FFOBS - The Beauty Of Being Broken, por Julia M.

Última atualização: 18/12/2019

Prólogo

Não sei quantos dias permaneci ali.
A verdade é que a gente perde a noção do tempo. A água faz um ótimo trabalho em abafar o som da cidade.
Vi o sol nascer e a lua agitar o oceano algumas vezes. Sete, talvez dez. É tudo tão pacífico quando se está submerso que se preocupar com detalhes como esses parece frívolo.
O tempo costumava ser precioso. Agora já não o conto mais.
Os dois policiais e o médico-legista observaram a fragilidade de meu corpo com pesar. Minha pele nunca fora dourada como sol, mas eu tinha ciência que estava ainda mais pálida naquela maca.
- Quantos anos acha que ela tem? – o homem fardado com uma majestosa barba adornando o rosto indagou, apontando o flash da lanterna diretamente para o meu rosto.
- Vinte e cinco ou vinte e quatro. Talvez até menos – o médico-legista se curvou levemente para verificar as escoriações em meus pulsos. Seus olhos cintilaram entre as algemas que envolviam meu braço e o saco de feltro acoplado a ela; a singela garantia de que eu não conseguiria emergir nem se eu tentasse.
Uma chave pendia da corrente prateada em meu pescoço - minúscula o suficiente para abrir as algemas, os policiais tinham certeza. Mas o terceiro insistia que ainda não tinha autorização para tentar removê-las dali. A cena podia parecer um suicídio, mas a possibilidade de um homicídio não podia ser descartada.
Eu tinha certeza de que, se estivesse ali, estaria pensando que mesmo após a morte, minha vida ainda trazia dúvidas. Ele sempre me dizia que conhecíamos as pessoas de fato pela maneira que saiam de nossas vidas, e não pela maneira que elas entram.
Acho que ele tinha razão. Assim como eu, minha morte permanecia uma incógnita. E eu estaria mentindo se dissesse que não planejei que tudo terminasse assim.
Sempre pensei que a pena era o pior dos sentimentos. Até sentir o sabor da culpa.
Eu podia lidar com os olhares penosos e curiosos sob meu corpo vulnerável.
Principalmente por saber que a temerosa culpa, que por tanto tempo tinha pesado em meus ombros, havia finalmente sido afogada comigo.
Agora eu só precisava torcer para que se mantivesse longe da verdade.




Continua...



Nota da autora: Oi, meninas! <3
Queria avisar que, apesar de ser uma long, essa fic vai ser bem curtinha. Penso em dividi-la em apenas três partes.
Espero que gostem dessa nova leitura!


Participe do grupo no facebook para não perder as atualizações





Outras Fanfics:
Shades Of Cool | Restritas – Originais – Em Andamento
Me, My Teacher and Our Secrets | Restritas – Originais – Em Andamento
Chaos Theory | Restritas – Shortfic

Qualquer erro nessa fanfic ou reclamações, somente no e-mail.


comments powered by Disqus