Contador:
Última atualização: 20/07/2020

Parte Um

2019

se remexeu de forma desconfortável na cadeira com a saída de mais uma candidata de sua sala, já era a quinta entrevista do dia e nenhum candidato parecia lhe agradar. A vaga em questão era para coordenador de qualidade, cargo de confiança. O contratado seria seu subordinado direto já que ela era gestora daquela área.
Faltavam apenas dois candidatos para que aquela tortura finalmente terminasse, ou não. Estava apostando suas fichas, senão teria que fazer um novo processo seletivo, e ela não estava com tempo para isso, infelizmente, a vaga deveria ser preenchida com certa urgência.
Escutou batidas na porta, e autorizou a próxima pessoa a entrar, abaixou a cabeça, tentando desanuviar seus pensamentos e focar totalmente na pessoa que estava ali.
- Boa tarde. - escutou a voz, e logo deduziu que era um homem a sua frente, levantou a cabeça e chocou-se com a imagem que viu, sentiu a boca secar.
- Boa tarde, sente-se, por favor. - forçou um sorriso educado, o rapaz o fez, mas não conseguia direcionar seus olhos para outro lugar, senão para a face dela, como esqueceria daquele rosto? Das promessas feitas? - Qual é o seu nome?
- , . - ele conseguiu pronunciar com a voz fraquinha, mas isso ele tinha certeza que ela sabia, ou tinha sido marcante apenas a ele?
Ela suspirou soltando o ar aos pouquinhos, era ele, simples assim! Depois de tantos anos o seu estava a sua frente. Era incrível, mas sentia as mesmas coisas de antes...

2009

Caribe, era muito linda mesmo, seria a viagem perfeita se ela não tivesse tão fragilizada daquele jeito… August, era tudo sobre ele. Aquela viagem seria dos dois, se ele não tivesse sido um tremendo babaca e a traído.
O mínimo que ele poderia fazer era ter devolvido a passagem aos pais dela. Agora ela desfrutava a viagem com sua melhor amiga e prima , queria estar mais contente e receptiva, mas não parecia tão fácil como ela imaginaria que seria.
Havia outro adendo, depois que aquele sonho de verão passasse ela deveria estar pronta para enfrentar a faculdade, ela tinha noção que as coisas seriam completamente diferentes quando voltasse para casa, afinal, o ensino médio havia ficado para trás.
- Pensei de assim que almoçarmos, irmos direto para a praia, o que acha? - sorriu enquanto bebericava um drink vermelho, que tinha gostinho de morango, despertando para a conversa.
- Vamos. Confesso que se eu for para o quarto agora vou querer dormir, e precisamos aproveitar ao máximo isso aqui. - deu de ombros.
- Isso, animação, August não merece que a gente não curta essa viagem, já postamos várias fotos incríveis, tenho certeza que ele viu. - deu uma piscadela a amiga.
- Se ele está vendo ou não, nem me importo, é só um babaca asqueroso mesmo, quero passar uma borracha e focar no meu futuro.
- Gosto disso. Um brinde - levantaram seus copos e o tilintar foi ouvido, elas deram uma golada no drink. - Quatro dias, está acabando, . - fez um biquinho engraçado e elas riram.
- Com licença, garotas. - o garçom chegou com dois drinks de cor amarela em sua bandeja, deixando para que elas bebessem.
- Ei, espera, não pedimos nada. - comentou com seu espanhol carregado, tinha o cenho franzido.
- Não pediram mesmo, isso é cortesia daqueles dois rapazes ali. - apontou para a mesa do fundo, as fazendo direcionar seus olhares para o lugar. Os dois homens acenaram em cumprimento. - Com licença.
- E são gatinhos, amiga. - abriu um enorme sorriso, acenando de volta. - Qualquer um dos dois eu pego, estamos no lucro. - abriu um sorriso forçado. Digamos que estar com garotos naquele momento não era algo que ela estava contando, ela queria passar aqueles dias somente ela e a prima.
- Sim, são mesmo. - respondeu sem qualquer vontade.
- Que desânimo, nossa! - ralhou. deu uma bebericada no drink. - Experimenta, é bem docinho. - levantou o copo, cheirou o drink, mania que sempre tinha, e bebeu um pouco do conteúdo.
- É gostoso mesmo, tem razão.
- Ah, meu Deus, eles estão vindo para cá, não acredito. Meu cabelo está como? - Scar revirou os olhos.
- Está lindíssima como sempre. - abriu um enorme sorriso, confiante.
- Olá, meninas, gostaram do drink? - o rapaz mais forte comentou, com um sorriso que fez perder o ar.
- Gostamos, muito, como se chama? - foi quem respondeu.
- Mojito de maracujá. - quem respondeu foi o rapaz mais magro.
- Certo. - sorriu novamente. - Mas sentem-se, por favor. - os dois puxaram duas cadeiras e se sentaram. suspirou baixinho, os dois eram realmente bonitos, ela queria estar no clima para flertes, mas ainda não sentia-se pronta.
- Mas então, como se chamam? - o rapaz mais forte perguntou.
- Me chamo , e essa é a , somos primas e muito amigas também. - respondeu pelas duas. - E vocês?
- , e esse aqui é meu amigo . - o rapaz que havia apresentado o nome da bebida fez as honras pelos dois.
- Prazer em conhecer vocês. - era quem tinha respondido novamente, não queria falar, a verdade era que ela não queria aqueles dois ali.
- Vocês são de onde? - perguntou, enquanto bebericava seu drink.
- Londres, sim, nós viemos de muito longe para conhecer esse lugar tão lindo. sempre teve como sonho conhecer essa ilha. - tinha os olhos brilhando.
- Que coincidência, também somos britânicos, mas moramos em Doncaster. - deu uma piscadinha a , deixando claro que seu interesse era nela. Tiveram uma longa troca de olhares.
- Muita coincidência mesmo, quem diria. - mordeu levemente os lábios.
- Podemos andar um pouco pela praia, o que acha? - arregalou os olhos, ela sabia que estava interessada demais no rapaz e ela sabia o que viria a seguir.
- Só aceito se quiser ir, estávamos combinando há poucos minutos que assim que terminássemos nossos drinks daríamos uma volta.
- E então, ? - ela assentiu com a cabeça, incapaz de proferir qualquer coisa.
- Feito, então vamos. - os viu se levantar, e deixou que eles saíssem antes e segurou .
- Essa viagem era para ser só nossa, sem garotos, você se lembra? Sabe que eu acabei de sair de uma relação tempestuosa, tudo o que eu preciso é de um tempo para mim. Você prometeu!
- Me desculpe, estava indo tudo bem, mas, poxa, você viu o ? Ele é gato demais… - piscou os olhos de forma fofa. - Olha, você não precisa ficar com o , só me dá uma forcinha, eu não posso perder essa oportunidade.
- Vamos? - as chamou e derrotada os seguiu.

