Última atualização: 20/01/2018

Would you marry me?

Quem diria que ser a “vilã” da história, me renderia um pedido de casamento na vida real!

- x -

Aquele era meu sétimo trabalho como atriz na Coreia, nem conseguia acreditar no quanto havia trabalhado duro para conseguir uma oportunidade, em um país tão distante do meu, ainda mais sendo uma jovem atriz. Foram tantos nãos que recebi, ao longo dos meus anos estudando e fazendo teatro, até que finalmente surgiu uma oportunidade de fazer um dorama em parceria da Netflix com a ArirangTv¹, quase surtei quando um amigo que trabalhava na parte da produção havia indicado meu nome, para ser um personagem aleatório.

Contando todas as cenas, eu apareci no máximo vinte minutos naquele k-drama chamado Photobook², minha personagem era chefe de uma editora brasileira e conhecia a personagem principal. Entretanto, foram os vinte minutos de oportunidade para mostrar meu bom trabalho, me abrindo portas para fazer algumas pequenas participações, em mais cinco k-dramas até agora.

Destiny’s, I Need You Girl, First Sensibility, Coffee House e Piano Man, mesmo não tendo um personagem tão importante, tinha uma certa função na trama e uma vantagem de não precisar falar coreano fluente.

? ? Não vai acordar? — uma voz me chamou lá no fundo e logo senti um travesseiro voar para cima de mim.
— Hum. — murmurei um pouco me remexendo na cama e cobrindo ainda mais minha cabeça.
— Yah, sua preguiçosa, só por que não tem aula hoje não significa que você possa dormir até mais tarde, e suas gravações? — a voz ficou ainda mais alta.
— Gravações? — apertei os olhos tentando me lembrar de algo referente a isso, até que veio em minha mente — Senhor…

Me descobri rapidamente e dei um pulo da cama.

— Eu me esqueci da hora. — olhei assustada para Yuri — Você tem razão.
— Eu sempre tenho. — ela continuou sentada em sua cadeira digitando algo no notebook.
— Não posso me atrasar, hoje é meu primeiro dia. — eu corri até meu armário e fui para o banheiro.

Mesmo já estando cinco meses ali em Seoul, ainda não estava tão adaptada assim principalmente com aquele chuveiro, porém oportunidades não se olha o lado negativo, principalmente por ter ganhado uma bolsa parcial de estudos para o curso de hangul e poder morar no dormitório da universidade. O quarto era pequeno, mas eu dividia com a pessoa mais legal que tinha conhecido até o momento, Yuri era uma típica coreana orgulhosa que sempre estava certa em seus argumentos, não era à toa que estava no curso de direito da Korea University.

Meus problemas econômicos estavam parcialmente resolvidos, eu ainda tinha mais três meses de contrato exclusivo com a ArirangTv, metade pagava meu curso e a outra metade eu passava o mês. As gravações do meu segundo dorama se iniciaria naquele dia, para minha surpresa tinha sido escalada para ser a antagonista da história, mesmo não sendo a principal mocinha, eu teria um breve relacionamento com o personagem protagonista.

— Yuri, komaweyo, você é a melhor amiga que eu poderia ter. — disse no meu coreano embolado e recém-aprendido — Daebak!
— Nisso eu concordo. — ela me olhou e riu de leve — Agora vá, fighting.
— Fighting! — sorri para ela e pegando minha mochila

Saí correndo do dormitório e atravessei o campus da universidade até chegar ao ponto de ônibus, pedi a Deus para não pegar o número errado e nem na direção contrária, já tinha me perdido umas cinco vezes só dentro das estações de metrô. Assim que consegui chegar no set que estava alugado para as primeiras cenas, parei por um instante no canto para retomar o fôlego.

— Está tudo bem com você? — perguntou Ally uma das staffs, já havia trabalhado com ela em outra produção.
— Sim, apenas corri muito. — expliquei respirando fundo — Estou atrasada?!
— Um pouco, o diretor já fez seu discurso inicial e motivacional, os atores estão se preparando. — respondeu ela me indicando o caminho — Você precisa se arrumar também, hoje serão gravadas as cenas para os teasers e as primeiras fotos de promoção.
— Tudo bem. — assenti a seguindo — Espero que tudo dê certo.
— Fighting. — disse ela em sussurro como motivação para mim.

Assim que chegamos ao camarim, os outros atores já estavam terminando, à direita de uma mesa cheia de frutas e comidas, estava o nosso silencioso e aparentemente concentrado ator principal, , ele também era conhecido por ser modelo e cantor, já tinha visto vários banners com seu rosto e dos integrantes do seu grupo. Perto dele estavam duas staffs dando alguns toques finais em seu cabelo.

