Contador:
Fanfic Finalizada

Capítulo Único

não tirava da cabeça o quanto aquilo era desnecessário e o quanto ela odiava estar ali. Sabia que com a aposentadoria do All Might cedo ou tarde isso aconteceria, mas nunca imaginou que precisava daquele circo inteiro, odiava atenção e naquele momento era necessário recebê-la. Ouvia a voz da apresentadora e só pensava no quanto queria ir embora, sua vontade era de escapar a qualquer momento e abandonar aquele espetáculo sem noção.
— Mesmo fora de combate por um tempo, ela subiu diretamente para o topo. No quarto lugar, “Windstorm Hero: Ms. Wind” — subiu no palco com a maior vontade de ir embora. Sabia que era uma honra, mas não conseguia deixar de odiar, mas logo se posicionou ao lado de Mirko e recebeu o sorriso da amiga, que sabia o quanto ela detestava aquilo. — Apesar de ter suspendido suas atividades, ele segue em terceiro lugar! Com a maior aprovação dessa rodada, “Fiber Hero: Best Jeanist!” — O homem não estava presente e a mulher o invejou por isso. já se preparava para o que vinha a seguir porque sabia que era um dos motivos que fazia com que ela odiasse ainda mais aquilo. — Número dois! Ele faz as coisas do seu jeito, mas é poderoso! Com um grande momento, ele chegou ao segundo lugar, “Wing Hero: Hawks”!
— Que exagero. — Comentou o herói número dois, se posicionando ao lado de e dando aquele sorriso lindo, que a fez revirar os olhos, pois sabia que o homem amava atenção.
— Ele foi temporariamente o primeiro lugar, mas hoje ele é realmente o verdadeiro número um! Ele esperou muito por isso, “Flame Hero: Endeavor!” — Concluiu finalmente a apresentadora e logo o herói das chamas se colocou ao lado do Keigo. — Nós decidimos fazer esse tipo de evento dessa vez porque entendemos como um ponto decisivo. — Prosseguiu a mulher. — Já se passaram três meses desde a aposentadoria do All Might, ainda há rumores de que nos falta um ícone, mas os super-heróis encarregados do futuro estão aqui. Trabalharemos ao lado deles para ter uma sociedade pacífica.
— O que você acha de ser o número um? — Perguntou Hawks, baixo, a Endeavor que o olhou e o ignorou completamente, fazendo Ms. Wind rir.
— E agora um comentário de cada um! — Anunciou a mulher passando o microfone para cada herói.
— Não me preocupo com os números. — Falou quando chegou sua vez. — Sou grata a todo apoio que recebi, mas eu não faço isso por fama, pois acredito que meu trabalho é trazer a paz.
— Quem vai ficar contente ao ouvir isso? — Falou Hawks interrompendo a mulher. — O Stain? — O silêncio reinou no local e a heroína só queria matar Hawks.
— Eu gostei de você! — Mirko elogiou na tentativa de deixar a mulher ao seu lado ainda mais brava. — Atrevido!
— Como sempre, você gosta de ser o centro das atenções, não é, Hawks? — Acusou cansada do ego enorme do herói.
— Me desculpe, meu amor, mas eu não consigo me controlar. — Ele estava abusando da sorte de estar na frente de milhões de pessoas para provocá-la sabendo que ela não faria nada. — Vejamos... — Tirou o microfone das mãos da apresentadora e começou a falar. — Se formos falar só de aprovação, o Best Jeanist ficaria em primeiro lugar com o impulso que ele ganhou quando parou de trabalhar. — Ele começou a voar fazendo a plateia se surpreender. — Em segundo lugar, eu, e em terceiro lugar, minha amável e incrível -chan. — só queria fugir dali o mais rápido possível e matar Hawks depois. — Então em quarto fica o Endeavor, vou pular os outros. — Prosseguiu o homem pássaro. — Mas eu acho que a taxa de aprovação é o número mais importante agora. — Endeavor o olhava com a cara de quem poderia carboniza-lo a qualquer momento. —- É hora mesmo pra ficar lembrando o que passou? Não acha que precisamos mudar como fazemos as coisas? Não temos mais um símbolo! — Continuava seu discurso incansável. — Neste “ponto decisivo”, por que aqueles que conseguiram menos que eu estão tão preocupados?
— Keigo é um completo babaca mesmo. — Disse a heroína número quatro para Mirko, que ria de tudo.
— Digam alguma coisa que pareça mais heroica. — O ar de arrogância que aquele homem emanava fez com que se preparasse para avançar em cima dele, mas foi segurada pela amiga coelho que estava amando aquele show. — Eu encerro aqui. — Logo ele pousou e entregou o microfone para Endeavor. — Agora vá em frente, super-herói com a aprovação menor que a minha.
— É incrível a capacidade dele de ser tão idiota. — Resmungou a mulher vendo o herói número um olhar com desprezo para Hawks e puxar o microfone de sua mão.
— Depois de todo o encorajamento desse jovem, não tenho muito a dizer. — O homem das chamas começou a falar. — Apenas me observem. — Depois dessas palavras Hawks o aplaudiu. Para muitas pessoas que estavam ali, poderia até ser uma forma de deboche, mas para ela sabia o quanto aquele homem admirava e respeitava Endeavor apesar de tudo.

