Contador:
Última atualização: 12/11/2021

Prólogo

Na grande sala com paredes cheias de tecidos da cor vermelha, em alguns, havia um círculo quase fechado e duas riscas no meio, que se formavam uma cruz – um símbolo do soberano que morava ali, representando o amor por sua terra, o amor que gostava de comparar ao mesmo que sentia pela pessoa a qual estava sendo discutida ali. A sala ocupava a parte central do castelo. Estavam sentados ao redor da grande mesa retangular de madeira antiga dois líderes de províncias distante, mas que tinham muito a oferecer uma para outra. Eles sabiam disso, por isso aquela negociação era tão importante.
Os senhorios dos reinos se reuniram porque acharam que isso não era assunto para os mais jovens resolverem. Apesar disso dizer totalmente respeito a eles, o príncipe havia ficado onde pertencia a sua família, e a princesa, mesmo seu pai achando que ela não faria nada para atrapalhar, foi mantida no quarto mais distante da onde estava ocorrendo a presença da visita vinda de tão longe. Tinham sido colocados dois guardas apenas para ficar de olho.
Não queria prender a sua primogênita, até porque sabia que ela daria um jeito, se quisesse realmente escapar. Amelie havia sido treinada, desde quando seu sexo no nascimento foi descoberto, para ser uma boa esposa. Apesar de ter seguido essas ordens, aprendeu sobre muitas outras coisas, mas uma coisa que não lhe podia ser ensinada era o amor que sentia pelo seu povo e suas terras, esse que compartilhava com o seu pai. Por conta disso, não questionava o que estava acontecendo ali ou o que aquilo iria acarretar. Sabia muito bem. Afinal, nas coisas que tinha aprendido por conta própria, tinha aprendido sobre negociação e política. Entretanto, por aquele amor, ela estava disposta a lidar com as consequências ou, pelo menos, lidar com as que ela imaginava que seriam.


Capítulo 1

A movimentação no lugar parecia não cessar. Nunca havia se visto tantos serviçais naquele ambiente ou, pelo menos, nunca havia sido notado pelo fato de todos eles ficarem espalhados pelo castelo, cada um ocupado com suas próprias tarefas diárias, mas não era o caso ali agora. O casamento estava chegando, e esse não era o tipo de festividade que poderia ser visto frequentemente.
Na província inteira, só se comentava sobre isso. Os boatos corriam pelos campos, pelas casas e, principalmente, dentro do castelo. A princesa não havia sido apresentada aos súditos completamente ainda, e isso fazia com que as pessoas que tinham acesso a ela comentassem bastante sobre.
Muito se falava da sua pouca troca de palavras e de sua aparência, que era descrita como estonteante sempre. Algo que seu futuro parceiro não podia discordar, já que não conseguia parar de pensar em como ela era bela.
Ela parecia ter perdido um pouco do seu espírito de aventura, este que sempre havia sido elogiado pelo seu pai. Não havia ainda sequer explorado algo daquela fortaleza, se limitava ao seu quarto e ao salão, onde acontecia seus jantares com a proposta de conhecer seu futuro marido.
O príncipe, herdeiro daquilo tudo, não estava passando tanto tempo como gostaria com Ammelie. Eles iriam se tornar íntimos em pouco tempo, e seu plano de conhecê-la melhor antes disso não estava sendo colocado em prática. Casar-se com uma herdeira de outro lugar implicava em assuntos que seu pai dizia que ele, como homem, deveria aprender e resolver. Ele não se sentia completamente pronto para tudo aquilo, mas sempre escutava o mais velho e fazia o que lhe era solicitado. Não sabia, mas essa era uma das coisas que tinha em comum com a sua futura esposa.
Com a cerimônia chegando, parecia que, conforme as coisas iam ser resolvidas, mais coisas apareciam – pelo menos da parte de Alair era esse o sentimento. Da parte de Amme, ela sentia como se não estivesse fazendo algo.
Os arranjos, a forma como a mesa ia ficar colocada, convidados, nada disso passava pela opinião da noiva, a outra peça de um quebra-cabeça que tinha somente duas peças, e ela não entendia por que as pessoas de fora tentavam fazer com que ele fosse de mais. A única coisa que tinha ficado a mando dela era o seu próprio vestido, que havia lhe rendido a companhia da costureira.
A senhora vestindo roupas simples, mas limpas, sempre batia três toques na porta do seu aposento e entrava com certa dificuldade, carregando as coisas que faziam parte de seu trabalho. Já era a terceira vez que estava ali, se a contagem de Amme estava certa. A primeira ela tinha vindo perguntar sobre os gostos da futura mulher a ocupar o trono. Foi uma conversa, quase que um rebate de questionamentos e respostas rápidas, até que Marzi, que ela descobriu ser o nome dela, ficou surpresa com um pedido, talvez o mais importante feito por Ammelie.
— Quando foi me falado sobre a cor do vestido, senti como se estivesse fazendo algo proibido.
— Não se sente confortável para costurá-lo?
— Eu disse que senti como se estivesse fazendo algo proibido, não que não gosto dessa sensação.
Ammelie soltou uma pequena risada devido à resposta da senhora. Não se lembrava da última que havia tido uma conversa por mais de alguns segundos com alguém desde que chegara ao castelo, mas Marzi sempre conseguia arrancar algo mais longo dela.
Estar em pé já não era tão desconfortável para ela. Quando percebeu que aquilo levaria mais de alguns minutos, apenas se entregou aos alfinetes da senhora, estes que ela não sentia em seu corpo. Mesmo sendo a única costureira pela província, sem dúvidas era uma das melhores e sem dúvidas também, na opinião dela, a mais simpática que já havia lidado.
Ammelie evitava pensar, mas quanto mais se encontrava com a senhora, mais ansiosa ficava. Aqueles pequenos detalhes mais presentes significavam que seu casamento estava chegando, e ela não tinha certeza se estava preparada para aquilo.


Continua...



Nota da autora: Oiii amores, tudo bem?
Eu nem sei como começar me desculpando pela demora desse capítulo, a verdade é que eu não sabia direito como começar essa história, da qual eu estou muito animada para contar para vocês, ainda tem muita coisa para acontecer, por isso resolvi deixar esse capítulo mais curto também, espero que vocês tenham gostado, logo logo tem mais <3 Obrigada para quem leu <3





Outras fanfics:
One Chance - Bandas/One Direction/Em Andamento
The Measure Of Love - K-Pop/GOT7/Em Andamento
De Libro in Medium - K-Pop/GOT7/Em Andamento



Qualquer erro nessa fanfic ou reclamações, somente no e-mail.


comments powered by Disqus