto dela. Acompanhando–a até o carro, ele a beijou com amor.

Quando chegou ao apartamento todos já haviam ido dormir, exceto que escovava os dentes no banheiro. ficou parado na porta o encarando com um sorriso de lado. O mais novo fez um sinal com a cabeça para ele entrar e obedeceu fechando a porta atrás dele. Esperando que terminasse o que estava fazendo, observou o amigo. Ele era absurdamente atraente. Um pouco mais alto que ele, exalava uma aura de dominância e sensualidade. Sua atenção foi capturada quando falou.

– O que foi? Está chateado com o que aconteceu hoje? – ele sentia a energia emanando do amigo. olhava pra ele com curiosidade e lembrou–se da sensação dos lábios do mais velho nos seus. Tinha sido bom.
– Eu quero tentar algo, mas não quero que isso torne nossa amizade estranha. – começou enquanto se aproximava devagar. Quando assentiu com a cabeça, o mais velho colocou a mão em seu pescoço, mas antes que pudesse tomar a iniciativa, juntou seus lábios aos dele, empurrando–o em direção a parede. Quando suas línguas se encontraram, gemeu com prazer. Ele queria sentir a língua do amigo em todo seu corpo. aprofundou o beijo, agora descendo as mãos em direção ao membro duro de . Ele nunca se sentiu tão excitado quanto naquele momento. Ao começar a masturbar o mais velho, desceu os beijos por seu pescoço, ouvindo arfar em aprovação. mantinha os olhos semicerrados, os lábios carnudos agora avermelhados pelos beijos e sua feição era o ápice da excitação. Eles já haviam se visto nus diversas vezes, mas quando tocou o membro de , ele finalmente se deu conta do quanto o amigo era grande. Sua boca salivou de vontade de prova–lo. Sem pestanejar, empurrou o amigo em direção a uma poltrona que ficava no ambiente e colocou toda sua extensão na boca. observava em deleite o mais velho lhe saboreando de joelhos. lambia com prazer, chupando o máximo que conseguisse e ao ouvir os gemidos roucos de ele se sentia cada vez mais maravilhado. Quando gozou, engoliu cada gota, lambendo de forma esfomeada. estava em êxtase, jogado no acento. sorriu sentando–se em seu colo e passando as mãos no cabelo suado do amigo. Seus olhos se encontraram e eles passaram alguns minutos só observando o rosto um do outro. puxou para mais perto, deitando a cabeça do mais velho em seu ombro enquanto acariciava suas costas desnudas. se arrepiou e beijou demoradamente a curva do pescoço de .

– Isso foi... – ele começou sem saber como continuar.
– Isso foi algo que deveria ter acontecido a muito tempo. – completou rindo e puxou o mais velho para um beijo lento e preguiçoso. Enquanto ambos se acariciavam com calma, tocando o corpo desnudo e suado um do outro, ouviram vozes no corredor. Com pressa se vestiram e esperaram um pouco para cada um ir para os seus devidos quartos.

**


Semanas se passaram desde o acontecimento no banheiro e e continuaram a ser os amigos que sempre foram, mas agora com desejos de terminar o que haviam começado. não havia dito ao amigo, mas o tesão que sentia por crescia mais a cada dia. Imaginar transar com os dois fazia com que sentisse seu pênis latejar. Ele sabia que a mulher o desejava, seus olhares estavam cada vez mais descarados e ele ansiava por poder sentir o sabor de seus lábios. Sentir que ele e realmente compartilhavam tudo.

Então na noite da maior premiação do ano, aconteceu.

“E o vencedor é: BTS”. Aquela foi a frase que abriu o início das comemorações. O grupo todo estava em êxtase com os quatro Daesangs conquistados na premiação de fim de ano daquela noite. acompanhava tudo dos bastidores e esperava ansiosamente os rapazes entrarem na privacidade do camarim para poder abraçar o namorado. Perante as câmeras ela era apenas mais um membro da gigantesca equipe que auxiliava o BTS.
Quando abriu a porta e agarrou a mulher em seus braços, ela sentiu seu mundo girar. Os lábios do rapaz atingiram os seus com pressa e felicidade. O rosto perfeito e maquiado do mais velho estava úmido das lágrimas que ele havia derramado no palco. ouviu as vozes dos outros ao redor deles, todos falando alto e abrindo garrafas de bebida.