, por aqui. — Ally me despertou de minha atenção voltada para a estrela do kpop e mostrou a cadeira que deveria sentar.
— Sim. — assenti indo me sentar mais que depressa.

Não consegui conter meus olhares para ele através o do espelhos, tentava ser o mais discreta possível. A atriz principal já estava presente também, dando os últimos retoques na leve maquiagem do seu rosto, IU era ainda mais linda e meiga pessoalmente, ela tinha mesmo o jeito da personagem principal que seria uma gênio atrapalhada.

— IU e , vocês começam primeiro por serem os protagonistas, as crianças também estão prontas, vamos começar em cinco minutos. — anunciou o coordenador dos staffs, senhor Han.
— Claro. — assentiu se dirigindo para a saída, sendo seguido por seu manager.
— Já terminando aqui. — anunciou IU se levantando da cadeira, com seu olhar concentrado em seu celular, após a staff terminar de os retoques finais.

Respirei fundo, todo aquele elenco era bastante conhecido e profissional, perto deles eu não era ninguém, e seria considerada uma vilã disfarçada no dorama, o que fazia minha insegurança bater dentro do coração.

— Está nervosa? — perguntou a ahjumma que estava sentada na cadeira ao lado.
— Um pouco. — olhei para seu reflexo — Será que passa depois de algum tempo e mais experiência?
— Não. — ela riu de leve — Porém é normal se sentir assim em um trabalho novo, eu também sempre fico nervosa no início, mesmo não sendo a primeira vez atuando.

Eu olhei com mais atenção para sua face, a reconhecia de doramas que tinha visto, era a atriz Kim Mi-Kyung, eu a admirava posso pessoa e como atriz, extremamente talentosa e versátil em seus personagens. Não seria qualquer atriz que faria tão bem uma tia de classe A em Master’s Sun e depois apareceria como uma ahjumma de agência secreta em Haeler, depois o papel de muda em The Heirs.

— Não deveria. — disse a ela — Já vi todos os doramas e fez é sua atuação é impecável.
— Sério? — ela me olhou admirada.
— Sim. — sorri de leve para o espelho.
— Fico feliz em poder trabalhar com alguém que acha isso de mim. — ela sorriu junto — De hoje em diante, pode me chamar de ahjumma, se precisar de qualquer ajuda, conte comigo.
— Komaweyo ahjumma, tenho certeza que vou precisar.

O dorama nem tinha começado e eu já havia ganhado mais uma amiga, contando com Ally já eram duas, bem, ainda tinha meu amigo James que sempre lançava meu nome nas rodas de indicação, mas ele já era conhecido e não contava.

— Senhora Kim, daqui cinco minutos começarão sua sessão de fotos. — um staff se aproximou — Devemos ir agora.
— Claro. — ela assentiu.

Como eu era a atrasada, fui a única que continuei no camarim trocando de roupa e fazendo a maquiagem, felizmente não demorou muito e Ally me guiou até a parte reservada para mim. Ela havia se oferecido para ser minha staff pessoal naquela nova produção, já que era uma pessoa que eu já conhecia, seria bem mais fácil obter ajuda dela do que outra pessoa.

— Que bom que chegou senhorita Miller, vamos começar suas fotos, se coloque em frente a composição que preparamos para você. — disse o senhor Han — Relaxe e se concentre no fotógrafo.
— Sim senhor. — assenti indo para o lugar marcado.

Essa era a parte triste, eu nunca me considerava fotogênica, então sempre tinha que repetir várias vezes a mesma sequência de poses para que de duzentas, uma saísse aceitável pelo diretor. Ah, o diretor, era a segunda vez trabalhando com ele, a primeira foi em Coffee House, achei que ele me mataria depois que as gravações terminassem.

— Aqui, você precisa relaxar mais. — disse Ally me entregando uma garrafinha de água, assim que a pausa de cinco minutos começou.
— Não estou conseguindo. — eu tomei um gole.
— Respire mais tranquilamente, feche os olhos e se mantenha concentrada, pense em coisas aleatórias para sua mente ficar mais distraída e menos travada.
— Funciona? — perguntei desacreditada.
— Sim, sempre fala que é isso que o faz ir bem nas sessões de foto. — revelou ela — Eu o ouvi dizendo isso ao manager dele.
— Nossa, artistas realmente tem muitos segredos. — admiti.
— Não é a toa que ele é muito bom como modelo também. — ela suspirou um pouco.
— Ele é seu favorito?! — perguntei curiosa.
— Não, mas sempre me perco quando olho para ele. — ela riu baixo com timidez.
— Imagino que sim.

