Última atualização: 23/08/2017

E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais...

“Quem de nós dois,
Vai dizer que é impossível,
O amor acontecer.”
- Quem de nós dois / Ana Carolina

 

Finalmente minhas férias era oficial.

Apesar de algumas sugestões de viagens vinda de Stef, de Dean ter oferecido sua casa na Ilhas Maldivas, até mesmo ter me convidado para ficar com ela e Joe no Brasil, decidi que passar aquele tempo sozinha era o melhor a se fazer. E não estaria completamente sozinha, já que Cronos viajaria comigo, não teria acompanhante melhor que meu leal cachorro.

Minha escolha foi Bahamas, por uma cortesia de Dean, minha hospedagem gratuita seria no Atlantis Resort, localizado em Paradise Island que ficava próxima a capital do país, um lugar monumental e cheio de distrações para mim. Algo que estava precisando ainda mais, pois meus pensamentos insistiam se fixar em e no que eu tinha feito a sua família.

Assim que cheguei ao resort, com Cronos ao meu lado me acompanhando, o gerente veio pessoalmente me receber, aparentemente era uma pessoa simpática e muito prestativa. Olhar para ele me fez lembrar vagamente do gerente do hotel de Vegas, e de como ele conseguiu convencer eu e a participar daquele louco casamento coletivo.

— Aish, tenho que parar de associar tudo a ele. — disse assim que fechei a porta da minha suíte, após a saída do gerente — Ah Cronos, bem que você podia ser um homem, assim poderia me fazer gostar de você.

Cronos já deitado na minha cama, bocejou um pouco mantendo seu olhar em mim, em alguns momentos ele parecia me entender, mas ainda sendo um cachorro, não me ajudaria nesse caso. Enfim, por um lado eu estava realmente certa, tinha que conseguir separar as coisas, estava sendo complicado até mesmo organizar meus pensamentos, todas as coisas que via me levavam a pensar em .

— Ah. — me joguei sobre a cama em resmungos — Por que fui me apaixonar por ele, está ainda mais doloroso do que na época que deixei .

Cronos resmungou também como se estivesse me respondendo, então engatinhando até mim, pousou sua cabeça na minha barriga. Comecei a acariciá-lo de imediato, ele parecia tão carente quanto eu, o que me levou a pensar que poderia arrumar uma namorada para ele, da mesma raça e muito brincalhona.

Afinal, os opostos se atraem mesmo e meu cachorro era extremamente quieto. Deixei Cronos deitado na cama e segui em direção ao banheiro, aquela suíte era ainda mais luxuosa e grande, uma das melhores segundo o gerente. Tomei um banho relaxante na banheira e liguei para o serviço de quarto, passaria o resto do dia descansando daquelas horas de voo, meu corpo merecia um pouco.

- x -

— Eu vou querer duas fatias de tiramisu e ice latte, por favor. — disse ao garçom assim que consegui terminar de escolher meu café da manhã.

Ele assentiu com a face e se afastou. Olhei para Cronos que estava sentado na cadeira ao meu lado, sua postura e seu comportamento me dava orgulho, ele já tinha comido sua ração especial que pedi logo cedo no quarto. Por mais que as regras do hotel fossem claras, sobre animais de porte grande como ele, eu era uma hóspede vip e tinha alguns privilégios.

Além do dono ser um velho cliente de Dean, cujo algumas relíquias eu já havia conseguido para ele.

— Senhorita. — disse o garçom ao se aproximar com a bandeja na mão — Bom apetite.
— Agradeço. — continuei o observando a colocar os objetos sobre a mesa, até que um bilhete foi colocado junto, ao lado da taça de ice latte.

Assim que o garçom se retirou, peguei o bilhete e abri.

“Espero que tenha um excelente descanso e saboreie bem seu tiramisu.”

D.

Levantei meu olhar e logo meus olhos encontraram ele, estava sentado em uma mesa mais distante levanto uma xícara de café a boca, seu olhar fixo em mim. Não conseguia acreditar que Dean tinha se deslocado até Bahamas para ver como eu estava, o que me fazia pensar que ele talvez quisesse algo de mim.

