CAPÍTULOS:
[1]






Última atualização: 26/08/2017

A escrita que se tornou real...


Eu não sabia como aquilo havia começado, quando me dei conta estava correndo em um labirinto de altos arbustos. Parei por um momento e levantei meu olhar para o céu, o sol estava sendo escondido pela lua, formando um eclipse completo do sol, tudo escuro em minha volta, me fez ficar ainda mais assustada.

Ao longe ouvi um uivo forte e alto, fazendo meu corpo arrepiar instantaneamente. Olhei para minha direita e avistei uma luz que aos pouco foi se apagando, voltei a correr novamente. Mesmo que eu não tivesse tanto fôlego assim, por ter uma vida razoavelmente sedentária, não iria desistir de sair daquele lugar estranho.

Minha respiração começou a ficar cada vez mais descoordenada, me deixando sem fôlego, senti uma breve tontura seguida de falta de ar. Aos poucos minhas pernas foram desacelerando o ritmo, até que eu parei de correr para recuperar meu fôlego, apoiando minhas mãos em meus joelhos, expirava forte o ar para que pudesse voltar ao normal.

Foi quando uma névoa densa e rasteira começou a surgir em minha volta, de alguma forma estranha eu já estava na saída do labirinto. Ergui minha face e notei que diante de mim estava uma floresta escura e sombria, de onde toda aquela névoa saia, uma leve brisa passou por mim, fazendo os pelos do meu corpo se arrepiarem.

A cada passo que eu dava adentrando a floresta, sentia dentro mim crescer uma sensação de que algo ruim estava para acontecer, entretanto era melhor encarar aquela névoa do que continuar no labirinto. Minutos de caminhada, um barulho surgiu atrás de mim, ao olhar era uma coruja, coloquei a mão na altura do meu coração respirando fundo.

Ao desviar meu olhar para o lado, lá estava um lobo negro com suas presas afiadas para fora me encarando, dei um passo para trás no susto e acabei tropeçando em um tronco seco e podre, consequentemente caindo. Voltei meu olhar para o lobo que já estava se preparando para pular em minha direção, aquilo me fez tomar um impulso me levantando do chão e começando a correr novamente.

Talvez fosse pior, pois estava me afundando ainda mais na densa névoa, mas o pouco de energia que ainda tinha, eu precisava correr o máximo que podia. Cheguei ao topo da colina e me desviei de algumas rochas, passando ao lado delas senti meus pés serem presos por algo, me deixando ainda mais agoniada.

Agachei para tentar me soltar, e percebi que eram raízes de árvores que começaram a se emaranhar nas minhas pernas.

— Uhhhullll — mais uma vez o som forte daquele uivo soou próximo a mim.

Mais que depressa afastei as raízes e me levantei, para sair daqui. Entretanto algo de estranho aconteceu e me desequilibrei sem nenhum motivo, meu corpo desabou ao chão e começou a rolar morro a baixo. Quando finalmente consegui parar, minha cabeça pareceu meio zonza, tinha batido em algum lugar, pois escorria sangue do alto de minha testa.

— Oh céus, o que está acontecendo comigo. — sussurrei enxergando tudo meio embaçado — Que lugar é esse?

Dei alguns passos cambaleando, quando senti uma mão fria tocar em meio ombro.

— Oh, está perdida minha criança. — disse uma estranha mulher de cabelos grisalhos e voz aguda — Deixe-me cuidar de você.
— Senhora, onde estamos? — perguntei apertando meus olhos para que minha vistas melhorassem.

Me perguntava de onde aquela mulher tinha saído.

— Logo estaremos em casa. — respondeu ela me guiando para a direção de uma velha cabana que caía aos pedaços.
— Não. — sussurrei tentando me soltar dela.

Eu havia me lembrado de minha casa, não era daquela forma. Pior ainda, aquela mesma pergunta do início havia retornado em minha mente. Como eu havia chegado naquele lugar?! A última coisa que me lembrava, era de estar no meu quarto fazendo a revisão do livro que eu tinha acabado de escrever, o que me deixava ainda mais confusa.

A mulher de repente começou a apertar meu braço me puxando em direção a cabana, minha reação imediata foi empurrá-la para longe de mim, tentando me soltar dela. Foi neste momento que ela soltou meu braço e no impulso, meu corpo tombou para trás, caindo dentro de uma cova cheia de ossos secos.