Eu já estava me perdendo também, e era a primeira vez que o via pessoalmente.

— Vamos voltar para onde paramos. — anunciou o fotógrafo.
— Sim. — assenti.

Ally se afastou levando a garrafinha e eu novamente fiz a pose que ele queria, cansativo, desgastante e tedioso, fui a última a terminar minha sessão individual de fotos. Após isso, uma facada no meu psicológico, eu faria algumas fotos com , já que minha personagem teria um curto relacionamento com ele.

— Vamos lá, vocês serão um casal também em Genie. — disse o fotógrafo — Então quero ver olhares de amor, mesmo que não fiquem juntos no final.

Olhares de amor. Isso me fez engolir seco.

Genie seria de fato meu divisor de águas, o primeiro dorama que eu não iria aparecer somente vinte minutos, eu estaria presente em todos os capítulos, mesmo que não fosse a protagonista já estava me sentindo vitoriosa por isso. Foi neste momento que meu coração se encheu de alegria, nem mesmo tinha reparado que meu olhar estava fixo em , minha mente estava tão distante daquelas fotos naquele momento.

Eu só conseguia pensar que daria o meu melhor ainda mais para não me arrepender depois, mostraria para os produtores da emissora que eu estava grata pela oportunidade, fazendo meu personagem ser um sucesso.

— Isso, mais uma. — ouvi ao fundo do meu devaneio a voz do fotógrafo — Pronto, conseguimos.
— Bom trabalho. — disse ao se distanciar um pouco de mim — Não esperava que fosse tão bem assim.
— O que? — o olhei confusa voltando a realidade.
— Estava tendo problemas em fotografar sozinha, pensei que seria difícil fazer isso comigo. — explicou ele meio sem graça — Mas parabéns, esteve melhor do que eu.
— Hum?! — eu ainda estava confusa e sem entender.

Ally se aproximou de mim e me puxou pelo braço para mais longe do ponto de fotografar.

— Como conseguiu?! — perguntou ela.
— Consegui o que? — perguntei.
— Sua fotos, ficaram boas de primeira.
— Sério?
— Sim. — assentiu ela.
— Nossa, eu deveria estar mesmo no automático, porque não me atentei a nada. — expliquei — Ou melhor, estava mesmo pensando em tudo que passei para chegar até aqui, ser a antagonista que aparece em todos os capítulos.
— Uahhhh… — ela me olhou admirada — Então você usou mesmo a dica, e deu certo.
— Se usei ou não, não sei, mas estou feliz que as fotos tenham ficado boas.
— Eu também.

A partir disso, eu me mantive mais tranquila ao decorrer das gravações do teaser, todo o meu foco era em agarrar mais aquela oportunidade para mostrar o meu talento. Apesar de ser um pouco difícil com a presença de uma estrela do kpop, até mesmo as staffs tímidas não conseguiam disfarçar.

— E corta! — gritou o diretor Dong.
— Vocês trabalharam duro. — parabenizou o senhor Han — você estava perfeito como sempre.
— Obrigado ahjussi Han. — que estava um pouco próximo de mim, se afastou indo em direção ao seu manager e pegou seu celular com ele, começando a digitar algo.
— IU esteve linda e meiga como sempre. — elogiou o diretor Dong com um sorriso de satisfação.
— Komawo. — ela sorriu meio tímida, recebendo uma garrafinha de água das mãos de um staff.
— Então, você esteve muito bem. — disse Ally ao se aproximar de mim, fiquei totalmente admirada.
— Obrigada Ally, mas ainda tenho muito o que aprender. — desviei meu olhar para — Preciso me esforçar ainda mais para ganhar a confiança do público.
— Tenho certeza que irá, estou torcendo por você. — ela remexeu os bolsos — Ah, já ia me esquecendo, você tem outra sessão de fotos amanhã, para a revista CéCi.
— Sério?
— Sim, eles vão fazer uma matéria sobre antagonistas dos doramas atuais e como Genie vai estrear na próxima semana, você foi convidada a participar. — explicou ela me entregando o papel — Aqui está o endereço, você vai precisar conversar com eles sobre o cachê e outras coisas profissionais.
— Sério? Sou um desastre em negociação, minha sorte é ter você para anotar essas coisas para mim. — disse um pouco insegura.
— Bem, enquanto você não tem um agente, posso fazer isso. — ela sorriu de leve.
— Vou arrumar alguém, prometo. — sorri de volta.

Ally era mesmo um anjo, além do seu trabalho como staff na emissora, ela se desdobrava para me ajudar a cuidar e manter meus trabalhos como atriz, mesmo tendo o James me indicando, ele já tinha muitas responsabilidades. E Ally não tinha experiência em agenciar artistas, eu precisava resolver este lado da minha vida de alguma forma, mas antes tinha que me preocupar com a sessão de fotos do dia seguinte.