Assim que terminei meu café, me levantei da mesa e peguei minha câmera que estava na cadeira ao lado, sinalizei para Cronos, para que ele me seguisse, minha disposição pedia por um passeio produtivo e cheio de registros profissionais do meu novo hobbie. Comecei pelo extenso jardim do resort, afinal a experiência de fotografar a natureza de perto seria enriquecedora para mim.

— Soube que foi muito bem instalada, então me sinto aliviado por isso. — disse Dean ao se aproximar de mim de forma natural e espontânea.
— Não sabia que eu era tão importante assim, a ponto de você vir pessoalmente verificar isso. — comentei de leve permanecendo com minha atenção nos arbustos que estavam próximos de nós.
— Sabe que sempre foi a mais importante de todos. — retrucou ele.
— E é desta forma que trata a mais importante? — desviei meu olhar para ele — Férias e resort de luxo não vai mudar o que me forçou a fazer.
— Pensei que estivéssemos zerado essa história. — seu olhar era tranquilo como sempre, porém sua face continuava séria — Eu a deixei tomar todas as decisões que queria, você controlou tudo.
— Depois de já feito. — senti minha voz falhar um pouco, talvez por ter me lembrado novamente do meu erro — Depois que roubei, é fácil você me deixar decidir.
— Ainda se sente ligada à família dele?! — perguntou num tom afirmativo — Por isso essas palavras tão duras e amargas.
— Prefiro não responder. — desviei meu olhar.

Responder para ele, seria o mesmo que admitir que meus pensamentos sempre estariam em . O que eu estava lutando para não acontecer, respirei fundo e posicionei a câmera para fazer mais uma foto, queria desviar o máximo aquela direção que a conversa tinha tomado.

— Tudo bem. — assentiu ele num tom mais baixo ainda — Quer saber sobre outra coisa?
— O que seria?!
— Coloquei pessoas vigiando seu agente preferido.
? — o olhei novamente — E o que ele anda fazendo?
— Recentemente descobri que ele se encontrou com Davi. — respondeu.
— Se ele encontrou Davi, pode chegar ao Flint, nosso cliente. — suspirei fraco — Pior, ele pode ir atrás de todos os meus objetos de desejo.
— Não vai. — assegurou ele — Nosso agente só está descobrindo o que eu quero de descubra, nada mais.
— Não subestime . — o alertei.
— Não estou, acredite, só estou tecendo a teia para que ele mesmo cave sua cova. — explicou com sua forma enigmática.
— Não está pensando em…
— Não, só estou planejando unir o útil ao agradável.
— Devo levar isso como algo positivo?! — mantive meu olhar nele, buscando alguma falha em sua impecável expressão de tranquilidade, mas Dean era bem mais sagaz que eu.
— Não confia em mim?! — ele piscou de leve — Aproveite seu momento e relaxe, estou cuidando de tudo que envolve você.
— Acredito, você nunca falha. — confirmei.
— Ah. — ele retirou um papel dobrado do bolso e me entregou — Caso queira algo para movimentar suas férias, nada muito importante, apenas por diversão.
— Diversão?! — dei um sorriso de canto e peguei o papel guardando em meu bolso.
— Talvez precise para manter a mente ainda mais ocupada, caso não queira pensar em coisas que te deixe entediada.
— Não precisa disfarçar nas palavras. — eu imaginava do que ele estava falando.

Pude perceber que nem mesmo Dean, queria que eu mantivesse meus pensamentos na família .

Meu passeio com Cronos, em meios aos meus registros fotográficos, durou mais algumas horas, tanto que nem tive vontade de almoçar de tanta concentração. Quando voltei ao hotel com meu cachorro, recebi um convite para jantar no jardim do terraço do hotel, aparentemente um diplomata que também era hóspede, estava comemorando o aniversário de sua mãe e havia convidado todos os hóspedes Vips.

Mas é claro que aquilo poderia estar relacionado com o papel que Dean tinha me dado, mais é claro que minhas férias não seriam só férias. Entretanto, poderia ocupar sim minha mente com outra coisa, parar de pensar em era definitivamente minha meta para aquelas semanas que ficaria me Bahamas.

O papel tinha algumas instruções para um serviço rápido, que envolvia diretamente esse diplomata. Supostamente meu objeto de desejo era uma pequena agenda que ele mantinha consigo todo o tempo, em outras palavras, eu teria que ser minuciosa ao pegar aquela agenda.