– Temos que comemorar. Estou enlouquecido desde o momento em que te vi com esse vestido. – sussurrou próximo ao ouvido da namorada enquanto descia uma mão até a bunda dela e apertava com força. Ele tinha a habilidade de ser absurdamente angelical e sensual em segundos, sua dualidade era algo que excitava desde o início. A mulher mordeu de leve o lábio carnudo do namorado em resposta.

O casal foi interrompido por que chegou no meio deles com uma garrafa cara de Champagne. O rapaz já estava visivelmente alterado e bebia do gargalo. notou que apesar de parecer impossível, ele estava mais atraente do que o normal. O cabelo ondulado caia nos olhos e seus lábios estavam vermelhos, ela pensou sobre como seria beija–lo. A excitação que percorreu seu corpo ao imaginar e dividindo–a foi indescritível.

Com esse pensamento vibrando em sua mente, passou a mão pela nuca do namorado e sussurrou em seu ouvido.

– Quero meu presente de aniversário adiantado. – a mulher depositou um beijo na pele desnuda do pescoço de e alcançou a mão do melhor amigo do namorado. Puxando ambos em direção a saída.

– Hoje nós vamos nos divertir. – disse rindo enquanto pegava a garrafa das mãos de . observava a namorada deslumbrante a sua frente. Ele era louco por ela. Não entendendo completamente as ações que se seguiram, o rapaz entrou com ela e o melhor amigo no carro da agência e ouviu dizer ao motorista o endereço de um hotel. Havia garrafas de soju no frigobar do carro, e entre um gole e outro, sentiu seu corpo ficar cada vez mais leve.

estava feliz, lúcido, mas alterado por conta da bebida. Ele observava descer as mãos pelas pernas de a sua frente no carro. A mulher olhava fixamente para ele, como se gostasse de ter o outro a observando. nunca tinha dito em voz alta o quanto desejava a mulher, mas ali, a atmosfera dentro do carro fazia com que se sentisse à vontade para olhá-la diretamente na frente do melhor amigo.

Quando o carro parou nos fundos de um hotel de luxo, os três desceram e caminharam em direção ao elevador. havia reservado o quarto alguns dias antes para ela e o namorado. abraçava a namorada pela cintura quando entraram no quarto. afrouxou a gravata enquanto bebia mais um gole direto da garrafa.

era seu melhor amigo, desde o ensino médio, ambos dividiram tudo. A ligação dos dois era algo de almas, então quando o rapaz a sua frente se virou em sua direção e passou a mão em seu pescoço aproximando seus lábios, não se opôs. Os lábios do mais velho eram puro desejo. sentiu que estava excitado ao soltar um gemido rouco enquanto puxava seu cabelo com certa força. O amigo era naturalmente dominador, então isso não foi uma surpresa. O olhar que compartilharam quando o beijo cessou significava que ambos estavam confortáveis com a situação e que queriam muito mais. se aproximou, parando entre os dois homens, ela abriu o zíper do vestido, ficando apenas de calcinha. já conhecia o corpo da mulher nos mínimos detalhes, mas sempre sentia seu membro pulsar ao vê-la daquela forma. Olhando para o melhor amigo, viu os olhos de faiscarem de desejo e excitação. alcançou os seios da mulher, apertando delicadamente enquanto aproximava seus lábios dos dela. estava ansiosa, queria sentir o gosto dos lábios do rapaz e ao mesmo tempo o do namorado. beijava com calma, uma calmaria que antecede a tempestade.

Quando o rapaz rasgou a única peça que a impedia de estar completamente nua, soltou um gemido alto de surpresa. observava a cena enquanto se despia, apertando levemente sua própria excitação. acomodou com as pernas envolta de sua cintura e caminhou com a mulher até a cama, deitando–a com a pernas abertas. O rapaz parou alguns segundos para apreciar a visão da mulher estonteante que estava completamente a sua espera. Quando levou os olhos para , ele viu o melhor amigo nu, deslizando a mão por seu próprio membro. sentiu sua boa salivar. Ele queria sentir o gosto de ambos. Queria sentir o pênis de em sua garganta, fundo, enquanto gozasse. Queria ver o amigo implorar por mais quando penetrasse fundo nele. Queria ouvir gritar enquanto chupasse cada gota dela, saboreando sua intimidade que pingava de prazer. queria ser o responsável pelo prazer deles. deslizou a mão por sua própria intimidade, gemendo quando sentiu o ponto inchado que implorava por atenção. terminou de tirar suas peças de roupa e se abaixou beijando a parte interna das pernas da mulher, torturando–a. gemia ao se masturbar vendo a cena em sua frente. Ele queria sentir os lábios do amigo em volta de si, assim como desejava chupar o membro pulsante e enorme que seus olhos não conseguiam desviar.