— Mais uma vez obrigada Ally. — me curvei em agradecimento, após trocar de roupa e peguei minha mochila — Vou resolver tudo isso.
— Fighting! — disse ela animada.
— Olha, para quem estava nervosa, foi a melhor nas gravações. — disse a ahjumma Kim ao adentrar no camarim — Fiquei admirada e orgulhosa.
— Obrigada ahjumma, fico realmente aliviada por ouvir isso, ainda mais vindo de você. — me curvei em agradecimento.
— Você vai a comemoração com os outros?! — perguntou ela.
— Ah não, eu tenho outro compromisso profissional amanhã, não poderei dormir tarde, mas na próxima irei. — respondi ajeitando a mochila nas costas.
— Hum, que pena, então te vejo na quarta.
— Sim, boa comemoração para todos.

Eu segui em direção a saída, quando num descuido de procurar meu celular no bolso, acabei trombando em alguém.

— Me desculpe.
— Não foi nada, ambos estávamos distraídos. — disse ao sorrir.
— Parece que sim.
— Você vai a comemoração?
— Não, preciso acordar cedo amanhã.
— Que louco, eu também, estava indo agora, quer carona? — ofereceu com naturalidade.
— Acho que não vou recusar, esqueci minha carteira em casa. — aceitei remexendo a mochila e vendo de faltava o essencial, dinheiro.
— Eu vi quando chegou correndo. — comentou ele.
— Bem, nem todos tem um carro a disposição. — expliquei de uma forma meio rude leve.
— Verdade. — ele pareceu pensativo no que eu dizia.
— Bem, me desculpe se foi meio rude.
— Oh não, só estava pensando se não seria melhor você entrar em alguma agência.
— Eu até tentei, mas não é tão fácil quando se é estrangeira, então prefiro continuar assim, quem sabe no futuro. — expliquei novamente.
, vamos? — disse o manager dele ao se aproximar.
— Vamos sim, daremos carona para ela. — anunciou ele.
— Claro. — o manager me olhou estranhamente — Onde mora?
— Universidade da Coreia. — respondi.
— Oh, você mora lá?
— Sim, faço curso de hangul, então fico no dormitório de lá.
— Que legal. — sorriu, parecia imaginar como seria morar em um dormitório universitário.
— Bem, não é diferente do dormitório onde seu grupo deve ficar, o que muda é que eu divido o quarto com mais uma garota, além de não termos cozinha no quarto.

Ele riu um pouco e seguimos para o carro, diferente do que eu imaginava, estrelas do kpop são pessoas comuns e bastante comunicativas. era uma pessoa bem simples e extremamente interessada a saber mais sobre o Brasil, como eu me tornei atriz, minha vinda ao país dele. Conseguimos desenvolver uma conversa saudável e muito estimuladora pelo caminho.

— Yuri, help. — disse ao entrar no dormitório.
— O que foi? Acabei de deitar para dormir — reclamou ela.
— Preciso que você seja minha manager. — direta e objetiva como ela gostava.
— O que? — ela ergueu o corpo — Como posso ser sua manager, eu nem sei nada sobre gerenciar artistas.
— Mas pode aprender, você é muito inteligente, sensata, esforçada e ousada. — adjetivos bons e reais sobre ela — Yuri, please, você é a única pessoa que posso confiar para isso.
— E a staff, a tal Ally?! Ela não estava te ajudando com essas coisas?
— Ela é só uma staff e já tem um emprego, el anão pode virar duas para me ajudar.
— E o seu amigo?
— Ele também já tem suas responsabilidades. — expliquei.
— Ahhhh…. — ela se levantou da cama e me encarou
— Pense nisso como um estágio, você está cursando direito, entende tudo de leis e essas coisas, além de ser ótima em exatas, que eu sei.
— Tá, tudo bem, eu te ajudo e serei sua manager por enquanto. — concordou ela.
— Komawo. — eu pulei nela e a abracei — Komawo, komawo!!!
— Hum, você tem alguma agenda? — perguntou ela.
— Hum, acho que não.
— Você não anota seus compromissos? — ela me olhou indignada.
— Bem, a Ally me dá alguns pequenos papéis anotados, eu guardo na mochila. — expliquei — Ah, amanhã tenho uma sessão de fotos e as gravações começam na quarta, isso eu gravei. — dei um sorriso disfarçado.
— Yah, sua irresponsável. — ela puxou a minha mochila e revirou minhas coisas em sua cama — Agora você terá uma agenda, é por isso que vive chegando atrasada nos lugares.
— Desculpa. — me encolhi vendo ela pegar todos os papéis de anotações que estavam entre os bolsos da mochila.
— Hum, vá comprar algo para eu comer, já que atrapalhou meu sono, logo ficarei com fome. — disse ela olhando papel por papel.
— Claro manager. — sorri para ela e olhei para minha cama, vendo minha carteira em cima.