XXXXXXX

sabia que algo daria errado depois do fim, então resolveu ir atrás de Hawks antes que algo acontecesse com a integridade física do homem. Chegou na porta onde o nome de Endeavor estava estampado e entrou sem qualquer cerimônia, vendo a cena mais incrível que poderia avistar naquele dia: Endeavor segurava Hawks pela gola enquanto o homem tentava se desculpar.
— Desculpe pelos problemas que eu causei, Endeavor. — Pediu o mais novo.
— O que você estava pensando, garoto? — Perguntou Todoroki.
— Todo mundo estava falando um monte de coisa normal e eu achei que precisava causar mais impacto. — O sorriso presunçoso não saia de seus lábios deixando Endeavor ainda mais nervoso.
— Você estava me testando, não é? — Rosnou o herói número um.
— Claro que não, na verdade eu estava ajudando. — Respondeu logo após ser colocado de volta ao chão. — Foi bom, não é? Eu não sou fã do All Might, nem nada do tipo e eu nunca quis ser como ele. Mesmo assim a aposentadoria dele foi um choque. — Continuou se acalmando. — Eu não estou dizendo que serei icônico como ele, mas eu acho que realmente precisamos de um novo líder agora. Estou aliviado, você foi maneiro.
— Não devia levar muito a sério o que esse tapado fala, Endeavor. — interrompeu a conversa, tomando a atenção dos dois homens para si. — Você deveria ignorá-lo, é o que eu sempre faço.
-chan, eu sabia que você viria para me salvar. — O homem sorriu para a mulher que revirou os olhos.
— Eu vim ver você apanhar pro Endeavor, mas vejo que ele é um homem bem complacente. — Respondeu recebendo uma careta em troca.
— Você nunca pensou que seria o novo líder? — Perguntou Enji.
— Parece que eu seria esse tipo de pessoa? — Questionou Hawks sorrindo. — Eu quero ter mais liberdade nas posições mais baixas. Lá pelo vigésimo e trigésimo lugar.
— Pessoas como você são as que eu mais odeio. — Ofendeu Endeavor. — Essa conversa acabou, vá pedir desculpas para os outros.
— Na verdade eu queria falar com você. — Pediu Hawks ao ver o outro herói lhe virar as costas.
— Keigo, você não acha que já foi longe demais? — Perguntou se intrometendo mais uma vez. — Você é muito sem noção, deixa o cara em paz e vamos embora.
— Está me convidando pra sair? — Perguntou ele com os olhos brilhando.
— Nem nos seus sonhos. Pra falar a verdade, eu...
— Com licença, -san. — Uma mulher entrou no local timidamente. Ela carregava um pequeno garoto em seu colo. — Mitsuharu-kun estava inquieto então resolvi traze-lo pra você. Me disseram que estava aqui, eu não queria interromper.
— Papa! — O garoto gritou ao ver a figura de Hawks, que logo correu para pegar o garoto.
— Haru-kun, como você tá crescido, meu menino! — Falou o homem agarrando o garotinho e o abraçando fortemente.
— Você viu ele ontem, Keigo. — Disse .
— Vocês são casados e têm um filho? — Perguntou Endeavor surpreso.
— Na verdade, Keigo é meu ex namorado e pai do meu filho. Não se pode questionar isso, infelizmente. — Respondeu a mulher.
— Voltando ao assunto, Endeavor, eu quero falar com você. — Pediu Hawks mais uma vez.
— Não quero saber! Vai embora! — Gritou o mais velho.
— Eu quero me unir a você. — Falou de uma vez. — Na minha terra natal, tivemos alguns relatos um tanto perturbadores. Você se lembra dos Nomu? — Aquilo logo chamou a atenção de Endeavor.
— Keigo! Para com isso. — Alertou .
— Você não precisa se preocupar enquanto eu estiver com o herói número um. — Hawks se aproximou da mulher e tocou seu rosto com a mão que não segurava seu filho. — Ele não vai negar.
— Você quer que eu vá com você? — Perguntou o herói das chamas interessado.
— Eu ficaria muito grato, pra falar a verdade. — Respondeu prontamente. — -chan, eu verei vocês depois, tá bom? — Ele entregou o garotinho para a mulher, fazendo os olhos encherem de lágrimas. — Ei, Haru-kun, não chore, o papai só vai resolver umas coisas e já volta. Cuide da mamãe pra mim.
— Ei, o que você acha que eu sou? — Questionou irritada. — Eu não sou uma donzela indefesa.
— Pelo amor de Deus, mulher, leve em consideração, eu estou tentando acalmar o garoto. — Falou apontando para o filho que ainda resmungava.
— Papa! — Gritou o garoto estendendo os braços para voltar para o colo do pai.
— Haru-kun, que tal a gente ver desenhos e comer frutinhas quando chegar em casa? — Rapidamente o menino parou de chorar e olhou para a mãe. — Nós vamos nos divertir enquanto o papai vai prender bandidos, não é?
— Desenho, mama? — Perguntou o menino limpando os olhinhos.
— Muito desenho — respondeu prontamente.
— Papa vai depois? — Pediu com tanto carinho que não tinha como a mulher recusar, na verdade não tinha como recusar algo para aquele menino.
— Claro, cara, não se preocupa. — Falou recebendo o sorriso mais lindo do mundo. — Eu só vou resolver aquele problema e volto rápido.
— Endeavor! — Chamou a mulher recebendo a atenção do herói. — Não que eu me importe, mas não deixe esse babaca fazer nada estúpido, não quero ver meu filho crescer sem pai. — Com isso ela saiu da sala rapidamente, não queria demonstrar o quão preocupada estava, afinal de contas.
— Ela estava falando pra eu cuidar de você? — Questionou Endeavor.
— Ela só não quer admitir que ainda tem uma quedinha por mim. — Hawks estava radiante, afinal de contas amava saber que a moça ainda se preocupava com ele.