Tomei uma ducha quente e coloquei o vestido que estava devidamente separado em minha cama, cortesia do hotel. Cronos iria comigo ao jantar, jamais deixaria meu cachorro sozinho em uma viagem para nós dois, afinal foram meses em trabalhos constantes e não podendo dar atenção a ele.

— Boa noite senhorita. — disse o gerente assim que saí do elevador — Espero que se divirta.
— Certamente sim, a quem agradeço pelo convite?! — perguntei fazendo uma breve reverência com a face.
— Seu nome é James Carter, diplomata da Escócia. — respondeu ele apontando discretamente para um homem loiro de smoking azul marinho — Devo dizer que vosso objeto de desejo está no bolso esquerdo do blazer.
— Agradeço pelo detalhe. — pisquei de leve para ele e segui para a área reservada ao jantar.

Cronos se manteve obediente, permanecendo ao meu lado todo o tempo.

Como era um evento fechado, a presença de poucos convidados era óbvia, eu seguiria todos os requisitos que Dean tinha estipulado para aquele serviço, mesmo não entendendo o motivo real. De alguma forma louca, confiava em Dean e sabia que ele jamais faria algo para me prejudicar, mesmo tendo me decepcionado antes.

— Boa noite, senhor Carter. — disse ao me aproximar dele, que estava conversando com outra mulher — Agradeço o convite.
— Por favor, me chame de James. — disse ele ao se virar para mim, discretamente seu olhar desceu até meu decote e voltou para minha face — Eu que agradeço por sua presença.

Sorri de leve me mantendo desinteressada e me virei para me afastar, porém ele que se afastou da mulher que estava ao seu lado e se voltou para mim novamente.

— Posso ter a honra de conhecer a senhorita?! — perguntou ele pegando uma taça de champanhe, da bandeja do garçom que passava por nós e me entregou — Diga-me seu nome, por favor.
— Cassie. — respondi tranquilamente como estava escrito nas instruções, dei um pequeno gole — Pode me chamar de Cassie.
— Cassie. — sussurrou ele num tom sinuoso.

Ficamos conversando por alguns instantes, até que propositalmente me afastei dele. Para ser mais sincera, eu estava me sentindo um pouco sufocada com seu olhar significativo, de alguém que queria me levar para seu quarto. Algo que me fez pensar em de imediato, afinal o único quarto que eu gostaria de estar naquele momento, era do meu álibi marido. Uma realidade que me doía admitir e encarar, meu coração já estava nas mãos dele.

— Ah, LT se concentra, pare de ficar pensando em quem não deve. — sussurrei para mim mesma levando a taça a boca, tomei o último gole — Preciso me concentrar, se não conseguir roubar uma agenda por causa de , não consigo fazer mais nada.

Talvez aquele serviço não fosse somente para me distrair e sim para me testar, já que estava tão traumatizada em ter que pegar coisas que não queria, que poderia perder minhas habilidades de Little Thief. Respirei fundo fechando os olhos, precisava me concentrar, foi quando senti os lábios de alguém tocarem os meus.

De início, por algum motivo pedi aos céus para que fosse , mas o que ele estaria fazendo ali em Bahamas? Mantive meus olhos fechados e retribui o beijo, mesmo sem saber quem era, talvez lá no fundo eu pudesse reconhecer o gosto daqueles lábios que tornava aquele momento tão intenso.

— Não deveria beijar uma mulher de olhos fechados. — sussurrei ainda mantendo meus olhos fechados.
— E se esta mulher for minha esposa? — disse aquela voz que arrepiava meu corpo.
. — sussurrei novamente abrindo meus olhos e o vendo — O que faz aqui?!
— Olá, Cronos. — disse ele desviando o olhar para meu cachorro — Seu cachorro é realmente muito comportado.

Meu coração não sabia se parava de vez ou acelerava ainda mais, era ele ali, novamente.

— Não vai me responder? — insisti.
— Estou a trabalho, mas pelo que vejo, você também. — respondeu ele num tom mais sério ainda, voltando seu olhar para mim — Cassie.
— Devo presumir que conhece o diplomata!? — sibilei.
— Então ele é seu novo objeto de desejo? — perguntou mantendo a frieza em seus olhos, nem parecia a pessoa que tinha me beijado com tanta intensidade.
— Ele não, mas o que ele possui. — expliquei.
— E vai atraí-lo para o quarto também.