Sem comentar sobre aquilo, peguei minha carteira e saí do quarto.

No dia seguinte…

Yuri levou tão a sério sua posição de minha manager, que me acordou duas horas antes de sairmos para que eu pudesse fazer caminhada, segundo ela, os artistas precisavam cuidar de sua aparência, começando por manter um corpo e uma mente saudável. No meu caso isso se intensificava já que eu era estrangeira e passava longe do padrão de beleza coreana.

— Que bom que chegaram cedo. — disse a editora responsável pela sessão de fotos — Assim poderemos conversar melhor sobre o cachê, como você não tem uma agência para responder sobre coisas desse tipo.
— Sobre este assunto vocês irão conversar comigo. — Yuri se colocou ao meu lado, ela realmente parecia uma mulher de negócios bem segura do que estava fazendo, ainda mais com aquela roupa tão formal que usava.
— Sim. — confirmei de imediato — Esta é Lee Yuri, minha manager, ela quem estará cuidando da minha imagem e carreira a partir de hoje.
— Oh, prazer senhorita Lee, sou Hana a editora da CéCi. — a mulher se curvou — Gostaria de te apresentar a algumas pessoas, enquanto sua atriz se arruma no camarim.
— Claro. — Yuri se virou para mim — Fique tranquila e dê o seu melhor.
— Tudo bem. — não esperava menos dela, minha amiga era maravilhosamente profissional e dedicada ao que fazia.

Eu estava segura que Yuri me ajudaria e cuidaria bem de mim, agora só precisava me concentrar e dar o meu melhor.

- x -

Já estávamos entrando na terceira semana de gravação, felizmente todos os capítulos estavam tendo uma boa resposta do público, além de ficar na frente dos outros k-dramas de outra emissoras no horário. Porém a parte mais louca e engraçada, é que estavam formando alguns pequenos grupos que defendia os dois couples do dorama, existiam pessoas que torciam para o personagem principal ficar com a minha secundário, e pessoas que torciam pela gênio.

Isso começou a causar certas brincadeiras e teorias, sobre como terminaria aquele dorama e mesmo que minha personagem ficasse sozinha no final, eu já estava feliz e realizada por ter pessoas que gostam dela.

— Novamente atrasada senhorita Miller?! — gritou o diretor — Me faz achar que você não está satisfeita com o trabalho.
— Oh não, claro que estou, me desculpe diretor, eu prometo que vou trabalhar duro para recompensar o tempo perdido. — me curvei em respeito.
— Assim espero, terá que fazer horas extras e seu atraso será descontado, perdemos tempo com sua falta de profissionalismo e nesta indústria tempo é dinheiro. — sua voz rude e alterada ecoava no set.
— Me desculpe. — disse novamente ainda curvada em respeito, ele estava certo, eu teria que ser mais profissional, mesmo com meus horários ficando ainda mais apertados.
— Terá que fazer o mesmo comigo, afinal cheguei atrasado também. — disse num tom um pouco mais alto do que o normal, continha muita firmeza no que falava.

Ergui meu corpo e olhei para ele, que logo se virou para mim e piscou de leve, um breve sorrindo disfarçado apareceu no meu rosto, mas voltei a ficar séria.

— Oh, bem. — o diretor tossiu um pouco.
— Não vamos chegar ao extremo. — interveio o coordenador Han — Sei que a senhorita está tendo dias atarefados graças a sua boa atuação em Genie, e isso nos deixa ainda mais felizes pois é uma promoção a mais para o dorama. Tenho certeza que ela não chegou agora por que estava descansando.
— Obrigada senhor Han. — me curvei novamente.
— Assim também falou sobre você , soube que veio diretamente do aeroporto para o set de gravação, estamos felizes pelo seu comprometimento também.

curvou de leve sua cabeça como se concordasse.

— Obrigada. — sussurrei para ele e sorri de leve.

Ele sorriu de volta de uma forma fofa.

— Tudo bem, vou reconsiderar porque sabemos que tem estado muito ocupada, mas quero ver se vai mesmo trabalhar duro. — disse o diretor.
— Prometo que você não vai se arrepender. — me afastei um pouco indo até o camarim para colocar a roupa da personagem.