XXXXXXX

O noticiário a deixou completamente perplexa, a luta de Endeavor e Hawks contra aquele Nomu foi realmente de arrepiar. Sabia que o homem era o número um por algum motivo e ele mostrou para todos a razão para o título. Sua preocupação, porém, era com o outro homem que o acompanhava. Sabia que Hawks definitivamente não tinha morrido, mas estava ansiosa, afinal ele permanecia tendo um vínculo eterno com ela, mesmo ela sabendo que o filho era somente um dos pretextos para se mostrar preocupada com ele. Estava em seu dia de folga e estava preparando o jantar enquanto o pequeno Mitsuharu brincava na sala com seus brinquedos. A campainha tocou e logo a mulher se prontificou a atender, se surpreendendo ao ver quem era. A figura do homem logo tomou passagem e entrou sem cerimônias dentro da casa.
— Keigo, não pensei que viria tão rápido. — Falou a mulher vendo o homem seguir para onde o filho estava e o abraçando fortemente.
— Quando se trabalha nesse ramo de herói, a gente nunca sabe o que pode acontecer. — Hawks começou já com o filho no colo deitado em seu ombro. — Eu não sei o que faria se não conseguisse ver vocês de novo.
— O que aconteceu, Takami? — A mulher, pela primeira vez em muito tempo, pronunciou seu nome, o deixando mais feliz ainda.
— Eu só estava com saudades, nada demais. — O sorriso do homem era como um tranquilizante para a mulher, apesar de tudo ela ficou feliz por ele estar bem.
— Vai ficar pro jantar? — Perguntou se dirigindo para a cozinha.
— Se você não se importar. — Relatou o rapaz olhando para o filho que mostrava cada um de seus brinquedos.
— Tudo bem então.
Foi uma ótima noite pra falar a verdade, ela não via o filho tão feliz há muito tempo e sabia que parte daquilo era pela presença de Keigo. Ver o menino dormir tranquilamente nos braços do pai era uma das imagens preferidas da mulher. Sabia que ela e o herói não estavam mais juntos, mas não significava que não o amasse mais; pra falar a verdade, o amor que sentia por Hawks nunca havia acabado e tinha certeza que nunca acabaria, mesmo distantes e com cada um vivendo sua vida, ele foi o homem que lhe deu o maior presente da sua vida, foi seu primeiro namorado e seu primeiro amor.
— Você não precisa ir tão tarde pra casa. — Falou ao ver Hawks sair do quarto do filho.
— Você vai deixar eu dormir com você, -chan? — Pediu o homem com os olhos brilhando fazendo a mulher rir.
— Não foi isso que eu quis dizer, seu idiota. — O rapaz se aproximou mais do que deveria e beijou a testa de com carinho.
— Você sabe que você e o Haru são as pessoas mais importantes na minha vida, não sabe? — Perguntou Hawks com o rosto próximo ao dela.
— Qual o problema, Takami? — Questionou a heroína. — Você não morreu.
— Eu não sou perfeito e nem nunca vou ser, eu só preciso que vocês saibam dos meus sentimentos, afinal a gente nunca sabe o que pode acontecer. — O homem lembrava claramente da sua missão enquanto conversava com a mulher. — Você sabe que mesmo separados, eu amo você com todo o meu coração, afinal você foi a mulher mais importante que surgiu na minha vida e me deu uma coisa que eu nunca tive, que é uma família.
— Keigo, tá tudo bem mesmo? — Perguntou a mulher segurando o rosto do rapaz e encarando seus olhos. — Você não precisa pensar nessas coisas, o Haru te ama mais do que qualquer coisa e, apesar de tudo, eu também. — Ela rapidamente juntou seus lábios e sentiu seu coração disparar ao sentir o calor do corpo do homem junto ao seu. Desgrudou seus lábios e olhou para o homem que ainda a abraçava. — Talvez eu deixe você dormir no meu quarto hoje.
— Você nem precisa falar duas vezes, mulher. — Hawks puxou a mulher pelo braço em direção ao quarto. Seu coração transbordava felicidade, ele sabia que mesmo com as coisas que tinha que fazer, nada derrubaria o amor que sentiam um pelo outro porque finalmente ele poderia sentir o calor do que era ter uma família.