Senti aquela palavras como uma adaga cortando meu coração, respirei fundo me mantendo firme e estável.

— Sei que está magoado comigo, mas isso não lhe dá o direito de fazer tal suposição. — retruquei segurança — Pode não parecer, mas ainda levo aquele casamento a sério.
— Tem certeza? — ele deu uma risada disfarçada — Mas não estamos falando da mesma pessoa, minha esposa se chama , você atualmente se denomina Cassie.

Engoli seco, desta vez não tinha o que contestar.

— Algum problema aqui? — perguntou James ao se aproximar de nós.
— Nenhum, eu apenas confundi esta senhorita com alguém que conhecia, alguém que considerava ser próximo a mim. — ele desviou seu olhar de amargura para James — Mas, agradeço o convite senhor Carter, meus pais esperam sua visita em breve.

se afastou de nós sem nenhuma cerimônia. Seu olhar triste e sua voz fria, me fizeram perceber que ele ainda mantinha esperança de que eu pudesse estar arrependida de algo, mas de alguma forma o tinha decepcionado novamente. Senti meu coração mais do que apertado.

— Tem certeza que está tudo bem? — perguntou James novamente.
— Sim. — deu um sorriso disfarçado, o olhar dele estava ainda mais intenso para mim.

Talvez o beijo de , tivesse provocado ainda mais o desejo que James estava criando por mim, e o meu lado LT iria se aproveitar disso. Sorri de forma maliciosa para ele, porém continuei me mantendo desinteressada, tinha que manter o personagem, mesmo com meus pensamentos a todo momento se voltando para .

O jantar estava saboroso, desfrutamos de um cardápio extremamente sofisticado, ao final da noite me retirei discretamente e voltei para minha suíte. Assim que entramos, Cronos foi direto para cama e deitou bem no meio dela, fiquei um tempo olhando para ele, quando tocaram na porta do meu quarto.

— Cassie. — era James — Saiu sem se despedir.
— Bem, não queria atrapalhar a conversa que estava tendo com aquela mulher, ela me parecia uma boa companhia para você. — expliquei saindo para fora e fechando a porta.
— Digamos que ela não era a companhia que eu queria. — era visível seus traços de uma pessoa alcoolizada, não estava nenhum pouco sóbrio.
— E posso descobrir com quem gostaria de estar?! — perguntei.

Ele se aproximou um pouco mais de mim, obviamente sua intenção era me beijar, eu pousei minha mão em seu tórax o mantendo um pouco afastado de mim, aquela era sem dúvidas a melhor hora para pegar meu objeto de desejo. Talvez em uma outra época, eu o distraia com um beijo e pegaria a agenda em seu bolso ao mesmo tempo, mas não naquele momento, pois eu tinha outra pessoa em minha mente.

Respirei fundo mantendo meu olhar nele, em um piscar de olhos que James avançou mais um pouco em mim, senti uma pessoa o puxando e socando sua cara. Fiquei estática a primeiro momento, porém depois vi que era , eu passei por ele e ajudei James a se levantar, nesse tempo aproveitei para pegar discretamente aquela agenda.

Notei que o olhar de estava em minhas mãos, com a agenda que escondia atrás de minhas costas, o que me fez respirar fundo.

— O que está fazendo?! — perguntei a ele não entendendo.
— O que queria ter feito a muito tempo. — respondeu ele pegando em minha mão e me puxando consigo.
— Ei. — James segurou na mão dele — Quem pensa que é, ela está comigo, procure outra.
— Ela nunca esteve com você. — deu outro soco em James o derrubando mais uma vez — Nunca mais se aproxime desta mulher novamente.

Ele segurou firme em minha mão e me puxou até sua suíte, ao mesmo tempo que me senti aliviada e feliz, estava indignada.

