Coque frouxo, Starbucks, férias de verão e amigos! O mesmo clichê de sempre. Mentira, porque não tem Starbucks nessa história, mas o resto talvez tenha, ou não, quem sabe. Não são apenas três amigas indo para a praia no verão e encontrando três garotos dos sonhos delas, se apaixonando e vivendo o felizes para sempre no final. É uma galera indo para a casa de verão da sua tia, todo mundo dormindo junto, dividindo colchão, cama e o que tiver, aquela farofa que a gente gosta, a galera se amando e se odiando. Aquelas férias que você pensa que todo mundo vai parar de se falar no final de tanta treta, mas pode ser que dê certo também. A vida é um mistério e o universo pode te surpreender. Vem viajar pela PCH com a gente, as férias de verão estão te esperando.


Contador:
Escrita por: Jaden Forest
Betada por: Ste

Capítulos 01 ao 10

– Gente, junta aqui. – B pediu, ficando de pé no meio da varanda, com uma garrafa de cerveja na mão. Então peguei minha taça de vinho que estava meio cheia e me aproximei, ficando ao lado de meu irmão. – Quero brindar a esse dia. – abriu um sorriso largo. – Por muito anos planejamos essas férias em grupo e nunca conseguimos reunir todo mundo, mas esse ano todos fizeram seus sacrifícios e deram um jeito para podermos estar aqui hoje. – olhou de relance para cada um de nós. – Uns vieram de muito longe. – encarou Harry, que estava na nossa frente. – Outros de um pouco mais perto. – agora observou Brad, que estava ao meu lado, dando um sorriso gentil para ele. – Mas eu queria mesmo agradecer àqueles que estão ao meu lado a vida toda. – o vi olhar para Liz, que sorriu abertamente. – E também aos que vieram ao decorrer do caminho. – mordi o canto de meu lábio, contente com suas palavras. – Conclusão, quero agradecer a todos vocês por estarem aqui. Por fazerem parte da minha vida e da minha irmã. Vocês são as pessoas que mais amamos e por isso que queremos que sempre estejam ao nosso lado. – Brendon me abraçou e eu passei o braço pela sua cintura. – Vocês são os melhores amigos que poderíamos ter, são a nossa família. Obrigado por tudo. – estava me segurando para não chorar emocionada. – Quero brindar à nossa amizade e a esse verão, que será o melhor de nossas vidas! – ele levantou sua garrafa para cima e eu minha taça.

Leia

Capítulo 11 em diante.

— Fico feliz em saber que faço bem a alguém e que esse alguém é você. — Passei meu polegar por cima do dele. — Porque você me faz sentir coisas que eu nem lembrava mais como eram, me faz sentir também coisas que nem sabia que era capaz. — Mordi meu lábio inferior com um pouco de vergonha de falar aquilo. — Você me faz feliz. Eu sou contigo alguém que não era há muito tempo. E quanto estou contigo sorrir se torna algo fácil e não uma coisa forçada e mecânica.

Leia