Quando a competitividade aflora entre dois jovens que estão acostumados a sabotar um ao outro, a confusão é uma certeza inegável. Porém, é no olho do furacão que se encontra a calmaria: ela não é apenas uma louca por controle, ele não é apenas um irresponsável. Existe muito mais abaixo da superfície.


Escrita por: Karoline Pereira
Betada por: Margo

Capítulos 1 ao 30

Toda mulher nasce com um instinto – o de autopreservação – quando a situação iria acabar mal. Ignorá-lo era o mesmo que dirigir um carro sem freios em uma descida. Burrice! No entanto, ali estava eu, nos braços do capitão do time de natação do Colégio D’Antelli, uma clássica homenagem ao Dante Alighieri. Embora todas as minhas células me dissessem para me afastar, eu me inclinava em direção aos lábios dele...

Leia

Capítulo 31 em diante

Garotos, calouros e veteranos, familiares ou não com as raias daquelas piscinas, pularam para a água ao som do primeiro apito para se posicionarem corretamente. Braços segurando as barras metálicas, pés apoiados nos ladrilhos e olhos insondáveis, escondidos atrás de óculos de proteção. A seriedade dominou o ambiente. Todos os olhares estavam nos garotos… Os instantes que precederam a largada foram tanto excitantes quanto torturantes; a adrenalina corria em cada nervo aguardando o sinal.

Leia