— Você tem noção do que fez?! — perguntei soltando minha mão da dele — A Cassie foi exposta, aquele homem…
— Aquele homem nem vai se lembrar de você amanhã de manhã. — assegurou ele tranquilamente — Além do mais, eu te fiz um favor, já que conseguiu o que queria.
— Eu não te pedi nenhum favor. — mantive minha mão com a agenda para trás — Estava tudo sob controle.
— Entendi. — ele se virou cruzando os braços, demonstrando frustração — Me desculpe por tentar te ajudar.
— Não era você que queria distância de mim? Foi o que disse em minha casa. — retruquei.
— Você está certa, eu realmente deveria me manter longe de você. — ele se voltou para a porta e a abriu — Me desculpe por interferir em sua vida, prometo que esta será a última vez.

Respirei fundo mantendo todas as minhas emoções reprimidas dentro de mim, não perderia minha compostura diante dele, mesmo que eu quisesse jogar aquela agenda pela janela e beijá-lo com toda a minha intensidade. Mas mantive minha face erguida e caminhei até a porta sem hesitar.

— Então é um adeus definitivo. — disse antes de sair.

Segui pelo corredor até chegar em frente à minha suíte, que para minha surpresa James não estava mais lá caído no chão, talvez tivesse voltado para o seu jantar que ainda não tinha finalizado. Ao entrar, coloquei a agenda em cima da mesa ao lado da cama e caminhei até o banheiro já retirando a minha roupa, parei em frente ao espelho por um tempo e fiquei me olhando, lavei meu rosto e respirei fundo.

Precisava relaxar e me acalmar de alguma forma. Como tantas coisas poderia acontecer em uma única noite, e o mais louco ainda, queria entender como o destino gostava de brincar comigo.

Era surreal.

Mas sempre que tudo indicava que eu jamais veria novamente, ele acaba aparecendo, e nos momentos em que mais preciso.

 

“E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais,
E te perder de vista assim é ruim demais,
E é por isso que atravesso o teu futuro,
E faço das lembranças um lugar seguro,
Não é que eu queira reviver nenhum passado,
Nem revirar um sentimento revirado,
Mas toda vez que eu procuro uma saída,
Acabo entrando sem querer na tua vida.”
- Quem de nós dois / Ana Carolina





The End...




Nota da autora:
Annyeonghaseyo!!! Mais uma participação em mixtape saindo... Espero ter conseguido pegar a essência da música e feito algo legal!!!
Resolvi fazer um spin-off de My Little Thief, o que me faz querer ainda mais escrever essa fic linda!!!
Me desculpem qualquer de gramática ou betagem, eu só vejo isso depois que a fic entra no site, não desistam de mim, kkkk...
Críticas e elogios sempre serão bem-vindos!!

Minhas fics no FFOBS:

| 01. Money (Ficstape 5 Secunds of Summer) | 04. On My Mind (Ficstape Ellie Goulding) | 05. Así Soy Yo (Ficstape RBD) |
| 05. Sweet Creature (ficstape Harry styles) | 07. Never Been Better (ficstape Olly Murs) | 11. As You Are (ficstape Charlie Puth) |
| 13. I Won't (Ficstape Little Mix) | 14. Blood (Ficstape My Chemical Romance) | 14. Goodnight Gotham (Ficstape Rihanna) |
| 15. Airplanes (Ficstape 5 Secunds of Summer) | 16. Nothing But Trouble (ficstape Charlie Puth) | 17. Trust (Ficstape Justin Bieber) |
| Beauty and the Beast (Contos Dia dos Namorados) | Beauty and the Beast II | Coffee House | Cold Night | Crazy Angel | Destiny's |
| É isso aí (mixtape Brasil 2000) | Electrick Shock (Especial Challenge #18) | Evidências (Especial: Arraiá) | First Sensibility | Genie |
| I Am The Best (mixtape Girl Power) | I Need You... Girl | Love of My Life (mixtape Classic Rock) | My Little Thief | Noona Is So Pretty (Replay) |
| One Shot | Piano Man (mixtape Girl Power) | Photobook | Promise (Contos de Halloween) | Quem de Nós dois (mixtape Brasil 2000) |
| Sem ar (mixtape Brasil 2000) | Smooth Criminal | The Boys (mixtape Girl Power) | TVXQ: Tohoshinki | Wind Of Change (mixtape Classic Rock) |


Bjinhos...
By: Pâms!!!!
*Ps.: o link das fics vocês encontram na minha página da autora!!







comments powered by Disqus