Quando sentiu a língua quente de tocando-a, ela gemeu de prazer. O rapaz era habilidoso. Chupando com gosto, ansiando por lamber cada centímetro dela. Sentindo dois dedos serem enfiados nela, arqueou o corpo em surpresa. estava apaixonado pelo sabor da mulher, poderia passar horas só a lambendo. Quando movimentou os dedos dentro da mais nova, ele sentiu que ela estava próxima de gozar. Gemendo demoradamente, implorou para o rapaz.

– Por favor, mais... Mais... – suas palavras saiam roucas.

Chupando com calma, sentiu o corpo todo da mulher tremer e seus dedos serem apertados no momento em que ela gritou extasiada. Ele sorriu com satisfação indo até ela e beijando–a. estava desfalecida de olhos fechados, aproveitando o momento. aproximou–se do amigo, passando as mãos por suas costas e encostando seu corpo ao do mais novo. sentiu a excitação do loiro em suas costas. desceu a mão esquerda até o membro do melhor amigo, movimentando de cima a baixo e jogou a cabeça para trás, apoiando no ombro do mais velho, com prazer. assistia a tudo maravilhada. Quando beijou o pescoço do mais novo e mordeu deixando uma marca suave, tremeu em aceitação. Ambos tinham uma química extraordinária. A pele branca de contrastava com o bronze natural de . O mais novo gemia em resposta aos movimentos que recebia na masturbação. Quando estava próximo de atingir o orgasmo, o virou de frente, abaixando–se para toma-lo nos lábios. Chupando com força, o loiro lambeu o amigo, masturbando–o com uma das mãos. gemia alto e rouco, sua voz fazia com que ficasse cada vez mais excitado. Seu membro ia fundo na garganta do mais velho, literalmente fodendo seus lábios. se derramou completamente enquanto puxava os cabelos de e este bebeu cada gota do sabor do melhor amigo.

Quando caiu exausto na cama ao lado de , se recuperando, deitou–se sobre a namorada, compartilhando o sabor do outro através de um beijo longo e suave. Em meio ao beijo, alcançou um preservativo e penetrou a mulher delicadamente de surpresa. Ela sentiu seu corpo pulsar em resposta, gemendo alto. Ele se movimentava calmamente por alguns minutos e quando olhou para o lado viu se ajoelhar ao lado de , que alcançou o membro do rapaz lambendo–o. Ele parecia tão duro quanto antes. A cena era tão excitante que começou a se movimentar no mesmo ritmo que o amigo. Um preenchendo os lábios de mulher e o outro sua intimidade. gemia profundamente, mas antes que pudesse sentir se liberar, o mais novo foi até a cômoda, pegou uma embalagem e aproximou–se lentamente por trás de , puxando o cabelo do mais velho, dominantemente, lhe penetrou dois dedos que estavam envoltos por um gel lubrificante. sentiu um ardor forte, mas que em alguns minutos foi substituído por um prazer até então desconhecido. Ele instintivamente começou a rebolar para sentir mais profundamente os dedos do mais novo. então segurou a cintura do amigo, estimulando os movimentos e antes que percebesse, o mais novo substituiu seus dedos por seu membro envolto por um preservativo e mais gel lubrificante. gritou ao sentir o quanto realmente era enorme. Parecia que estava rasgando–o, mas era uma dor muito prazerosa. sentia a pele macia do melhor amigo em contato com a sua, ambos suados e gemendo em contentamento. Ele nunca havia sentido tanta atração por outro homem como naquele momento, mas sentir que estava dentro de o fazia quase gozar sem ao menos se movimentar muito. Ele espalmou as mãos na cintura fina do mais velho, entrando e saindo devagar, ouvindo os gemidos do melhor amigo se misturarem aos de . A mulher atingiu o orgasmo duas vezes seguidas e a imagem dos dois transando enquanto a penetrava cada vez mais forte só aumentava sua excitação. estava em êxtase, ele nunca havia sentido tanto prazer, parecia que desmaiaria quando acabasse. Sentia fundo dentro de si, o membro do amigo lhe preenchia por completo, enquanto sentia as mãos suaves, mas firmes do mais novo lhe guiando. Ele rebolava, sentindo que os movimentos que fazia tornavam ambas as penetrações sincronizadas. A intimidade de se apertava ao seu redor e o membro de lhe atingia fundo. Ele gozou em meio a um urro, gemendo alto, mas o amigo ainda o penetrou mais algumas vezes, só então despejando seu prazer dentro dele.

