Contador:
Última atualização: 24/07/2020

Prólogo

>- Você é um mulherengo, sem coração, que só quer o que não pode ter e eu estou cansada de todas as coisas girarem em torno de você - As palavras que saíram da boca dela entraram como navalha no meu coração e eu não conseguia pensar em outra opção que não fosse me afastar para que ela pudesse ser feliz com qualquer outra pessoa. Eu poderia consertar as coisas se a deixasse ir, mas eu não conseguia pensar nisso sem que meu corpo entrasse em combustão - Você nunca está satisfeito com nada e na primeira oportunidade que teve estragou tudo, porque é só isso que você faz. E eu pensei que poderíamos ser amigos.
Ela disparou a falar mais algumas palavras enquanto segurava o choro e por mais que todo esse discurso de ódio fosse para me fazer inflar e realmente me afastar, eu só conseguia pensar na dor que ela estava sentindo, porque eu a tinha machucado.
- ! Você não pode me apagar da sua vida de uma hora para outra. Eu errei, mas estou aqui - Eu dizia cada palavra como se somente o seu reconhecimento pela minha culpa bastasse.
- Você não pode fazer merda e toda vez pensar que eu vou passar a mão na sua cabeça, - Ela enxugou as lágrimas que insistiram em cair e continuou - Eu não consigo mais acreditar em você.
- Eu te salvei dele, eu sei que está doendo em você por eu ter estragado o que você achava que era perfeito, mas ele só queria te enganar. - Eu disse depois de um momento de silêncio.
- Acho que não era só ele que queria me enganar. Deve estar escrito trouxa na minha testa. - Ela riu amargurada - Você o socou por nada e o acusou de coisas horríveis.
- Ele estava traindo você.
- Como em todas as vezes que falou mal dele quando ele te tirou do centro das atenções?
Eu respirei fundo e passei as duas mãos no rosto em pura impaciência. Ela não acreditava em mim e por mais que eu só quisesse defendê-la, eu tinha a exposto para toda a universidade com aquela briga.
- Porque eu amo você, - Eu disse olhando dentro dos olhos dela e apesar da confusão que se instalou, logo deu lugar a raiva.
- Não me procure nunca mais - Ela disse com uma determinação que eu nunca tinha visto antes e eu pude sentir cada parte do meu coração despedaçar ao passo que ela se afastava.
Limpei uma lágrima solitária, enquanto a observava abrir a porta do meu carro e sair em disparada para qualquer lugar fora do meu alcance. Eu não a segui. Mais do que ninguém sabia que ela precisava ficar sozinha, então dei partida no carro e deixei que as ruas movimentadas me levassem para qualquer lugar também. Eu tinha acabado de perder a minha melhor amiga, porque não conseguia expor o que estava sentindo e quando eu finalmente consegui, era tarde demais.
Não sei que horas cheguei em casa, mas preferia não ter chegado, porque tudo me fazia lembrar de todas as vezes que ela tinha estado ali e de nossos momentos. Ela era a pessoa mais alegre que eu conhecia e agora ela estava triste e então tudo ao meu redor tinha se tornado cinzas outra vez.


Continua...



Nota da autora: Eu sei que foi um trecho curtinho, mas espero que tenham gostado. A história ainda está bem no começo, mas já tenho vários planos para deixar todo mundo de cabelo em pé . ♡♡♡ Obrigada pela leitura e até breve.





Outras Fanfics:
18. Scripted
07. True Romance
10. King Of My Heart
14. I Dream About You
10. Flowers On The Grave


Qualquer erro nessa fanfic ou reclamações, somente no e-mail.


comments powered by Disqus