Contador:
Última atualização: 30/06/2020

UM

Acordei com alguns reflexos do sol iluminando o quarto e de imediato lembrei que não tinha lembrado de fechar a janela ontem depois que cheguei à noite e fui direto para a cama. Eu estava tão cansada devido aos shows dos últimos dias que não me senti nem um pouco mal por não ter nem trocado de roupa. Sentei na cama ainda com certa preguiça e reparei em cada detalhe do quarto que eu estava hospedada, na mais do que uma das melhores suites daquele Hotel resort. Levantei depois de alguns minutos e fui para o banheiro, que era super espaçoso e fazia jus ao quarto de tão bonito que era, me deixando sem vontade nenhuma de sair dali. Fiz a minha higiene matinal e me permiti demorar um pouco no banho quente a fim de relaxar e entrar na vibe férias. Saí depois de alguns minutos e me assustei com a mesa do café da manhã já posta e um buquê de rosas vermelhas na minha cama junto a um envelope. Apertei a toalha para que não caísse do meu corpo e caminhei em direção aos dois, imaginando de quem pudesse ser, já que ninguém sabia o número do meu quarto. Peguei o envelope e o abri me deparando uma uma caligrafia impecável.

Aproveite a estadia, senhorita !
Agradeço imensamente pela preferência e desejo ótimas férias. Toda a nossa equipe está à sua disposição, mas não hesite em me procurar caso precise de algo em específico.

Atenciosamente,
Sr.



Eu já tinha escutado sobre o Sr. , o dono daquele hotel e resort maravilhoso que eu estava, mas não imaginei que ele seria tão gentil e me mandaria flores. Alisei as rosas com as pontas dos dedos e devolvi o envelope com o bilhete para a cama e me sentei na mesa para fazer uma refeição decente desde o aeroporto, onde tinha sido encurralada por fãs e paparazzis. Mordi um sanduíche natural enquanto me servia com suco de laranja, direto da fruta e me senti ainda mais revigorada, então depois de alguns minutos me deliciando com as maravilhas que estavam naquele banquete, levantei e me dirigi ao closet onde estavam minhas malas. Não foi necessário tirar tudo que estava dentro, pois tinha separado a roupa de banho a fim de realmente facilitar a minha chegada naquele paraíso, no qual só reparei na vista de tirar o fôlego quando fui me olhar no espelho do outro e conferir o caimento do vestido soltinho que eu tinha escolhido. Peguei meu óculos de sol que estava na minha bolsa de mão e a minha chave do quarto, saindo logo em seguida. Andei pelo imenso corredor bem iluminado e decorativo, até que achei um elevador que tinha acabado de chegar, então me apressei para não perdê-lo, mas ele estava quase fechando até que uma mão o segurou, me fazendo suspirar aliviada e entrar rapidamente, o homem dono da mão entrou logo depois e me comprimentou com um sorriso que foi prontamente retribuído por mim.
— Obrigada por segurar o elevador.
Agradeci com simpatia, reparando naquele momento nos traços do homem ao meu lado. Ele era alto e seu cabelo estava bem arrumado para trás, a sua barba por fazer o deixava com ar de mistério e seu perfume era inebriante, combinando muito bem com a sua roupa casual e social ao mesmo tempo.
— Não precisa agradecer, é o mínimo por uma estrela.
Ele sorriu mais uma vez, me deixando sem jeito com seu elogio, que na voz dele não pareceu nem um pouco cafona, mas pelo contrário, muito atraente.
— Bem, eu me sinto lisonjeada.
— Você também está indo para o térreo?
— Sim! Obrigada por apertar, acabei me distraindo
Realmente eu tinha me distraído reparando cada detalhe perfeitamente do corpo dele desenhado naquela roupa. O elevador abriu no térreo e nós saímos em seguida.
— Eu sou , que prazer finalmente conhecê-la.
No momento em que eu escutei o seu nome, eu travei. Não esperava que ele fosse daquele jeito, digo, tão bonito. Então lá estava eu com a minha cara de assustada para o homem na minha frente. Tentei me recompor no mesmo momento e o respondi.
— Sinto muito não ter o comprimentado antes Sr. , não fazia ideia de como o senhor era.
— Senhorita ! Gostaria que me chamasse somente de , sinto que já somos próximos mesmo que a alguns minutos não soubesse como me reconhecer.
— Nesse caso, gostaria que me chamasse de . E me desculpasse pela falha.
— Feito!
Ele respondeu e em seguida rompemos em uma gargalhada nem um pouco justificada, o que me fez achar que estávamos rindo de nervoso.
— Obrigada pelas rosas e pela atenção com o café da manhã, . Estava tudo lindo e maravilhoso.
Sorri timidamente ao acrescentar e o encarei de modo que pudesse transparecer toda a minha gratidão naquele pequeno ato de atenção, já que nos últimos tempos mesmo com a Tour eu estava me sentindo sozinha.
— Como eu disse, , é o mínimo. Quer conhecer o resort comigo? A parte boa é que sou o dono e posso te encher de mimos pelo caminho.
Ele disse descontraído enquanto me oferecia seu braço e eu o seu braço, eu o aceitei logo em seguida.
— Mais mimos? Sinto que vou ficar mal acostumada.
— Não posso medir esforços para a minha cantora favorita.
— Vou fingir que acredito.
Brinquei com , empurrando seu braço musculoso de leve. Notei que ao passo que caminhávamos alguém que estava no sofá do hall nos encarava e senti meu coração quase sair da boca quando notei a pessoa um pouco mais de perto. Um misto de sentimentos me envolveu e eu parei de prestar atenção no que falava ao passo que sustentava o olhar de em nós dois.




Continua...



Nota da autora: Eu amei participar do especial One Direction- 10 anos e poder escrever essa fanfic que é baseada em uma das músicas que eu amo muito, Change Your Ticket. Espero que tenham gostado de cada parte. Agradeço por chegarem até aqui e peço que comentem o que acharam.♡


Instagram:

Leia também:
18. Scripted
07. True Romance
10. King Of My Heart
14. I Dream About You




Lembrando que qualquer erro nessa atualização e reclamações somente no e-mail.
Para saber quando essa fic vai atualizar, acompanhe aqui.


comments powered by Disqus