**


Os três dormiam juntos já fazia algumas horas. Seus corpos nus misturados na cama. foi a primeira a acordar e caminhando delicadamente para não fazer barulho, foi até o banheiro. Ligou o chuveiro e quando a água quente tocou sua pele parecia que poderia passar a eternidade ali. Depois de alguns minutos sentiu um corpo forte encostar em suas costas e logo a voz de sussurrou no seu ouvido.

– Imaginei essa cena tantas vezes... Queria sentir você. Seu gosto, seu cheiro... – o rapaz falava enquanto descia as mãos pelo corpo de . Quando ele estalou o primeiro tapa em sua bunda, a mulher gemeu em resposta. riu com prazer e desferiu o segundo. Ele a prensou contra a parede, abrindo as pernas da mais nova e lhe penetrando devagar. arfou, aproveitando cada centímetro que entrava dentro dela. Aquele homem era deliciosamente perigoso.
... Agora eu vou te foder como eu desejei durante meses. – disse e logo após a primeira estocada a atingiu. Ele sentia a intimidade pequena e apertada da mulher ao seu redor. Seus seios eram apertados em suas mãos e ela rebolava ao seu encontro. Os dois gemiam alto no mesmo ritmo, como um casal que aguardou muito tempo para sentir cada pedaço um do outro. Quando entrou no banheiro, disse seu nome em meio a gemidos. O rapaz admirava a cena de seu melhor amigo transando com sua namorada. parecia selvagem quando chamou com um gesto de mão. Ele virou de frente e continuou a penetrando–a firme. abraçou a cintura da namorada pelas costas e procurou os lábios do amigo para um beijo. o beijava com desejo e ambos espremiam entre eles. Quando se posicionou na entrada de trás da namorada, ela já sabia o que viria. Se sentiu completamente preenchida ao ter a frente e por trás. Os rapazes se beijavam com calma a medida que penetravam a mulher. gemia em êxtase e prazer. Os três estavam em perfeita sincronia e não foi surpresa quando gozaram seguidamente.

***


Alguns meses depois estava no estúdio de música trabalhando quando entrou a procura de um carregador de celular.

– Hey , pediu pra avisar que já preparou tudo para a viagem do final de semana. – o rapaz se referia a viagem que os três fariam juntos para a ilha de Jeju. Seria um final de semana intenso...
– Tudo bem, só preciso terminar de arrumar as malas. – o mais velho respondeu distraidamente enquanto digitava no computador. se aproximou devagar e sem que o outro percebesse tomou seus lábios com um beijo. correspondeu de forma instantânea e logo ambos arfavam com desejo. Eles não conseguiam permanecer sem se tocar por muito tempo. se ajoelhou e rapidamente puxou a calça de moletom do mais velho, logo colocando o membro já duro em sua boca. Ele era enlouquecido por chupar . No exato segundo em que o mais velho gemia se liberando na boca do amigo, entrou no estúdio. Ao ver a cena a sua frente, o mais novo do grupo ficou estático com os olhos estalados. tinha o amigo ainda na boca, terminando de lamber o liquido que escorria e parecia ter experimentado a melhor sensação do universo arfando por ar. Logo atrás de apareceu que logo riu em apreciação ao ver o que acontecia.

– Você também pode participar se quiser, . – a mulher falou enquanto piscava para o mais novo. Ele mordeu o lábio imaginando como seria experimentar seus melhores amigos da forma mais crua possível.

Então eles fecharam a porta.



Script feito pela pupila Ells.



FIM



Nota da autora: Ok. O que foi isso? Confesso que the other boy surgiu inesperadamente e eu escrevi tudo em um dia. Mas já que é pra escrever fanfic restrita, a gente não pensa muito nos limites, não é mesmo? A maknae line do BTS aguça bem a imaginação... Espero que alguém tenha lido, se leu comenta pra eu saber o que você achou.
Beijos e até a próxima!



Qualquer erro no layout dessa fanfic, notifique-me somente por e-mail.


comments powered by Disqus