Promove #016

Publicado por Vivi em 19 de janeiro de 2015

Todos os meses autora, fic e shortfic do mês são escolhidas pelo twitter do site. A autora do mês tem direito à entrevista, e agora as outras premiações também terão um espacinho para destaque nos posts. É o nosso singelo “Parabéns” a elas.
Depois de decididas, as autoras das fanfics escolhidas por votação redigirão um pequeno texto sobre a própria história ou liberarão um teaser. Se em algum momento surgiu a curiosidade sobre o que era a fic/shortfic do mês, agora é a hora de conhecê-la pelas mãos das autoras.

Amor em Jogo by Cah Sodré — Shortfic do mês de Novembro/2014

“It started with a kiss, now we’re up to bat. A little bit of laughs, a little bit of pain… I’m telling you, my babe: It’s all in the game of love.”

His Best “Lesbian” Friend by Rooxy — Fic do mês de Novembro/2014

“A ideia de HBLF surgiu no meio de 2009, quando eu estava no ensino médio e acabei fazendo muitas amizades homossexuais. E não porque eram homossexuais, mas porque eram pessoas. Pessoas que conheci e comecei a conviver – e aí, conheci o preconceito. Sem entender direito o motivo daquilo, eu ligava o “e daí?” e bola pra frente, acabei virando uma queridinha. Todos do grupo que não me conheciam chegavam perguntando se eu era gay também e respondiam que eu era “simpatizante”, entre outros, e eu apenas ria. Gostava daquelas pessoas pelos mesmos motivos que eu gostava de qualquer pessoa – humor, carisma, companheirismo, lealdade. Ser ou não gay não mudava em nada. Bem no começo, uma amiga nova fez questão de me contar que era lésbica. Foi uma coisa grande pra ela, e eu notei como era importante para ela estar dizendo aquilo pra alguém que estava conhecendo. Pra mim, não fazia diferença, mas pra ela era tudo. E, claro que, na lógica absurda do ensino médio, alguém acabou achando que eu era lésbica e me perguntou. Ri na cara do amigo, que foi quem teve a coragem de me perguntar, e mandei “E se eu fosse? O que vocês têm a ver com isso?” e – POP! – HBLF pipocou na minha mente.”

Todos os textos publicados foram redigidos pelas próprias autoras. Para ler os outros posts, clique aqui.

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários