<


Sunny Storm Clouds

Atualizada em: Mai/2024

piloto

— Goten, larga isso!
— Larga de ser chata.
— VOCÊ VAI QUEB–
CRAC!

— O que que eu ACABEI DE FALAR?
— Ei, ei — se aproximou, abanando a mão ao redor da cabeça de . — Não precisa criar uma nuvem à sua volta.
— Ele quebrou a minha cerâmica novinha! — se virou para o rapaz. Enquanto Goten tinha a pele bem branca, com um leve fundo acinzentado, tinha uma pele clara e amarelada. Bem parecida com o Sol.
O garoto sorriu, parando de abanar assim que as nuvens cinzas sumiram do recinto.
— Se estressar e criar uma tempestade não vai mudar nada.
se virou para o primo, ainda sentindo a raiva correr por todo seu corpo. Durante todo esse tempo, Fuka estava sentada no sofá, assistindo tudo em silêncio com um sorriso mínimo no rosto. De fato, sua presença era tão tênue quanto a brisa leve de um dia nublado.
Em um geral, mesmo com suas brigas com Goten, não se via sem seu grupinho de melhores amigos. Era cômico pensar no quanto se davam bem, mesmo sendo tão diferentes.
Ela, filha de Susanoo, deus da tempestade. Parecia caricato demais ela ser nebulosa e estressada, mas uma tempestade pesada, com céu bem cinzento, era a melhor forma de materializar o humor de .
Goten, seu primo, era filho de Raijin, deus do trovão. Ele era barulhento, vivia fazendo bagunça e seu hobbie predileto era irritar sua prima – e quase irmã, se considerasse o fato de terem sido criados sob o mesmo teto.
Fuka era filha de Fujin. Apesar de seu pai ter um perfil bem forte, como uma ventania gélida pré-furacão, Fuka era tranquila. Uma brisa suave seria a melhor forma de defini-la.
E também tinha . Ah, . Filho de Amaterasu, deusa do sol, e o primogênito. Era a personificação da antiga Família Imperial. De fato, se não tivesse nascido como um mero adolescente, ele seria o próximo da linhagem para assumir o trono.
Mas a deusa preferiu que ele tivesse uma vida normal.
— A gente vai ensaiar ou não? — Fuka levantou do sofá, indo para perto do teclado. já sentiu seu corpo todo enrijecer.
Ela odiava que encostassem em suas coisas.
— Só um instante, chamei uma pessoa para vir hoje — disse com um sorriso meigo, trazendo toda a atenção da estressadinha para si.
Quem ele chamou? Uma garota? Será que ele ‘tá namorando com alguém e eu não estou sabendo? Socorro.
, por que você já ‘tá formando outra nuvem? — Goten abanou com força as duas mãos, espantando a neblina cinza que começava a se intensificar.
— O que? — se assustou. Precisava prestar mais atenção em seus sentimentos oscilosos. — Desculpa, não percebi.
— Hm… — murmurou já se afastando.
Por outro lado, continuava pensativa, encarando do outro lado da sala, sorrindo para o celular. Não era o sorriso de sempre. Ele sempre teve um sorriso lindo, que ela amava mais que qualquer outra coisa no mundo.
Mas, aquele sorriso… Ela nunca tinha visto.
levantou o olhar, cruzando-o rapidamente com a garota, sem tirar a expressão feliz do rosto. Encarou os outros brevemente.
— Ela chegou! — e correu em direção da porta.
— Ela? — sussurrou, sentindo seu coração partir devagar.
Assim que a porta se abriu, jurou que o chão embaixo de seus pés fôsse ceder. Ela era linda. Pele clara e brilhante, cabelo platinado, comprido, liso na raiz e com leves cachos nas pontos, e cintilava ainda mais que a sua pele.
— Pessoal, essa é a Mahina, filha de Tsukuyomi — era óbvio que ela seria filha do deus da lua.
sentiu vontade de revirar os olhos.
— Minha namorada.
COMO É QUE É?


continua...



Nota da autora: Espero que você tenha amado esse capítulo tanto quanto eu. Para saber mais do meu mundinho de fics, me siga no insta!
~xoxo

HEY HEY! DEIXE SEU COMETÁRIO ICÔNICO BEM AQUI.

Qualquer erro nessa fanfic ou reclamações, somente no e-mail.


comments powered by Disqus