- , não é? - tentou um diálogo com ela, que assentiu com a cabeça a sua pergunta. Como imaginava, e caminhavam um pouco mais a frente, conversavam e estavam muito bem entrosados. Diferente dela, que estava bem deslocada ao lado dele. - Você é muda? - perguntou inocentemente, e ela teve vontade de rir.
- Não, não sou. - respondeu direta. suspirou, mas estava obstinado, não desistiria dela.
- Eles estão se dando bem. - referia-se a e , os dois, naquele momento, estavam sentados na areia perto do mar e conversavam bem próximos.
- Pois é… - limitou-se a responder a isso.
- Você não é muito de falar, não é? - a encarou, curioso.
Ele tinha gostado dela no momento em que a viu entrar no bar, foi ele quem deu a ideia de enviarem os drinks para elas, concordou mais para ajudar o amigo, apesar de depois perceber que era muito atraente.
- Eu… - suspirou. - Me desculpe, . Na verdade não estou em um bom dia. - mentiu.
- Bom, então eu falo por mim e por você. - abriu um lindo sorriso, que derreteu um pouquinho o coração de gelo dela. - Me chame de , por favor, sem tantas formalidades. Tenho 18 anos, moro com meus pais, mas passei na BPP University, então isso será por pouco tempo. Como o disse, somos de Doncaster, nos conhecemos desde pequenos, somos vizinhos, além de termos estudado juntos no High School. É, ele é meu melhor amigo. - deu de ombros. - Viemos para comemorar o aniversário dele, estamos gostando bastante daqui. Ah, tenho cinco irmãs.
- Uau, cinco irmãs? - ele assentiu. - Que loucura!
- Sim. - sorriu, e ficaram calados - Bom, essa é a hora que você me conta um pouquinho sobre você também. - ela fechou os olhos, suspirando fundo.
- Você não vai desistir, não é? - ele negou várias vezes com a cabeça. - Ok, também tenho 18 anos, passei para a universidade de Cambridge - ele a olhou chocado, ela era muito inteligente. - Sou filha única, moro apenas com a minha mãe, temos um cachorro chamado Dodge. é minha prima e somos muito amigas.
- Certo, e você namora? - tentou ser sutil ao questionamento, mas sua vontade era de perguntar aquilo desde a primeira vez que colocou os olhos sobre ela.
- Não mais, sai de um término recentemente, seria ele aqui no lugar da . - fechou o sorriso, aquele assunto era muito delicado, percebeu.
- Poxa, mas pensa pelo lado bom, quer coisa melhor do que estar ao lado de sua melhor amiga?
- Teoricamente, porque ela acabou de me trocar pelo seu melhor amigo. - apontou os dois que se beijavam como se suas vidas dependessem disso, arrancando uma risada fácil de . O rapaz era muito risonho, coisa que Scar internamente admirou, por ser o contrário de si.

- E então? Se deu bem com o ? - se aproximou com um enorme sorriso, depois que as duas se despediram dos dois rapazes.
- Não como você e o , mas conversamos sim, ele é legal, mas não romantize, , eu não vou ficar com ele. - revirou os olhos.
- Trocaram números? - Scar negou com a cabeça. - Mas eu troquei com o , então vai se acostumando, nos encontraremos de novo.
- Você e o . - deu uma piscadinha marota, aquele seria o primeiro e o último encontro deles.
- Será mesmo, ? Tenho minhas dúvidas...



Continua...



Nota das autoras: Oi, meninas! Primeira parte dessa história, espero que continuem comigo para finalizarmos juntinhas. Não esqueçam de deixar um comentário! Beijoos <3



comments powered by Disqus