FIM



Nota da autora: Oi oi genteeee, primeiro queria dizer pra vocês que eu tô me sentindo o Gabigol na final da libertadores de 2019 fazendo gol nos acréscimos porque tô enviando essa história quase às 23 horas do dia 31 de julho hahahaha Então eu revisei só por cima mesmo porque eu fiquei com muito medo de não dá tempo, então me perdoem por qualquer erro que possa ter na história. Eu queria dizer também que eu sou completamente apaixonada por Boku no hero Academia e quem me conhece sabe disso, inclusive o Hawks é o meu pro hero fave juntamente com o Best Jeanist então eu precisava escrever com ele. O caso é que pra quem não conhece o Hawks tem uma história muito incrível e eu só quero guardá-lo em um potinho e abraçá-lo pelo resto da vida para que ninguém faça mal algum a ele. Ele merece uma família, eu não gosto do Endeavor, mas ele merece ser reconhecido pelo herói que salvou a vida dele mesmo sem saber. Eu quero muito que o Hawks acabe a história criando uma família que ele nunca teve e que ele merece demais ter. Por fim eu queria ter colocado muita coisa, mas infelizmente não consegui, espero de coração que vocês tenham gostado e se apaixonem ainda mais pelo Hawks assim como eu me apaixonei. Não se esqueçam do comentário ><3 <3 <3
Tem o grupo no face pra vocês ficarem antenadas, Histórias da Mandy
AAAA Também fiz um insta se vocês preferirem me acompanhar por lá
MIL BEIJOS PRA VOCÊS SUAS LINDAS <3 <3
Nota da beta: Oi! O Disqus está um pouco instável ultimamente e, às vezes, a caixinha de comentários pode não aparecer. Então, caso você queira deixar a autora feliz com um comentário, é só clicar AQUI.



Fanfics de Anime:
Herdeira Namikaze
(Anime - Naruto/Em Andamento)
Gaara - Chronicles
(Anime - Naruto/Shortfic)
Kacchan (Anime – Boku no Hero Academia/Shortfic)


Outras Fanfics:
Ich Liebe Dich (Jogador de Futebol - Mario Götze/Finalizada)
Chuva de Arroz (Cantores - Luan Santana/Finalizada)
Mi Vida (Jogador de Futebol – Marco Asensio/Finalizada)

Fora de campo – Especial copa do Mundo (Jogador de Futebol – Philippe Coutinho/Finalizada)

09.Told you so (Ficstape/Little Mix – LM5)



Qualquer erro nessa fanfic ou reclamações, somente no e-mail.


comments powered by Disqus