Tive que dividir o espaço com , eu pro precisava trocar de blusa e felizmente tinha dois provadores, assim que eu saí do que tinha entrado, dei de com sem camisa, fiquei um pouco paralisada ao focar nas linhas do seu abdômen. Porém respirei fundo e voltei a minha concentração, eu deixei minhas roupas na cadeira junto da minha mochila e segui em direção ao set, tentando manter minha mente longe de pensamentos errados.

— Preparados, vamos a próxima cena. — anunciou o diretor.
— Está tudo bem para você? — perguntou se colocando em minha frente.
— Acho que estou pronta. — respirei fundo — Já ensaiamos cinco vezes, faremos isso bem.
— Sim. — concordou ele.
— Um… Dois… — a contagem do diretor fez meu coração acelerar — Ação!

- Gravação -

"— Obrigado Penny. — disse ele falando o nome da minha personagem, ao pegar a taça de vinho.
Você parece preocupado com alguma coisa, é somente os cálculos do projeto, ou tem algo mais? — perguntei me sentando ao seu lado no sofá
Admito que tenho estado preocupado a um tempo, mas conversar com você tem me ajudado. — ele suspirou.
Bem, já que somente conversar está te ajudando, acho que podemos nos aproximar mais então. — disse a fala tentando expressar o máximo de segurança possível, que a minha personagem exigia.
Como? — ele me olhou confuso, realmente atuava muito bem.
Assim… — tomei a última gota de coragem que eu tinha e foquei em dar o meu melhor por aquele personagem.

Eu dei um beijo surpresa nele, assim como estava no roteiro, só não imaginava que meu coração acelerado também entraria na história.”

— E corta! — exclamou o diretor com um ar de satisfação — Isso, era isso que eu imaginava, emoção e verdade.
— Acho que fomos bem. — sussurrou ele dando um sorriso cativante.
— Também acho. — sussurrei de volta respirando fundo para conseguir controlar meus batimentos.

Fomos?! Não sei se ficava feliz ou decepcionada, brincadeira, eu estava feliz por ter feito bem a cena.

— Você irá aceitar meu convite hoje? — perguntou ao se aproximar de mim no camarim — As gravações de hoje já terminaram para nós.
— Hum, não posso. — o olhei com olhar triste.
— Já é a quinta vez que me dá um fora, estou começando a achar que não sou uma boa companhia.
— Oh não, por favor, não pensei isso. — eu desviei meu olhar para o celular em minha mão, tentando encontrar as palavras certas — Ando tão atarefada com minha vida universitária e artística, não estou tendo tempo para a parte social.
— É só isso? — ele tombou a face.
— Sim, eu juro.
— Tudo bem então. — ele segurou em minha mão — Vou te levar para jantar.
— O que?! — o olhei surpresa.
— Mesmo tendo muitas coisas para fazer, você ainda é um ser humano e ainda deve parar para comer. — ele sorriu e me puxou consigo em direção ao seu carro — Vamos.
— Mas, eu não posso chegar tarde.
— Prometo que estará cedo no dormitório. — garantiu ele.

Eu não sabia como, mas tinha me aproximado de de uma forma rápida e espontânea, todas as conversas que tínhamos na volta para casa, em todas as caronas que ele me dava, era a única parte da minha vida social sem contar com meus três amigos atarefados. E apesar de sempre tentar me distanciar dele, por causa das suas fãs e rumores que poderiam estragar nossa imagem e o bom rendimento do dorama, sempre dava um jeito de se manter perto de mim.

Os dias foram se passando, graças aos bons resultados da audiência e a boa crítica da mídia, o triângulo amoroso formado entre eu, e IU no dorama, estava nos rendendo muito trabalho em CF’s, participações em programas de entretenimento, aparições em mv, além de mais possibilidades em contracenar em futuros doramas. IU já havia recebido uma proposta para fazer um filme de fantasia, enquanto teve que recusar fazer um j-drama, pois não poderia viajar para o Japão nos próximos meses.

Eu ainda não tinha tido nenhuma proposta, mas minha manager Yuri estava trabalhando duro na minha boa imagem, para mostrar aos produtores que mesmo sendo estrangeira, o público estava criando confiança e afeto a mim. Apesar do lado positivo, eu tinha que conviver com alguns haters que invadiam até mesmo a universidade, era neste momento que eu contava com a amizade de para me fortalecer.

— Obrigada. — sussurrei ainda abraçada a ele — Pensei verdadeiramente em desistir nessas semanas finais, mas agradeço seu carinho.
— Não precisa agradecer. — ele sussurrou de volta — Eu sempre estarei aqui para você, não olhei para estas pessoas que falam coisas ruins. — ele tocou em minha face — Olhe para mim.
— Hum. — eu sorri de leve e o olhei — Você é um bom amigo.
— Para ser sincero, gostaria de ser bem mais que isso. — ele foi se aproximando bem devagar, até que seus lábios encostaram nos meus.