- x -

Eu acordei no susto, sentindo falta de ar. Ergui meu corpo ficando sentada na cama e olhei para a janela, estava chovendo forte naquela madrugada. Respirei fundo retomando meu fôlego e me levantei, olhei novamente para a cama e lá estava a cópia do meu livro, que estava revisando.

— Ah, eu não deveria dormir enquanto estou trabalhando. — sussurrei para mim mesma — Ainda mais depois de escrever um livro de terror.

Aquele auto conselho era bom, afinal tinha acabado de acordar de um pesadelo agonizante. Caminhei até a escrivaninha para tomar um pouco de água, porém tanto a jarra quanto o copo estavam vazios, me espreguicei um pouco ao me voltar para a porta do quarto, não queria ter que ir até a cozinha.

Desci as escadas tranquilamente até que o barulho de algo caindo surgiu, senti um frio na espinha de imediato e cuidadosamente terminei de descer o último degrau. Assim que cheguei na cozinha e não vi ninguém, soltei um suspiro de alívio, era somente uma coisa louca da minha cabeça.

— Ah , precisa parar com essas paranoias. — sussurrei para mim mesma.

Caminhei até a geladeira e peguei uma garrafinha de água. Ao fechar, me deparei com um homem ao lado da porta de saída da cozinha para o jardim, o som de um trovão soou lá fora, seguido de um relâmpago.

Isso fez com que um feixe de luz iluminasse os olhos vermelhos dele. Assim, erguendo sua mão, o homem encostou o que pareciam suas garras no vidro da porta e riscou, como se estivesse afiando ainda mais.

Aquela mesma sensação de algo ruim havia voltado para mim, senti meu corpo congelar e meu coração acelerar ao mesmo tempo.

 

“Então dê-lhes sangue, sangue, galões do negócio,
Dê-lhes tudo que puderem beber e não será o bastante,
Dê-lhes sangue, sangue, sangue...
Pegue um copo, pois haverá uma inundação.”
- Blood / My Chemical Romance



The End!!!



Nota da autora:
(26.08.2017)
Annyeonghaseyo!!! Mais uma fic, confesso que no início só tinha uma pequena ideia do que escreveria para essa música,
Mas espero ter conseguido pegar a essência da música e feito algo legal!!!
Me desculpem qualquer de gramática ou betagem, eu só vejo isso depois que a fic entra no site, não desistam de mim, kkkk...
Críticas e elogios sempre serão bem-vindos!!


Minhas fics no FFOBS:

| 04. On My Mind (Ficstape Ellie Goulding) | 05. Así Soy Yo (Ficstape RBD) | 05. Sweet Creature (ficstape Harry styles) |
| 07. Never Been Better (ficstape Olly Murs) | 11. As You Are (ficstape Charlie Puth) | 13. I Won't (Ficstape Little Mix) |
| 14. Blood (Ficstape My Chemical Romance) | 14. Goodnight Gotham (Ficstape Rihanna) | 17. Trust (Ficstape Justin Bieber) |
| 16. Nothing But Trouble (ficstape Charlie Puth) | Beauty and the Beast (Contos Dia dos Namorados) | Beauty and the Beast II | Coffee House |
| Cold Night | Crazy Angel | Destiny's | É isso aí (mixtape Brasil 2000) | Electrick Shock (Especial Challenge #18) |
| Evidências (Especial: Arraiá) | First Sensibility | Genie | I Am The Best (mixtape Girl Power) | I Need You... Girl |
| Love of My Life (mixtape Classic Rock) | My Little Thief | Piano Man (mixtape Girl Power) | Photobook | Promise (Contos de Halloween) |
| Quem de Nós dois (mixtape Brasil 2000) | Sem ar (mixtape Brasil 2000) | Smooth Criminal | The Boys (mixtape Girl Power) |
| TVXQ: Tohoshinki | Wind Of Change (mixtape Classic Rock) |


Redes Sociais:
Ask PM² | Grupo Pâms Fictions | Página Autora no FFOBS


Bjinhos...
By: Pâms!!!!
*Ps.: o link das fics vocês encontram na minha página da autora!!




comments powered by Disqus




TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO SITE FANFIC OBSESSION.