Nunca me senti tão confortável e aquecida em toda a minha vida, seu beijo tinha uma doçura inexplicável.

Os dias foram se passando, entre gravações, estudos e outros compromissos profissionais, eu estava me envolvendo ainda mais com , até que definitivamente aceitei seu pedido de namoro, inicialmente manteríamos segredo para não atrapalhar nossa carreira, principalmente a dele. O episódio final de Genie foi um sucesso, assim como toda a audiência no período em que estava ao ar, isso rendeu uma festa de comemoração organizada pela emissora.

não pôde comparecer, pois estava iniciando uma tour com seu grupo de kpop, no dia da festa ele estava fazendo um show em Osaka, no Japão. Esse foi um dos motivos de não ter ficado nem meia hora na festa, apesar de ter feito amizade com quase todo o elenco, me sentia um pouco desanimada naquele dia, nem a ahjumma Kim conseguiu me convencer a ficar.

Você deveria ter ficado. — disse ao telefone.
— Estava tedioso para mim. — confessei me sentando na cama — Seria diferente se certa pessoa estivesse lá.
Mianheyo, a tour começou agora, acho que ficarei um tempo ausente. — disse ele num tom triste.
— Vocês vão para onde depois de Osaka? — perguntei.
Faremos mais algumas apresentações no Japão e depois vamos para Cingapura e Xangai, Taiwan, faremos mais dois shows em Seoul, então teremos uma pausa para lançar o repack5 do novo álbum. — explicou ele.
— Fighting em seu novo desafio.
Farei um bom trabalho e retornarei para você. — disse ele com segurança.
— Estarei te esperando. — sorri.

Valeu a pena esperar, retornou para mim de uma forma surpreendente.

- x -

É aí que voltamos ao início da minha história e o pedido de casamento, as festas de fim de ano haviam terminado em grande estilo e na segunda semana do mês de janeiro daquele ano, a emissora havia anunciado que Genie e seus atores concorriam a categorias do Asian Artist Awards3. Eu estava concorrendo a melhor atriz revelação, surpreendentemente o couple do meu personagem com de também estava concorrendo, contra o couple dele com a IU, e outros protagonistas de outros k-dramas lançados no ano passado.

— Parabéns pela indicação. — disse ahjumma Kim ao se levantar da poltrona assim que me viu.
— Agradeço ahjumma, estou muito feliz por ter me destacado de alguma forma. — disse ainda surpresa por aquilo.
— Você trabalhou muito bem e se esforçou, merece estar aqui. — ela sorriu — Apesar da minha personagem ter torcido pela gênio, na vida real eu estou torcendo por você.
— Não entendi. — sorri meio sem graça.
— Você sabe do que estou falando. — ela desviou seu olhar para que estava sentado junto com seu grupo do outro lado.
— Mais uma vez obrigada ahjumma Kim. — a abracei e me sentei ao seu lado.
— Fiquei sabendo que você recebeu um convite para um novo dorama esse ano. — comentou a ahjumma.
— Sim, felizmente gostaram muito da minha atuação e esse novo dorama, a protagonista vai ser uma ocidental, então lembraram de mim e me convidaram. — confirmei.
— Uahhhh…. Que bom. — ela sorriu com carinho — Fico tão feliz por você.
— Eu já indiquei seu nome para uma personagem também. — anunciei.
— Sério?
— Claro, quero muito trabalhar com a senhora de novo. — eu havia criado um afeto muito grande por ela, e sentia que era recíproco.
— Ah, eu também gostei muito de trabalhar com você, vou adorar fazer isso de novo. — ela sorriu — E qual o nome do dorama?
My Little Thief. — respondi — Parece que a protagonista é uma ladra profissional ou algo do tipo, os produtores ainda não selecionaram um ator para protagonista, mas eu já mostrei a minha preferência.
— Eu imagino. — ela desviou seu olhar para novamente e depois voltou para o palco — Vocês definitivamente formam um belo casal.

Nisso eu definitivamente concordava!

Assim que a premiação começou, dois grupos se apresentaram inicialmente e a entrega dos prêmios foram começando de forma alterada como sempre acontecia. Por mais que tentava, meu olhar sempre se voltava para , não estávamos conseguindo nos ver muito por causa dos seus shows, mas sempre conseguíamos tempo para conservar pelo kakaotalk.

Meu primeiro prêmio foi pela indicação de melhor atriz revelação, mesmo sendo antagonista eu consegui me destacar e venci, quando subi ao palco meu coração acelerado só me fazia olhar para que aplaudiu de pé. Eu fiz um pequeno porém agradecido discurso por aquele prêmio, meu coração estava grato a Deus pela oportunidade.

Entretanto a verdadeira surpresa estava no próximo prêmio que eu estava concorrendo com . O couple do ano foi anunciado coincidentemente antes do grupo de apresentar, quando o MC disse nossos nomes, meu corpo gelou de imediato, eu realmente imaginava que quem ganharia seria a IU e ele.

A ahjumma Kim vendo minha paralisação, me ajudou a me levantar e me deu um empurrãozinho para ir até o palco, minhas pernas tremiam naquela hora. fez o gesto para que eu pudesse ir ao microfone, mas eu não conseguia dizer nada, então ele pegou o troféu e começou a falar.

— Bem, devo admitir que estava torcendo por este resultado. — iniciou ele um pouco envergonhado — Eu tenho uma amizade muito sólido com a IU sunbaenim, mas esta mulher ao meu lado, meu coração não consegue ficar em silêncio perto dela.

Acredite, nem o meu. Eu já estava totalmente sem saber como reagir.

— Então eu agradeço por mostrarem seu apoio a nós, mesmo não sabendo sobre… — ele colocou o troféu no chão e retirou uma caixinha do bolso — Eu estive todo esse tempo após o término de Genie, pensando em como seria minha vida depois, eu em nenhum momento consegui não pensar nessa mulher ao meu lado, o que me levou a este momento agora…

se afastou do microfone e se ajoelhou em minha frente, abrindo a caixinha ele sorriu como sempre.

— Would you marry me? — disse ele com segurança.

Senti como se meu coração estivesse paralisado totalmente, logo o som de todos aplaudindo e gritando da plateia soou naquele lugar, porém meus olhos e minha atenção se mantinha nele. Segurei forte minhas emoções e lágrimas que já estavam sendo estocadas no canto do olho.

— I do, aceito sempre. — o único som que meu coração permitiu minha boca falar.

Aquele pedido de casamento havia sido a surpresa mais linda que já havia feito para mim.

오래 전부터 너를 위해 준비한
Eu havia preparado isto para você há tanto tempo.
내 손에 빛나는 반지를 받아줘
Por favor, aceite este anel brilhante em minhas mãos.
오늘과 같은 맘으로 지금의 약속 기억할게
Apenas como o dia de hoje, lembre-se desta promessa que estamos firmando agora.
Would you marry me?
Você casaria comigo?”

Dedicação: Uma atitude nossa, provoca uma mudança em nossa volta, mesmo estando de passagem por algum lugar, sempre dê o seu melhor no que está fazendo, o grau da sua dedicação define suas oportunidades e o lugar onde vai chegar.” - By: Pâms



The End!!



Nota da autora:

Legenda:
1. Arirang Tv: emissora coreana
2. Todos os doramas em negrito mencionados são fics minhas.
3. Asian Artist Awards: premiação coreana

Definitivamente essa é a minha fic com mais fortes referências kkkkkkkkkk.... Eu amei escrever esse pedido de casamento, Marry U do Super Junior foi a música que me fez gostar do grupo e sempre que ouço sinto uma tranquilidade maravilhosa, é também uma das últimas que tinha os 13 integrantes do grupo principal. Esta fic escrevi para minha querida amorinha, como segunda parte do seu presente de aniversário, mas espero que todos que lerem venham gostar!!
Bjinhos...
By: Pâms!!!!
Jesus bless you!!!




Outras Fanfics:
PRINCIPAIS
| 02. Blood Sweat & Tears (Ficstape BTS) | 04. My Answer (Ficstape EXO) | 04. Stand By Me (Ficstape OST Boys Over Flowers) | 05. Sweet Creature (ficstape Harry styles) | 06. El Dorado (ficstape EXO) | 08. Too Many Beautiful Girls (ficstape Super Junior) | 10. Islads (ficstape Super Junior) | A Otaku de Belo Horizonte | Beauty and the Beast (Contos Dia dos Namorados) | Beauty and the Beast II | Coffee House | Cold Night | Crazy Angel | Destiny's | É isso aí (mixtape Brasil 2000) | First Sensibility | Genie | I Am The Best (mixtape Girl Power) | I Need You... Girl | My Little Thief | Noona Is So Pretty (Replay) | Piano Man (mixtape Girl Power) | Photobook | Quem de Nós dois (mixtape Brasil 2000) | Smooth Criminal | TVXQ: Tohoshinki |
*as outras fics vocês encontram na minha página da autora!!


comments powered by Disqus